Perdoe-me Follow einer Story

lirinha lira dan

Elaine é uma operária de uma empresa de pecuária, a qual possuía uma família necessitada composta por dois irmãos infantes para sustentar, mas tudo muda quando a própria vira o que ela menos esperava.


Horror Monster Literatur Nicht für Kinder unter 13 Jahren.

#310 #378 #terror #drama #caprino #maldição #ovelha #fazenda #almas
3
3.7k ABRUFE
Im Fortschritt - Neues Kapitel Alle 15 Tage
Lesezeit
AA Teilen

Prólogo

—Estamos morrendo de fome—falam sincronicamente os irmãos jovens e desnutridos com a barriga roncando de fome.
—acalmem-se, vou trabalhar agora, a noite trago uma surpresa para vocês—disse elaine com o seu belo sorriso branco como flocos de neve.
Na fazenda, elaine trabalha no setor de ovelhas arando o campo com seus companheiros Kevin, samantha e Cláudio.
—Calor do inferno, estou ficando toda molhadinha— falou Samantha com sua roupa coberta de suor visívelmente marcada.
—Pelo menos vamos ganhar por hora extra— disse Cláudio com a cara estufada de raiva e vermelha tratando o capim.
—Não suporto mais, receber calos nas mãos em troca de míseros trocados!— Exclamou Kevin irritado com os seus braços cruzados.
—Perdoem-me amigos por vocês estarem nesta situação lamentável, pelo menos temos uns aos outros— Disse a doce Elaine para seus amigos irritados por trabalhar como desgraçados.
—Hm, ela tem razão— Falou Cláudio o mais irritado com a situação que os 4 amigos se encontravam.
—Sempre nos acalmando e nos dando motivos para continuar não é Elaine?— Disse Samantha se acalmando com as palavras de Elaine.
Elaine e Samantha foram para o criadouro verificar se todas as ovelhas estavam em seus devidos cercados -separadamente por cores das Lãs- elaine estava anotando e revisando as borregas e percebeu que faltava uma ovelha de lã vermelha, logo ela foi procurar pelo Caprino perdido, procurou, procurou, procurou, até que, elaine viu a própria a beira de um penhasco e correu para leva-la de volta.
—Ovelhinha, perdoe-me, por não notar que você estava distante, acalme-se e vamos voltar— disse elaine engatinhando diretamente a ovelha cujo estava a beira do precipício.
enquanto Elaine se aproximava do animal, o penhasco rachava cada vez mais, porém, ela não escutava o som, e sequer sentia o chão tremer.
—Peguei você!, agora vamos voltar— exclamou elaine com alegria segurando a ovelha.
Segundos após ela se levantar com o animal , a beira do penhasco rachou por inteiro deixando Elaine cair com a ovelha em seus braços, *skretch* foi o som que ecoou do precipício indicando a morte da doce Elaine e da ovelha vermelha.
Porém, aquela borrega havia uma maldição passada de geração em geração, que caso algum corpo sem a alma humana que estivesse próxima da alma do caprino morto, a alma humana seria sugada para o corpo da ovelha e sua lã vermelha iria aumentar conforme a quantidade de sangue derramada presente no ambiente.
A alma da ovelha subia para os céus para ser julgada em um julgamento de reencarnação e a alma de Elaine assumiu o corpo do caprino, Elaine acordou com uma enorme dor de cabeça e completamente perdida, logo, ela não sabia que não estava mais em seu próprio corpo.

6. September 2019 14:52:07 2 Bericht Einbetten 0
Lesen Sie das nächste Kapitel Desespero

Kommentiere etwas

Post!
MiRz Rz MiRz Rz
Olá, eu sou a MiRz do Sistema de Verificação do Inkspired. O sistema de verificação atua não só para ver a qualidade da história, como também para observar se a história está de acordo com as normas do site. Sua história está marcada como “em revisão”, pelos seguintes apontamentos retirados do seu texto: 1) Letras maiúsculas e minúsculas. Em vários momentos dos três capítulos, nomes próprios vieram com o início em letras minúsculas, quando o correto seria serem com letras maiúsculas; o mesmo erro acontece com início das frases, que devem começar com letra maiúsucla também; 2) Excesso de acentuação. Em algumas passagens, você utilizou vários pontos finais, como exclamação, seguidos de vírgula ou ponto final quando não há a necessidade, por exemplo, “[...] nos vermos amanhã então!, Tome cuidado [...], “[...] Onde estou?, Aqui está escuro [...]”; 3) Falta de acentuação em palavras oxítonas terminadas em “a”, “e” e “o” seguidos do pronome oblíquo –la, -las, -lo, -los, por exemplo, “levá-las”, “prendê-la”, etc; 4) Uso incorreto dos “porquês”. Na frase “[...] Por quê está me segurando? [...]” a forma correta seria “[...] Por que está me segurando? [...], vez que o “por quê” só é utilizado ao final da frase, sendo seguido imediatamente pela pontuação final, exemplo, “por quê?”. Esses foram apenas alguns erros apontados, o texto tem alguns outros errinhos menores. Eu recomendo que procure um Beta Reader para uma correção mais profunda da história ou você pode ver algumas dicas no livro Esquadrão da Revisão aqui do Inkspired. A verificação não é obrigatória para a história continuar sendo exibida, então se você tiver o interesse de ter sua história verificada, após corrigir todos os erros, é só responder a esse comentário que eu faço uma nova verificação, não há necessidade de pedir prioridade novamente. A trama de uma alma humana passar para um animal foi bem bacana, parabéns pela criatividade. Tenha uma boa semana. ;)
8. September 2019 14:43:18
tiago líreas tiago líreas
Único problema que tive com a narrativa foi o quão irrealista soaram as falas dos personagens. Ninguém fala como a Elaine, especialmente se vêm do campo, onde resguardam a fala mais simples e inculta possível, ainda mais se são pobres! Ela fala como alguma mulher de nobreza die dois séculos passados, mas, bem, pode ser que tenha sido a intenção. Esquecendo isso, fiquei animado pra ver como é que isso se transforma em Terror. Promete.
6. September 2019 15:56:46
~

Hast Du Spaß beim Lesen?

Hey! Es gibt noch 6 Übrige Kapitel dieser Story.
Um weiterzulesen, registriere dich bitte oder logge dich ein. Gratis!

Verwandte Stories