Poison Follow einer Story

ariane-munhoz Ariane Munhoz

Não existe liberdade quando a minha prisão é o seu olhar envenenado. - HashiMada. - Para Alice Alamo.


Fan-Fiction Anime/Manga Nicht für Kinder unter 13 Jahren.

#romance #drama #yaoi #naruto #deathfic #tragédia #darkfic #hashimada
Kurzgeschichte
1
2935 ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Sem você a vida não tem sentido

* Naruto não me pertence.

* Capa da arte retirada da internet. Créditos ao autor.

* Alice, essa é sua. Não é de aniversário, é curtinha, mas é de coração. Hipoteticamente AHUAHUAHA

Pessoal, nunca escrevi o ship e sou amante de HashiMito. Mas tive essa ideia e não quis perder ela. Espero que gostem!

***

Retive sonhos, aspirações, uma vida que foi tirada de mim diante da última batalha que tivemos.

O seu sangue manchou as minhas mãos.

Lembro-me principalmente dos seus olhos banhados pelo rubro do seu sharingan perdendo o foco, tornando-se opacos e leitosos.

Tudo tornou-se cacos, o estigma de uma vida inteira que não pude carregar sem a sua presença.

Não importam os seus ideais, a culpa me corrompeu e me condoeu, corroendo o meu ser mais rápido do que ferrugem, consumindo cada glóbulo vermelho de meu corpo até que não me restasse mais nada.

Não posso dizer que vivi depois disso, mas existi.

Sem a sua sombra, de que serviria a minha luz? Para quem eu brilharia?

Morri sem poder chamar a mim mesmo de herói por ter tirado a vida daquele que costumava ser meu melhor amigo, irmão, amante proibido de uma forma que nunca expusemos a ninguém.

Tudo eram cacos, pedaços de estilhaços condizentes com as lembranças que eu possuía de nós dois entrelaçados em uma cama, e o sabor dos seus lábios sobre os meus sem que mais nada importasse ou fizesse sentido.

Amaldiçoei-o todos os dias pelo caminho que seguiu, perguntando-me por que eu mesmo não poderia fazer o mesmo ainda que conhecesse a resposta. E embora eu amasse Mito de todo coração, ela nunca seria você.

Perdi-me na nuance de suas cores e antes que percebesse, despertei pelo som de sua voz me comandando para que seguisse em frente e lutasse a sua batalha.

Confesso, não quis resistir.

Reencontro-me no seu rosto familiar e tudo o que desejo mesmo em meio à batalha é tocá-lo novamente, mesmo sabendo que jamais poderei possui-lo por inteiro outra vez. E quando você me olha, não é o saudosismo que te permeia, mas algo como culpa e dor que identifico em uma fração de segundo antes que desapareça no campo de batalha.

Sigo-o como um ventríloquo a ser comandado por suas cordas.

Desejando mais do que tudo alcançá-lo.

Respirar o seu ar.

Viver a sua dor.

Ser o seu prazer.

Perdemo-nos um do outro, mas a lembrança de seu olhar permanece em minha mente.

Retive sonhos, aspirações e desejos que se perderam nas areias do tempo. Não quero morrer se a morte significa que não estarei mais ao seu lado. Viverei como um boneco ventríloquo, disposto a realizar os seus desejos mesmo que isto mate os meus.

Não existe liberdade quando a minha prisão é o seu olhar envenenado.

15. Mai 2019 22:30:00 1 Bericht Einbetten 121
Das Ende

Über den Autor

Ariane Munhoz Dona de mim, escritora, louca dos pássaros, veterinária e mãe dos Inuzuka. Já ouviram a palavra Shiba hoje?

Kommentiere etwas

Post!
Anne Liberton Anne Liberton
Olá! Não conheço o ship, mas curti a vibe de tristezas e dor, que é bem a minha vibe ahuauha e você escreve super bem! Não lembro se já li coisa sua que não fosse micro, mas gostei ♥ Tem só uns detalhes pequenos que poderia ver, para ficar mais certinho, que são acento em hiato quando ocorrer ênclise (possuí-lo, que apareceu aí), e também que, quando uma oração subordinada vem deslocada, antes da principal, idealmente vem entre vírgulas. Ex: E, quando elas se olharam, foi como se fosse a primeira vez. No mais, adorei! Até mais! #TheAuthorsCup #TheGrammarN_zi
15. Juli 2019 16:06:56
~