120 dias de Sodoma Follow einer Story

sagiriboy Luan Henrique

Duas décadas após a Segunda Guerra das Coreias, conflito bélico que devastou ambos os países historicamente inimigos, a Coreia do Sul tenta se reerguer. Regulamentado pelo governo, grandes haréns para a classe mais rica se satisfazer com jovens sedentos por drogas, dinheiro e prazer são criados por todo o país como forma de estabilizar economicamente a antiga potência e apresentar a populção coreana um novo tipo de realidade alternativa. Sodom é um desses hárens, conhecido em toda Coreia por ser uma das mais luxuosas casas de prazeres, controlado por Park Chanyeol, novo ditador do país. Baekhyun, um órfão desolado pela pobreza e pela fome, procura Sodom como sua última esperança de sobreviver na grande Seul, porém não fazia ideia de que seria a presa preferida do dono da Sodoma coreana.


Fan-Fiction Bands/Sänger Nur für über 18-Jährige.

#gay #yaoi #kpop #dominação #submissão #fetiche #fisting #harem #orgia #bdsm #petplay #sekai #incesto #hunhan #kaisoo #chanbaek #exo
21
1.0k ABRUFE
Im Fortschritt - Neues Kapitel Alle 15 Tage
Lesezeit
AA Teilen

Ato I - Ensaio sobre Sodoma.

Notas do autor: E aí, galerous. Aqui é o sagiriboy, lá do Spirit. Como essa fanfic é minha magnum opus, resolvi postá-la aqui também.

Antes de lerem a fic, leiam essa nota. Já devo explicar que essa fanfic NÃO se baseia nem no livro nem no filme de mesmo nome, apesar de eu querer escrever parecido com o filme, mas o povo ia ficar bolado, encher a porra do meu saco até eu ser banido desse site. ENTÃO to aqui escrevendo essa fanfic que contém só as parafilias, mesmo eu querendo colocar violência aqui. Tá tudo dentro das regras, nada de violência, mutilação, estupro.
Eu tava pensando em colocar algumas nojeiras aqui, muita merda literal (oi, coprofagia), mas não sei se vou colocar ainda.
Já aviso que vai ter uma PORRADA DE FETICHES NÃO CONVENCIONAIS AQUI, então se vocês são sensíveis, melhor nem ir adiante.
Queria jogar uma necrofilia aqui também, mas to com o cu na mão de ser banido por causa disso. Vou conversar com o pessoal do spirit sobre isso.
TUDO NESSA FANFIC É CONSENTIDO. C-O-N-S-E-N-T-I-D-O. Então não me encham a porra do saco porque eles assinaram a PORRA DE UM CONTRATO antes de entrar no harém.
ESSA NÃO É UMA HISTÓRIA DE AMOR E CHANBAEK NÃO É UM CASAL AQUI.
Só tem sexo, fetiche e dominação nessa fanfic. Nada de amor, nada de comédia, nada e fluffy. Vai ter fetiches estranhos sim, não esperem por qualquer afeto vindo dos meus personagens, ok?
Ainda não escrevi o roteiro da fanfic todo, então é provável que eu demore pra postar e mude algumas coisas ao longo dos capítulos.
Acho que é só, EU AVISEI.
Aproveitem o prólogo.


{...}

''Na emboscada da puberdade, donzelas ressoam toda inconsciência do iminente destino. Elas escutam rádio, bebem chá, e sem saber, vão perder a liberdade. A burguesia nunca hesitou em matar embora a vítima fosse seu filho e sua filha.''

(120 dias de Sodoma)

A noite fria caía sobre o céu outrora esbranquiçado da capital, algumas pessoas, em sua maioria, transtornadas pelo cenário político daquele país trafegavam nas ruas devastadas pela Segunda Guerra das Coreias. As metrópoles aos poucos se reerguiam, e, posteriormente, reerguiam o país dotado de muita miséria, fome e uma crescente desigualdade econômica e social. Todo o dinheiro era controlado por uma pequena quantidade de pessoas na parte mais alta da pirâmide social. Os donos de todo o poder eram divididos em duas classes dominantes: os Belikov e os Solón.


Os Belikov faziam parte da elite anteriormente dominantes de ministros, deputados e senadores. O poder na Coreia do Sul não estava centralizado sem a figura de um presidente, já que o anterior havia sido executado em praça pública. Apesar da ausência de um presidente, seu filho, Park Chanyeol ainda era a figura máxima de poder e influência na antiga potência. Tinha a total liberdade para mandar e desmandar o que quisesse, que se fodam os direitos humanos. ONU? Para o inferno essa organização fodidamente hipócrita. Apesar de toda essa liberdade para fazer o que bem entendesse, estava pouco se fodendo para reerguer aquele país fodido e se intitulava como parte do outro lado da balança de poder, os Sólon.


A valorização da sodomia, abuso de drogas e a realização dos fetiches mais sórdidos era um grande mercado que ajudava o país a se reerguer depois de quase vinte anos de devastação em seu território. Os khalifs eram grandes haréns famosos por abrigar as pessoas mais miseráveis em troca de sexo sujo, humilhação pesada e drogas. Pessoas desesperadas de toda a Coreia iam em busca desses famosos khalifs na intenção de moradia e comida em troca de seus corpos, e para isso, aceitavam a se submeter a essas humilhações pesadas e constantes. Por conta dos afrodisíacos que ingeriam em suas veias, bebidas e em comprimidos, viviam como animais sedentos por sexo e as mais diversas práticas de sodomia em haréns de todo o país.


Sodom era um desses khalifs, cujo o dono não era nada mais nada menos que o egocêntrico predador sexual Park Chanyeol, ironicamente também o símbolo de maior poder no país. Sodom era dividido em duas grandes alas de harém que variavam de acordo com a idade dos participantes e as preferências sexuais dos mesmos. Não eram aceitos menores de 21 anos e maiores de 45 anos. As regras eram estritamente explícitas e não havia como burlá-las. A ala principal era uma grande sala luxuosa onde haviam pessoas escolhidas a dedo por Chanyeol. Era a ala de luxo, onde só os mais belos e obedientes se entupiam de afrodisíacos e transavam feito bestas pelo chão e em todos os cantos daquele grande cômodo adornado por pinturas famosas, estátuas de mármore e uma luz vermelha neon. Apenas as pessoas que concordavam em serem cobaias dos mais diversos fetiches viviam naquela sala.


Já na ala azul, era controlada por Do Kyungsoo, amigo de infância do grande ditador. Seus fetiches não eram tão sórdidos quanto os do amigo, por isso ficou encarregado da ala popular onde se concentrava um maior número de pessoas. Estas possuíam algum tipo de aversão e limitação em relação aos fetiches dos escravos da ala de luxo.


Além dessas duas alas, possuía também uma ala para novatos, onde Zhang Yixing ensinava os mais diversos tipos de fetiches e instigava os novos escravos da casa a se interessarem por diversos estímulos sexuais.


Também possuíam os grandes e luxuosos banheiros que não eram separados por gênero. Apesar de quase sempre tomarem banhos quentes nos chuveiros, os escravos da ala vermelha eram submetidos a banhos de mangueira gelados enquanto agiam feito cães adestrados para agradar seu dono.


Apesar do luxo da zona central de Seul controlada pelos Sólons, no lado oeste da cidade, a pobreza reinava. Era como se o anjo da morte e miséria tivesse feito uma visita longa àqueles moradores que sobreviviam de pão e água. Muitos deles moravam debaixo das pontes e pelas calçadas por conta de suas casas terem sido destruídas há quase duas décadas e nada do governo fazer algo para melhorar a condição de vida daquelas pessoas. Até os cães sarnentos eram vistos com olhares mais humanos vindos dos Sólon e Belivok. Era isso que um mundo onde o capital ditava as ordem fazia com a cabeça das pessoas. Era uma exploração constante do homem pelo homem, tudo em vista do lucro à classe dominante. Era uma verdadeira distopia, um totalitarismo e autoritarismo gritantes presentes naquela sociedade doentia e opressiva onde o capital reinava.


Os cidadãos que haviam conseguido empregos em siderúrgicas passavam mais de doze horas trabalhando sob o calor escaldante, tudo isso mais as condições precárias de segurança e trabalho. Ah, e sem falar nas horas extras que eram praticamente obrigados a cobrir. Era uma espécie de escravidão assalariada. Se não aceitassem aquelas condições, eram demitidos sem dó, pois sempre havia alguém interessado naquela vaga. Pessoas eram vistas como meros instrumentos de trabalho extremamente moldáveis e manipuláveis, vivendo com um salário que sequer conseguiam se sustentar e sustentar a própria família, sem ao menos um auxílio alimentação ou moradia.


Baekhyun foi deixado à mercê dos perigos mundanos quando seu pai, seu único parente que conhecia, morreu bravamente na guerra defendendo sua nação que não faria o mesmo por si. Era um jovem de recém completos 22 anos, com seus ossos marcados em sua pele pálida e talvez até mesmo anêmica. Comia o que roubava dos outros e o que achava pelas ruas. Se desse sorte, raras vezes conseguia o que os burgueses jogavam no lixo.


Estava decidido que fazer parte de um khalif era melhor do que morar na rua sob constante perigo de ser morto ou estuprado. Ao menos, teria comida e um teto, ficaria tão entorpecido com as drogas e afrodisíacos que tomaria no harém que sequer se importaria de ser usado, mesmo que o uso daquelas substâncias fosse totalmente facultativo, visto que nada no harém era obrigatório.


Seu corpo perecia de fome e frio naquelas as ruas de terra, enquanto caminhava em passos bambos, fraco pela falta de alimento em seu estômago que doía e roncava de uma forma desgostosa, suas roupas rasgadas estavam coladas a seu corpo magro enquanto este também doía. Sequer conseguia se mover, que dirá se levantar e procurar um abrigo. As pessoas que se esbarravam pelas calçadas dificultavam sua visão, por isso, precisou semicerrar as pálpebras para ver o homem parado em sua frente. Levantou sua cabeça para seguir a silhueta do rapaz imponente que parecia se destacar no meio daquela multidão miserável com suas roupas mais caras que as próprias vidas daqueles cidadãos. Não reparou o rosto do rapaz alto, seus olhos apenas capturaram o momento exato que o homem alargou um sorriso ladino em seu rosto.


- Q-quem... quem é você? - Baekhyun perguntou arrastado. Sua voz saiu baixa por não ter forças para falar.

- Eu sou Deus.

11. Oktober 2019 23:46:10 5 Bericht Einbetten 4
Fortsetzung folgt… Neues Kapitel Alle 15 Tage.

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Gi Graciano Gi Graciano
Passando só pra falar que não importa como, muito menos onde, essa fanfic for atualizada, eu me recuso a não acompanhar essa maravilha.
id isv dorv
Que legal, continua! =D
14. Oktober 2019 12:06:23
𝐠𝐚𝐛𝐢 𝐠𝐚𝐛𝐢
meu deus sua escrita é maravilhosa
11. Oktober 2019 20:30:40

~