O Acordo, O Jutsu Secreto e o Desejo do Sharingan Follow einer Story

teffychan Lilith Uchiha

Diálogo é algo importante em todo relacionamento. Por mais peculiar que ele seja, contanto que haja comunicação é uma garantia a mais para que a relação funcione corretamente. Porém, se você falar demais pode acabar causando um desentendimento desnecessário. Às vezes é melhor apenas seguir seus instintos e deixar as coisas acontecerem naturalmente. Conversando sobre os desejos mais inusitados um do outro antes de fazer alguma coisa, é claro.


Fan-Fiction Anime/Manga Nur für über 18-Jährige. © Todos os direitos reservados

#oneshot #sexo #lemon #naruto #sasuke #narusasu #sasunaru #homossexualidade #nudez
Kurzgeschichte
5
2.2k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Capítulo Único – Diálogo é importante. Desejos também

Estavam naquele relacionamento estranho há tanto tempo que já nem se lembravam mais de como tudo começou. Um dia Naruto simplesmente contou para Sasuke todas as coisas indecentes que desejava fazer com ele porque o via como algo mais do que um amigo. Provavelmente era para ser uma declaração ou algo assim, então foi a pior declaração de todos os tempos. Mas por incrível que pareça funcionou, pois Sasuke desejava a mesma coisa.

Então passaram a se encontrar e simplesmente fazer todas as obscenidades que desejavam um com o outro. Ah sim, isso era o que as pessoas chamavam de estar namorando. Mas nenhum dos dois estava muito preocupado em dar um nome para isso.

O tempo passou e eles cresceram, bem como seus desejos. Aprenderam a satisfazer as necessidades um do outro usando formas alternativas, sem precisarem ir até o fim com tudo aquilo. Primeiro porque, por mais que tentassem conversar sobre o relacionamento não dava em nada, pareciam dois bichos no cio. E segundo porque ainda eram desajeitados demais mesmo depois de tudo o que já tinham feito. A única coisa que sabiam sobre isso era que doía. Teriam que descobrir o resto na prática. Então pra quê tentar fazer uma coisa que eles sabiam que ia doer se estavam tão bem fazendo a mesma coisa de outro jeito? Era melhor deixar as coisas como estavam não é?

Claro que não.

— Ei, Sasuke — Naruto chamou, mas só ouviu um murmúrio como resposta. Estavam na casa de Naruto e o garoto ainda estava com o corpo mole devido a sensação de pós-orgasmo — Eu queria tentar outra coisa hoje.

— Quer que eu faça em você de novo? — ele perguntou um pouco ofegante. Por mais que Naruto dissesse que ele é que era bom nisso, não tinha ideia de como Sasuke adorava as sensações que o rapaz provocava em seu corpo — Você não se cansa, não é?

— Nunca me canso de ficar com você. Mas eu estava pensando em uma coisa diferente — ele se aproximou devagar, passando a enrolar os dedos nas mechas de cabelos negros do namorado — Você… por acaso já pensou em ir até o fim com isso?

— Você quer dizer…?

— É — Naruto confirmou antes que ele pudesse terminar a frase — Eu tenho pensado nisso nos últimos dias. Achei que a gente podia tentar… quero dizer, se você quiser, é claro.

— Hm… acho que tudo bem — ele ponderou — Mas por que isso de repente? Quero dizer, a gente já está fazendo isso há… nem sei quantos meses…

— Por isso mesmo. Eu queria experimentar para saber se tem alguma diferença.

— Claro que tem diferença, você sabe — Sasuke sentou-se na cama — Tudo bem. Como vamos decidir quem vai… você sabe… — ele fez um gesto vago com a mão.

— A gente precisa decidir?

— É claro. A gente tem revezado até agora, mas para fazer isso… um de nós vai precisar… enfim — ele respirou fundo, tentando se acalmar — Se quiser que seja eu me avise logo, preciso me preparar psicologicamente.

— Na verdade eu não tinha pensado nisso — Naruto admitiu, sentando-se também — A gente podia revezar nisso também.

— Certo. Revezamento, ótima ideia — Sasuke concordou — Então… quem começa?

— Ah, eu não sei… a gente pode só fazer como sempre e ver o que acontece — Naruto deu de ombros. Sasuke ia reclamar sobre o quanto ele era desleixado, mas foi interrompido quando o rapaz o beijou. Sasuke esqueceu imediatamente das reclamações. Abraçou Naruto pela cintura, trazendo-o para mais perto enquanto o namorado brincava com seus cabelos, puxando as mechas negras ocasionalmente devido às sensações que Sasuke lhe causava.

Naruto adentrou a boca do namorado com a língua enquanto suas mãos escorregavam pelas costas do rapaz. Podia sentir as mãos de Sasuke subindo e descendo pelo seu corpo, causando-lhe arrepios involuntários. Naruto quebrou o contato entre seus lábios e passou a chupar o pescoço de Sasuke deixando marcas em sua pele alva, arrancando gemidos contidos dele. Perto assim podia sentir o cheiro inebriante do rapaz. Queria sentir mais daquele perfume, queria chegar mais perto… sentou-se no colo de Sasuke e começou a roçar sua ereção no corpo dele quase que inconscientemente.

Sasuke agiu por instinto. Desceu uma das mãos e começou a masturbar Naruto como estava habituado a fazer, esquecendo-se completamente de qual era o novo objetivo ali. Segurou os fios loiros com força com a mão livre e o puxou para outro beijo sôfrego. E, quando deu por si, Naruto o tinha empurrado na direção da cama e agora estava em cima dele.

— Sasuke… por que você ficou me estimulando? — Naruto perguntou com a voz ligeiramente rouca. Parecia estar mesmo dividido sobre qual papel deveria assumir no começo, mas agora já estava bem claro — Desse jeito eu…

— Está bem, já entendi. Só… faça isso com cuidado — ele tentou se conformar. Como pôde ser tão idiota a ponto de se esquecer qual era o objetivo daquilo tudo?

— Não se preocupe. Serei o mais cuidadoso possível — Naruto prometeu — O que me faz lembrar que talvez a gente precise disso — ele esticou a mão até a cômoda ao lado da cama e abriu uma gaveta. De dentro dela tirou preservativos e um frasco de lubrificante.

— Ei… há quanto tempo exatamente você está planejando fazer isso?

— Já faz um tempinho. Eu só não sabia como te dizer — Naruto respondeu. Demorou um pouco para descobrir como se abria o pacote com preservativo, mas conseguiu depois de alguns segundos tentando.

— Tem certeza de que sabe como se faz isso? — Sasuke ergueu uma sobrancelha. A última coisa que queria era ser uma cobaia de alguém que ainda estava aprendendo como relações íntimas funcionavam.

— É claro. Quero dizer, não pode ser tão difícil.

É claro que podia. Tudo na vida podia ser difícil, até mesmo isso. Naruto sabia o ponto principal, é claro, mas como se chegava até lá?

— Bem… acho melhor você afastar um pouco as pernas — Naruto foi dizendo o que sabia e Sasuke obedeceu. Recusava-se a encará-lo naquela situação, mesmo sabendo o que estava prestes a acontecer — Não se preocupe, vai ficar tudo bem — Naruto acariciou o rosto dele, tentando acalmá-lo.

Na verdade torcia para que ficasse tudo bem. Tinha um palpite de que precisava fazer mais alguma coisa, mas não tinha certeza do que era exatamente. Sem falar que estava tão excitado que seu membro chegava a pulsar de dor. Precisava resolver logo isso.

Espalhou lubrificante pela entrada de Sasuke e largou o frasco de qualquer jeito e cima da cômoda. Segurou o rapaz pelas dobras dos joelhos, começando a roçar o membro por sua entrada.

— Ei, Naruto. Espera! — Sasuke chamou segundos antes de ser penetrado — Você não pode fazer isso assim direto!

— Por que não?

— Porque vai doer pra caramba, seu idiota — Sasuke respondeu — Provavelmente vai doer de qualquer jeito, mas não precisa exagerar né. Tá querendo me arrombar, seu desgraçado?

— Então o que você quer que eu faça? Sasuke, eu não vou aguentar muito tempo…

— Troque de lugar comigo que eu te mostro.

— Isso não! Eu preciso fazer isso agora — Naruto realmente precisava. Seu membro começava a latejar.

— Certo… acho que geralmente fazem uma preparação antes — Sasuke respondeu. Francamente, por que tinha que explicar isso para ele? — Com os dedos ou a língua, algo assim.

— Tudo bem. Posso fazer isso.

Naruto mordeu o lábio inferior, pensando no que o namorado disse. Pensando bem fazia sentido. Penetrar um orifício tão pequeno com o pênis logo de cara devia doer bastante. Não queria causar dor a Sasuke, mas também precisava resolver aquilo depressa. Um jeito de prepara-lo… ah, mas é claro! Como não pensou nisso antes?

— Sasuke, isso vai doer um pouco então se prepare — Naruto avisou — Jutsu do dedo Secreto da Aldeia da Folha: Mil Anos de Morte!

Naruto o penetrou de uma só vez com o dedo indicador e o dedo médio de ambas as mãos, indo até onde seu corpo permitia. Sasuke gritou, agarrando o lençol da cama com força. Gritou tão alto que os vizinhos com certeza escutaram.

— Mas que droga você está fazendo seu animal?! — ele exclamou, respirando com dificuldade.

— O Kakashi-sensei já usou esse Jutsu uma vez em mim anos atrás, se lembra? Achei que seria útil, já que você disse que era melhor eu começar com os dedos…

— Não foi isso que eu quis dizer seu retardado! — o rapaz interrompeu. Seus olhos começavam a ficar avermelhados e Naruto concluiu que ele estava lacrimejando — Anda, termina logo com isso.

— Tudo bem, não precisa gritar — Naruto murmurou, voltando sua atenção para o que estava fazendo.

Se precisava imitar as ações que iria realizar daqui a pouco, então era para movimentar os dedos, certo? Ainda que não tivesse desfeito o Jutsu Mil Anos de Morte… bom, já tinha feito besteira mesmo, então que se dane. Começou a movimentar os dedos devagar, do jeito que estava. Demorou um pouco, mas quando sentiu o corpo de Sasuke relaxar conforme foi se acostumando ele retirou os dedos.

— Dessa vez vai ser para valer, Sasuke — Naruto avisou. Adentrou o rapaz com o membro, dessa vez mais devagar, deixando escapar um longo gemido. Graças ao Jutsu Mil Anos de Morte Sasuke não sentiu praticamente nenhuma diferença, mas doeu mesmo assim. Principalmente quando Naruto se mexeu dentro dele.

— Naruto, espera — ele mandou, segurando o rapaz pelos cabelos loiros — Eu… preciso me acostumar com isso primeiro.

— Se acostumar? Mas eu já te…

— Eu sei, eu sei, você já me violou — ele grunhiu — Mas tem uma coisa que não deveria estar dentro de mim e se você não esperar a dor diminuir eu juro que depois vou te foder tanto que você não vai conseguir sentar durante uma semana, ouviu seu idiota?

— Está bem, não precisa falar desse jeito — era incrível como Sasuke conseguia fazer ameaças mesmo estando naquela posição. E então Naruto percebeu uma coisa. Ele não estava lacrimejando de dor como tinha pensado antes. Tinha ativado o Sharingan, por isso seus olhos estavam vermelhos. Ah, isso era mau… Sasuke só usava o Sharingan quando estava muito, mas muito excitado mesmo durante o sexo e se descontrolava ou quando se zangava com alguma coisa.

E nesse momento com certeza ele estava zangado.

E a pior parte: Ver Sasuke usando o Sharingan deixava Naruto estranhamente excitado. Ele sabia disso, Sasuke sabia disso, todos na vila que conviviam com eles sabiam disso, Naruto não conseguia nem disfarçar. Vê-lo assim agora só piorava a situação.

Naruto deixou essa preocupação de lado quando sentiu Sasuke mover o quadril devagar em um sinal mudo de que tinha se acostumado e que o rapaz podia prosseguir. Felizmente ele entendeu o recado e passou a estocar Sasuke devagar, sentindo o rapaz abraça-lo com força e morder os lábios para não deixar escapar nenhum gemido.

Tinha doído no começo, não tinha como negar. Mas agora que tinha se acostumado sentia um calor estranho onde Naruto o estocava, se espalhando por todo seu corpo. Era diferente de como faziam antes. Parecia mais intenso, mais prazeroso. E, para quem tinha reclamado horrores no começo, Sasuke estava começando a gostar bastante daquilo. Queria sentir mais daquele calor, queria que a intensidade se tornasse ainda maior. E sabia muito bem como estimular o namorado.

— Naruto — ele chamou com a voz rouca — Olhe para mim enquanto faz isso — ele o encarou nos olhos, vendo Naruto engolir em seco mesmo estando com a respiração descompassada. O melhor jeito de estimular o rapaz era fazê-lo olhar diretamente para seu Sharingan. Não precisava controla-lo ou imitar seu movimentos nem nada. O mero vislumbre daqueles olhos escarlates enlouquecia Naruto. Sasuke não entendia o motivo, mas o enlouquecia.

— Isso é golpe baixo… depois não reclame se eu te arrombar de verdade — Naruto acelerou as estocadas em um ritmo impressionante, de modo que Sasuke não conseguia mais conter seus gemidos. Agarrou-se às costas do namorado, cravando as unhas ali em uma tentativa vã de se controlar. Sabia que era tolice, mas odiava que Naruto escutasse os gemidos que deixava escapar, céus, como odiava. Mas aquela sensação nova só os tornavam ainda mais altos.

Naruto investia contra ele com mais força, indo até onde seu membro permitia. Ao contrário de Sasuke, não se dava ao trabalho de tentar conter os gemidos de prazer. Encarar a face do rapaz naquele estado só fazia desejá-lo ainda mais. Dizem que vermelho era a cor da luxúria e se isso era verdade, se aplicava muito bem a Sasuke. Mesmo estando naquela posição não parava de encarar Naruto com um olhar libidinoso por um instante sequer. Naruto ouviu o rapaz gemer particularmente mais alto quando acertou um ponto sensível e, mesmo sentindo um prazer imensurável, se perguntou se tinha feito algo errado de novo.

— Sasuke? Está… tudo bem?

— Tudo ótimo. Faz… isso de novo.

— Fazer isso o que?

— Acerte o mesmo lugar que me fez gritar, seu imbecil. Não me faça repetir isso…

Naruto assentiu e passou a se concentrar em tentar localizar a próstata do namorado outra vez. Só teve certeza de que tinha conseguido quando Sasuke começou a gemer descontroladamente. Sentiu o rapaz envolver seu corpo com as pernas em uma tentativa de intensificar ainda mais aquela sensação tão prazerosa enquanto pedia para Naruto ir mais rápido. Pedido este que ele atendeu prontamente, aumentando a velocidade das estocadas enquanto seus gemidos se juntavam aos de Sasuke em uma sintonia perfeita. Aquela sensação era nova. Já se divertiram bastante juntos, mas Naruto nunca tinha conseguido causar tanto prazer a ele. E também nunca havia sentido nada parecido com aquilo antes.

Não demorou muito para que Naruto gozasse dentro do namorado, deixando escapar um sonoro gemido. Sasuke também atingiu o ápice segundos depois. Naruto deitou-se ao lado dele e retirou a camisinha usada arfando, sentindo-se cansado e realizado ao mesmo tempo. Virou a cabeça para encarar Sasuke e viu que ele também respirava com dificuldade. Se perguntou se tinha sido mais cansativo para ele.

— Ei Sasuke — ele chamou quando recuperou o fôlego — O que achou de fazer desse jeito?

— Bem… devo admitir que não foi nada mal…

— Você gostou, admite logo.

— Está bem! Eu adorei — Sasuke confessou a contragosto, desviando o olhar — Causa uma sensação diferente. Uma coisa que eu nunca tinha sentido antes.

— É uma sensação boa?

— É maravilhosa. Mas sabe… acho que a gente fez isso errado.

— Como assim? Não dá para fazer isso errado Sasuke.

— Claro que dá. Sempre dá para errar em alguma coisa — ele discordou — O caso é que… bem, você fez a coisa toda, mas eu meio que fiquei excitado no meio do processo e você não fez nada quanto a isso.

— Ah… — Naruto baixou os olhos lentamente e notou que o rapaz tinha razão. Tudo o que tinham feito o estimulou também e Sasuke precisava dar um jeito nisso — Bem, eu posso resolver isso agora, mas não tinha nada que pudesse fazer naquela hora…

— Claro que tinha — o rapaz discordou — Era só fazer como a gente sempre fez até hoje.

— Minha boca não alcançava aí.

— Você poderia ter usado as mãos, pense um pouco! — ele exclamou. Ficava facilmente irritadiço quando Naruto enrolava para satisfazê-lo — Você não pensou em nada quando resolveu fazer isso, pensou? Você também prometeu que faria com cuidado, mas doeu pra caramba no início.

— Desculpa… mas eu acho que essas coisas doem na primeira vez, não é? Pelo menos é o que dizem.

— Sim, mas você foi muito impaciente. Queria colocar tudo de uma vez — Sasuke lembrou — E no fim das contas acabou usando aquele tal Jutsu Secreto do Kakashi em mim. Que droga foi aquela?

— Eu já te expliquei. É o Jutsu do dedo Secreto da Aldeia da Folha: Mil Anos de Morte — Naruto repetiu — Ele usou isso em mim uma vez durante nosso treinamento.

— Isso nem é Jutsu de verdade Naruto, ele só estava tirando sarro de você — Sasuke passou a mão pelos cabelos. Como o garoto tinha caído em um truque estúpido como esse? — Não acredito que usou uma técnica idiota dessas em mim.

— Ela não é idiota, tanto que você caiu! — Naruto acusou.

— Claro que é idiota, seu idiota!

— Cala a boca seu arrombado!

— E quem você acha que fez isso, hein? — Sasuke sentou-se na cama, o rosto vermelho de raiva e vergonha misturadas — Muito bem, Naruto. Vou te mostrar como fazer isso direito.

— Espera aí… o que você quer dizer? — Naruto indagou quando o namorado sentou-se em cima dele.

— Você se lembra do que eu te disse antes da gente começar com isso?

— Hm… que nós iríamos revezar? — Naruto arriscou. Realmente tinham combinado isso, mas não pensou que fariam o revezamento agora.

— A outra parte Naruto — Sasuke sussurrou no ouvido dele, mordendo o lóbulo da orelha em seguida.

Naruto precisou fazer um esforço enorme para puxar a lembrança pela sua mente enquanto Sasuke distribuía beijos pelo seu pescoço até que encontrou a que procurava. Sasuke havia dito que se ele o machucasse iria foder tanto Naruto que ele não conseguiria sentar durante uma semana.

Sasuke não estava brincando.

— Ah, Sasuke… qual é… — Naruto deu uma risada nervosa.

— Então você se lembrou — Sasuke sorriu malicioso — Não se preocupe, você não vai ficar tanto tempo assim sem conseguir sentar — ele beijou Naruto antes que o rapaz pudesse responder alguma coisa, mas logo quebrou o contato entre seus lábios.

Passou então a descer e distribuir beijos e lambidas por toda a extensão de seu corpo, demorando-se nos pontos mais sensíveis que já conhecia tão bem. Sentia Naruto arranhando suas costas enquanto chamava pelo seu nome e fez uma expressão confusa quando Sasuke parou.

— Agora, Naruto… preste muita atenção para não cometer o mesmo erro da próxima vez.

Sasuke começou a distribuir beijos suaves pelos testículos enquanto massageava o pênis devagar até engoli-lo por completo, fazendo Naruto suspirar. Sim, ele captou a mensagem. Não deveria ser apenas ele a receber prazer, deveria satisfazer seu namorado também. No entanto começou a perder a sanidade rapidamente com as sensações que Sasuke lhe provocava. E não era apenas a visão privilegiada de ver aquele belo rapaz completamente nu chupando seu pênis. Sasuke fazia questão de manter o contato visual porque sabia que era isso o que Naruto mais gostava. Os olhos vermelhos que transbordavam luxúria e pareciam ver o interior de sua alma… não importava quantas vezes Naruto já tinha ficado despido na frente de Sasuke, nem que estava agora, sentia-se um constrangimento estranho por causa daquela nudez devido a forma como Sasuke o encarava. E aquilo era inexplicavelmente excitante. Um absurdo sim, mas cada um com seus fetiches.

Naruto sentia todo seu corpo formigando, geralmente era nessa parte que as coisas começavam a esquentar. Entretanto Sasuke parou o que estava fazendo de repente.

— Sasuke… — Naruto chamou com a voz manhosa — O que houve? Continua…

— Depois talvez. Você se esqueceu do que realmente estamos fazendo aqui, não é Naruto?

— O que? — ele piscou, tentando recuperar o foco. Realmente tinha esquecido — Ah, eu sei, mas… qual é, você não pode me deixar assim…

— Eu não vou. Daqui a pouco termino com isso, eu prometo — ele beijou Naruto, impedindo-o de protestar novamente enquanto esticava a mão para pegar o frasco de lubrificante em cima da cômoda — Serei o mais cuidadoso possível — ele falou enquanto espalhava o lubrificante na entrada do namorado, colocando o preservativo em seguida.

— Você é cruel em me deixar desse jeito, sabia? — Naruto resmungou. Por um lado não podia culpa-lo por querer fazer logo isso, sabia muito bem como o rapaz devia estar se sentindo. Mas por outro estava mesma situação e isso era um grande problema.

Eu sou cruel? Só estou tentando fazer isso direito — Sasuke apoiou as mãos no peito do namorado, se insinuando enquanto roçava o membro em sua entrada, fazendo-o gemer baixinho — E olha que eu ainda nem fiz nada.

— Anda logo com isso — Naruto murmurou.

— Ei, Naruto — Sasuke sussurrou em seu ouvido — Você parecia muito feliz com a visão privilegiada que estava tendo agora a pouco, mas… você sabe que o meu Sharingan não serve apenas para te excitar, não é?

— É claro que sei. É que eu não consigo evitar de… espera, aonde quer chegar?

— Eu já estava usando o Sharingan quando você usou aquele tal Jutsu Secreto Mil Anos de Morte — Sasuke esclareceu.

— Você… copiou o Jutsu… — O rosto de Naruto ficou pálido. Se Sasuke tinha copiado o Jutsu provavelmente usaria nele.

— Sim, eu copiei. Mas não se preocupe, não pretendo usar em você. Pelo menos por enquanto — ele respondeu — Mas isso me fez pensar. Você gosta tanto do meu Sharingan… o que faria se soubesse que eu estou usando ele mas não pudesse vê-lo?

— O que?

Naruto não teve temo de reagir. Antes que se desse conta do que estava acontecendo Sasuke tinha largado o frasco de lubrificante de volta na cômoda e agarrado a faixa que usava para prender sua calça ao redor da cintura que sabe-se lá como foi parar ali. Usou-a para vendar os olhos de Naruto, amarrando-a bem firme atrás da cabeça.

— Ei, Sasuke! O que pensa que está fazendo?

— Te amarrando — respondeu o óbvio. Quando Naruto tentou arrancar a faixa do rosto ele segurou as mãos dele entre as suas — Desse jeito terei que amarrar suas mãos também.

— Para de brincar comigo, isso não tem graça!

— É engraçado para mim — ele voltou a lamber o corpo de Naruto, brincando com seu umbigo. Agora que estava privado da visão as sensações pareciam ser mais intensas. Deixou escapar um gemido baixo quando Sasuke mordeu uma de suas coxas e afastou-a um pouco mais da outra perna.

— Para com isso… eu sei que você desfez o Sharingan.

— Eu ainda estou usando. Se não estivesse não precisaria vendar seus olhos — Sasuke respondeu calmamente — Me diga, Naruto. Qual a sensação de não poder ver o que você tanto deseja, que está tão perto de você?

Ele não deu tempo para o rapaz responder. Suas mãos estavam ocupadas segurando as de Naruto então usou a língua para circundar sua entrada bem devagar para que ela se alargasse, fazendo o namorado gemer.

— Sasuke… anda logo com isso…

— Ué? Quer tanto assim ser fodido?

— Quero que você termine aquilo que tinha começado antes e que tire essa maldita venda — Naruto explicou.

— Entendo — Sasuke o beijou. Naruto pensou que duraria mais dessa vez e ficou desapontado pelo rapaz ter se afastado tão depressa — Mas não pretendo fazer isso agora.

Aquilo era tão frustrante. Naruto não podia ver o que Sasuke pretendia fazer com ele. Apenas sentia a língua morna do namorado percorrendo sua pele, demorando-se um pouco mais nos mamilos enquanto o membro roçava em sua entrada, instigando-o, como se quisesse brincar com sua sanidade. Naruto afastou um pouco mais as pernas e começou a movimentar o quadril, provocando Sasuke também. Não era possível que ele ia ficar com esse jogo para sempre.

— Naruto, isso provavelmente vai doer então se prepare — Sasuke avisou, cansando-se dos joguinhos de provocação. Adentrou o namorado devagar, soltando um longo gemido rouco. Naruto gemeu bem mais alto e segurou as mãos dele com força. Nossa, aquilo doía para valer. Não era a toa que Sasuke tinha reclamado. Agora que parou para pensar, notou que ele estava parado, provavelmente esperando Naruto se acostumar. Naruto até queria que não demorasse muito, mas francamente, quanto tempo poderia levar para uma pessoa se acostumar com o fato de estar sendo violada?

Ah, que engraçado. Na verdade levou menos tempo do que Naruto esperava para se acostumar com aquele volume extra dentro de seu corpo. Começou a se mover, um pouco desajeitado já que não estava enxergando nada, mas Sasuke captou a mensagem. Passou a se mexer devagar dentro dele, dessa vez tendo mais dificuldade em controlar os gemidos.

A sensação era bem diferente da que teve antes. Na primeira vez estava completamente entregue e, por mais que estivesse nervoso, confiava em Naruto e sabia que o rapaz nunca faria nada para magoá-lo de propósito, pois o amava. Agora que estava no controle percebia o quanto o rapaz era precioso para ele e podia sentir que Naruto confiava cegamente nele. Quer dizer, literalmente, pois ainda estava com os olhos vendados. Considerou retirar a venda por um instante, mas mudou de ideia. Isso poderia esperar mais um pouquinho. Aumentou a força das estocadas gradativamente enquanto ouvia Naruto pedindo por mais, balbuciando seu nome que era como música para seus ouvidos.

Naruto nunca tinha sentido nada assim antes. Já provou diversas formas de prazer mas aquela era uma sensação completamente nova. Estava feliz por estar dividindo esse momento com Sasuke, mas também queria muito ver o rosto dele. Encará-lo nos olhos e ver se sua expressão demonstrava tanto prazer quanto o que Naruto estava sentindo agora. Ele começava a se contorcer embaixo do rapaz, já que não podia abraçá-lo e Sasuke apertou suas mãos entre as dele com mais força até que os nós de seus dedos ficassem brancos. Naruto estava perdendo completamente a sanidade, principalmente porque todo seu corpo parecia ter se tornado mais sensível agora que estava privado da visão. Mas ainda a queria de volta.

— Sasuke, por favor… tira essa venda… — Naruto choramingou.

— Você é mesmo mimado — Sasuke riu com deboche.

Soltou as mãos de Naruto que arrancou a venda por conta própria, bem a tempo de ver o olhar lascivo do namorado sobre ele. Aqueles olhos vermelhos e libertinos encantavam Naruto de uma forma indescritível. Era como se Sasuke desejasse comê-lo por inteiro de todas as formas possíveis, de uma vez só e Naruto pouco se importava com isso. Sasuke se arremetia contra ele sem pena enquanto o rapaz estava vidrado em seu olhar, mas Naruto logo voltou a gemer alto então Sasuke decidiu cumprir com o que prometeu. Alcançou o membro de Naruto com uma das mãos e passou a massageá-lo no mesmo ritmo em que o estocava. Naruto apoiou as pernas sobre os ombros do namorado para lhe dar maior alcance sobre a área e agarrou-se aos cabelos negros, tentando inutilmente controlar seus gemidos.

Uma estocada particularmente forte fez Naruto gritar e Sasuke percebeu que tinha localizado a próstata. Continuou tentando acertar o mesmo lugar, aumentando a velocidade dos movimentos de fricção, indo até onde seu membro permitia. Naruto gemeu alto quando se derramou, sujando a mão do namorado, que não deu importância para a sujeira e continuou com o que estava fazendo. Sasuke atingiu o ápice logo depois de uma estocada certeira que causou outro orgasmo em Naruto.

Deixou seu corpo cair em cima do de Naruto e ficou ali por alguns segundos, rolando então para o lado dele na cama, suado e exausto.

— Odeio admitir, mas você tinha razão, Naruto. Fazer as coisas desse jeito é bom — falou ofegante, livrando-se do preservativo.

— Viu só? Eu disse que você ia gostar — ele virou-se para encará-lo com um sorriso triunfante nos lábios. Os olhos de Sasuke estavam negros de novo provando o quanto estava exausto. Ou simplesmente não tivesse necessidade de usar o Sharingan agora que tinham terminado.

— Então significa que não vamos mais fazer como antes?

— Ficou maluco? É claro que vamos — Naruto parecia indignado com a pergunta — Eu adoro quando você usa a boca. Não posso perder isso.

— Primeiro meus olhos, agora minha boca… o que vem depois? Meu cabelo? — Sasuke arriscou — Que obsessão estranha é essa que você tem por certas partes do meu corpo?

—Não é obsessão. É normal a gente se sentir atraído por alguma coisa em especial na pessoa que a gente gosta, não é? — Naruto perguntou — Não tem nada em mm que você gosta em particular?

— Gosto de tudo em você — Sasuke murmurou, virando o rosto para o outro lado. Naruto sorriu diante do embaraço do rapaz com uma coisa tão simples depois de tudo o que tinham acabado de fazer.

— Sabe, a gente podia tentar outras coisas novas — Naruto comentou como quem não quer nada — Quero dizer, foi maldade você vendar meus olhos, mas parece que você gostou, então… podemos tentar outras coisas.

— Quer comprar brinquedos agora? — Sasuke ergueu uma sobrancelha — No que está pensando?

— Algemas por exemplo.

— Que clichê — ele revirou os olhos — Que tal um chicote?

— Para quê você quer um chicote?

— Preciso mesmo responder?

— Deixa pra lá — Naruto achou melhor não pensar no assunto — Aliás, onde aprendeu todas essas coisas? Sobre a preparação e tudo o mais.

— Você não era o único quem estava pensando em fazer isso de outra forma — Sasuke confessou — Mas eu não tinha certeza de como funcionava então procurei em um livro. Só não sei porque existem livros sobre isso lá na Academia — ele comentou pensativo.

— Será que os senseis usam? — Naruto perguntou.

— Talvez — Sasuke não conseguia pensar em nenhuma outra explicação — O lado bom é que você cuidou da parte de arranjar todo o equipamento — ele se referia ao lubrificante e os preservativos.

— Eu sou bastante precavido — Naruto sorriu — De qualquer forma, eu gostei do jeito como você fez a coisa toda — ele se sentou — Eu realmente deveria ter pensado em você antes. Desculpa — encolheu os ombros sem jeito — Me deixa tentar de novo, juro que vou fazer direito dessa vez!

— Quer fazer isso agora? — Sasuke perguntou incrédulo, sentando-se também — A gente acabou de fazer.

— Você sabe o que dizem… é praticando que se aprende — Naruto piscou — Ou vai me dizer que não aguenta mais?

— Não me subestime — ele respondeu convencido — Apenas seja mais cuidadoso dessa vez, ou não vai ficar apenas com os olhos vendados depois ouviu?

— Certo, certo. Tomarei cuidado, pode deixar — a essa altura Naruto já estava mais do que acostumado com as ameaças do namorado. Beijou-o antes que Sasuke pudesse reclamar de mais alguma coisa, que logo deixou suas preocupações de lado e se deixou levar.

No fim das contas não importava quanto tempo tinha passado desde que concordaram em ficar se engalfinhando (ou como as pessoas chamam, namorando) ou se já tinham crescido, nunca deixariam de ser os mesmos garotos que discutiam por coisas banais e faziam pequenas ameaças um ao outro todo santo dia. Assim como sempre pareciam agir como duas criaturas insaciáveis que só se sentiam completas quando estavam um ao lado do outro. Tem sido assim desde que perceberam que se amavam e isso nunca iria mudar.




____________________________



Notas Finais:


História postada também no Nyah! Fanfiction e no Spirit.

17. August 2019 16:04:13 0 Bericht Einbetten 3
Das Ende

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~