Esses dias Follow einer Story

camy Camy <3

Eu tenho esses dias meio loucos em que tudo que eu quero é ficar sozinha e vazia.


Poetry Nicht für Kinder unter 13 Jahren.

#pensamentos-sobre-automutilação-implícito #culpa #autoisolamento #depressao
Kurzgeschichte
2
707 ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Esses dias

Eu tenho esses dias

em que me finjo de morta.

É a minha maneira torta

de não levar isso às vias.


Eu não quero sair da minha cama

não quero falar com ninguém

Não quero tomar banho, comer,

acho que talvez nem respirar eu queira


Nesses dias eu quero que me esqueçam

Quero ficar deitada sem pensar

sem sentir, sem amar, sem chorar

Quero viver numa bolha em que só eu exista


ou talvez nem isso


Quero ficar nesse limbo em que nada é real

Não tenho responsabilidades

não tenho deveres, direitos ou quereres


Eu quero ignorar o mundo

Quero ignorar o que está dentro de mim

o que está fora

o que só está


Mas existem pessoas que eu não posso ignorar

Pessoas que moram comigo, dormem comigo

pessoas que vivem onde eu vivo

e entram na minha bolha quer eu queira ou não


São pessoas que eu amo

São pessoas que fariam de tudo por mim e se preocupam

São pessoas que eu não quero por perto

São pessoas que eu não quero que vejam sangue

Pessoas que eu não quero que se afastem.


Por elas, mesmo nesses dias, eu levanto

eu como, eu tomo banho, eu tento arrumar o quarto

Por elas, eu não sangro, eu não choro, eu vivo

Por elas, ainda são dias em que eu finjo


Nesses dias, meu celular não para

Eu tenho família, tenho amigos

Existem outros que querem saber de mim

Pessoas com quem firmei compromissos

antes de saber que esses dias estavam chegando


Eu quero ignorar todo mundo, quero me excluir

quero ficar nesse espaço em que nada nem ninguém existe

Quero parar de sentir e de falar e de pensar

mas existem pessoas que não posso ignorar


Por outro lado, é tão simples desligar o celular

Tão simples ignorar as mensagens

recusar as chamadas

me fechar em mim mesma

Eles não podem entrar comigo na cama

não podem me olhar no olho e perguntar se está tudo bem

não podem ver o sangue, se eu sangrar


Com eles, eu só preciso desligar a chamada

e fingir que não tô quebrando relações que importam pra mim

que são uma parte de mim

Eles não tão invadindo minha bolha de vazio

e eu posso mantê-los longe, então mantenho.


Eu conheço minhas responsabilidades

Eu vejo os horários chegando, eu penso no que tem que ser feito

E tem esse vazio, esse cansaço

esse peso que me cobre e me esconde

e eu fico com essa dormência

Essa vozinha me dizendo não importa, vai passar

Essa sensação de tudo bem ser odiada

tudo bem perder o horário

é até melhor


Quanto antes eu decepcionar quem eu amo

menos eles vão esperar de mim no futuro.


Tudo bem, tudo bem, tudo bem


É melhor que sintam raiva

que me vejam como irresponsável, que desistam

porque é por essas pessoas que eu ainda saio da cama

e sorrio e finjo e finjo e tá tudo bem

e sem elas…


Eu penso em sangue, nesses dias

Eu penso na faca na cozinha

Eu penso em como seria se a escorregasse pelo meu braço

Eu penso em como seria ficar molhada

e sentir minha cabeça pesando, até o sono chegar

Eu penso se doeria

Eu penso que eu mereceria, se doesse


E eu penso que eu tenho tudo

Eu tenho amigos

e um namorado perfeito

e uma família que me ama

e um emprego que eu adoro

e uma casa que faz eu me sentir segura

e uma gata que é incrível


E eu penso em sangue de novo

E em como eles se manchariam do meu sangue

E em como haveria culpa e dor e mais culpa

Haveria julgamento e brigas e eu não estaria aqui


Seria egoísta deixá-los com tanto para lidar

Seria egoísta fazer alguém me achar no chão do banheiro

Seria egoísta, egoísta, tão egoísta

se eles tivessem pesadelos depois

Se chorassem e sofressem

e pensassem no que poderiam ter feito diferente


Eu não quero causar esse tipo de dor

Não quero que acordem no meio da noite chorando

que haja problemas de confiança no futuro

que se lembrem de mim como alguém que poderiam ter salvado

e não salvaram


E eu penso em sangue de novo


Recebo mais mensagens e eu não mereço

Eu não mereço o amor, o carinho, a atenção, o cuidado

Eu penso em sangue e sei que não mereço

porque eles não fizeram nada para merecer

uma irmã assim

ou uma namorada assim

ou uma amiga assim


É egoísta pensar em sangue

e é egoísta ficar na minha bolha de nada

E é frustrante ver as horas passar enquanto eu não me mexo na cama

mas eu só quero que todo mundo finja que eu não existo

Só por alguns dias

eu preciso que finjam e eu preciso fingir

porque é demais


Eu chego em casa cansada

e quero que meu namorado me abrace

Ele me abraça,

mas não é do jeito que eu quero


Tem dias que quero

que ele me segure como se eu fosse uma criança

faça carinho na minha cabeça até eu pegar no sono

e me mantenha protegida


Tem dias que eu quero

que ele me segure como uma mulher

e me deite na cama

e faça eu me sentir amada e desejada


Tem dias que eu quero

que ele fique longe

e finja que eu não existo

porque não aguento a presença do amor dele


Eu não mereço ser amada assim

e não quero ser amada assim

Quero que ele entregue esse amor

para quem vai pensar mais nele que em si mesma


E eu ainda quero que ele saiba

quando me abraçar e como me abraçar

Mas não quero dizer nada

Não quero falar como me sinto

ou pedir que tipo de abraço eu quero

ou ter que dar uma dica sobre que tipo de dia eu tive

Eu quero que ele só saiba ao me olhar


É injusto e egoísta de novo

E é frustrante, porque ele me abraça

dum jeito que não é o que eu quero naquele dia

E eu fico irritada e frustrada e o quero longe

de mim e do sangue e da minha dor


Ele merece alguém melhor

alguém que saiba se expressar

e que o respeite

e que não o cobre como eu cobro


Mas ele ainda fica


Às vezes frustrado e irritado

às vezes com mais paciência

mas ele fica


Eu preciso que ele fique

Eu amo quando ele fica


Às vezes eu quero que ele vá


Eu tenho esses dias

em que só penso em sangue

Esses dias em que finjo que estou morta,

porque ironicamente acho que é o único jeito que tenho

de não morrer


Eu tenho esses dias

em que quero me excluir

numa bolha feita de nada e de silêncio

Esses dias em que tudo é tão cheio

e tão denso que só é…

vazio.

3. September 2019 21:53:19 0 Bericht Einbetten 2
Das Ende

Über den Autor

Camy <3 99% escritora de angst, mas aquele 1% curte um fluffy.

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~