Caminho Vermelho Follow einer Story

sayurymisaki Sayury Misaki

Uma estrategia em meio a dois reinos rivais,seus futuros líderes carregam o peso de todo um plano,o pequeno príncipe de olhos esmeraldas deixaria um loiro rebelde,guerreiro de suas terras,em seu lugar ?,seria capaz de enganar seu rival? Mais o que eles não esperavam era cair em um plano maior ainda... Vermelho...É o caminho desta história. { Também postada em outras plataformas/Não denuncie <3}


Fan-Fiction Anime/Manga Nur für über 18-Jährige.

#shounen-ai #yaoi #lemon #bokunohero #dekutodo #tododeku #bakushima #kiribaku
Kurzgeschichte
0
3183 ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Caminho Vermelho

Em uma época muito distante do conhecido,um jovem príncipe e guerreiro de suas futuras terras encontrava-se eufórico pela rivalidade que ocorre entre seu reino e seu suposto inimigo vizinho,ambos são ricos,possuem fartura e terras férteis,entretanto,séculos atrás uma discussão iniciou-se e eles passaram a lutar entre si,duas gerações depois o antigo rei pereceu concedendo a coroa a seu filho,o novo rei,que deraa vida áIzuku Midoriya,cujo esta preocupado com sua futura nação.

O novo rei,pai do garoto de olhos verdes esmeraldas,inventou uma estrategia para com o inimigo,basicamente consistia em uma reunião entre o meio dos exércitos,para debater um possível contrato de paz,esse contrato seria feito pelos dois príncipes,porem eles levariam um guerreiro de segurança para protege-lós,o rei vizinho prontamente aceitou a fim de acabar com a guerra,porem,ele não sabia da intenção de trocar o verdadeiro príncipepor um de seus jovens guerreiros.

Ele seria Katsuki Bakugou,o garoto que comapenasseis anos de idade foi encontrado ajudando um soldado do reino depois de um envenenamento,descobriram que o garoto sobrevivia sozinho ali depois do falecimento de seus pais,o rei ordenou leva-ló para o castelo e criou o loiro como o guerreiro mais forte do reino,seus olhos vermelhos sempre procurando algo que satisfaça sua curiosidade impulsiva.

---------------------------Izuku---------------------------------

Meu coração bate freneticamente em meu peito,as roupas pesavam,o ar me faltava,o plano é arriscado mais tem probabilidade de de dar certo,sendo o falso príncipe Kacchan meu amigo de infância,ele é um cara bem impulsivo,cabeça dura e mandão mais tem um coração bom,as vezes sinto como se ele fosse um lobo,sim,um lobo solitário que se esconde atrás daqueles pelos cinzas e grandes garras,mais na verdade sendo um felino necessitado de atenção.Mais isso pode ser só impressão,ou não.

Retiro a capa vermelha de minhas costas a jogando em cima na grande cama,em seguida ando em passos lentos até o chuveiro onde,pelo caminho,deixo minhas roupas escorregarem,adentrando o local deixo que a água quente aquecer meu corpo e suspiro aliviado com o atrito,alguns minutos se passam e volto a meu quarto onde a pouca iluminação vem da janela onde a lua brilhava intensamente revogando o céu como seu.

Coloco um lençolbranco para cobrir meu corpo pelo calor da noite,e em pequenos passos aproximo-me do espelho,mais ao canto do quarto,meu reflexo no grande espelho me deixou observar meus grandes olhos esmeraldas e cabelos rebeldes no mesmo tom,pele alva e sardas no rosto,meus olhos pareciam brilhar mais intensamente e até mesmo eu me hipnotizo com esses olhos que parecem pregar a atenção,um tanto assustador,sorrio fracamente.

Meus braços com alguns músculos e abdômen definido sem nada exagerado,modéstia a parte até sou bem atraente,suspiro derrotado e sento-me na cama olhando pela janela a frente,desde cedo eu nunca tive uma razão a não ser governar,vivo apenas pelo meu reino e com isso as vezes sinto-me realmente sozinho...Solitário,tudo parece tão sem cor,sorrio minimamente caindo na cama pelo cansaço e deixando-me dormir.

^^ Reino Vizinho ^^

----------------------Todoroki------------------------

O entardecer chegará e um garoto lia,sob os últimos raios de sol,um livro sobre uma besta selvagem que apavorava os cidadãos de seu vilarejo,mais no fim tudo não passava de uma grande mentira,a besta queria ajudar os homens da vila porem foi julgado e banido de perto das pessoas,e assim a história continua e faz um garoto de cabelos metade prateado e metade vermelhos coçar os olhos em sinal de sono.

Seu semblante calmo escondia o que se passava em seu coração,o alvoroço e a insegurança de conhecer o príncipe vizinho,seurival,seu oposto,mais algo lhe dizia para se acalmar e assim o fez,tomou um banho de ervas doce e um lanche leve de uvas eoutras especiarias,deitou-se após vestir um kimono branco e permitiu-se adormecer.

---------------------------Autora--------------------------

Os sinos soaram 12:00 em ponto,ambos os garotos cavalgavam até o meio dos dois exércitos,o loiro em trajes reais bufava pelo incomodo das roupas e mais atrás o esverdeado murmurava algo que o loiro raivoso não compreendia e nem tinha interesse em saber,ao longe já puderam avistar um lindo homem de cabelos meio a meio onde sem perceber Izuku se calará ao presenciar tal beleza.Já o loiro tentava acalmar-se para não matar os malditos que o fizeram acordar tão cedo.

Os cavalos pararam,dois mensageiros lado a lado como supervisores se olhavam intensamente,os jovens desceram dos cavalos se entre olhando e sem quebrar o silêncio,o clima encontrava-se tenso,o barulho do casco do cavalo foi ouvido novamente e o loiro com sua audição avantaja observou atrás do bicolor um garoto de cabelos vermelhos,sempercebersua irritação aos poucos de esvairiam e abençoou os deuses por isso.

-----------------------------Bakugou-------------------------

Aqueles malditos me acordando tão cedo para essa merda toda,por que não fazem um conselho real ou algo assim para resolver esse assunto,mais não,eles tinha que me chamar e me fazer passar por esse babaca do Deku,príncipesinho de merda,só tenho que terminar esse assunto,ouço ao fundo o galope de um cavalo e observo o garoto de cabelos vermelhos se aproximando,minha raiva estranhamente começa a sumir,mais agradeço aos deuses,vamos acabar logo com essa merda,pensou.

-Então vamos encerrar esse assunto.-Disse estendendo a mão ao príncipe meio a meio idiota.

-Claro.-Apertou-lhe a mão e uma flash de luz brilhou intensamente me fazendo perder a consciência.

*****************Horas Depois*****************

Acordo sonolento e sinto algo macio em meus cabelos afagado levemente e minha bochecha prensada contra algo como pano,demorou um pouco até ouvir a voz de alguém me chamando.

-Ei príncipe,príncipe,príncipe.-Chamava insistentemente.

-Cala a boca..Eu não sou um príncipe.-Falo irritado me levantando e pude perceber estar no colo do garoto de cabelos vermelhos como chamas ardentes em brasa.

-O..Oque ?!!.-Perguntou surpreso.

-Isso foi planejado para o babaca não correr risco,enfim aonde estamos ?.-Pergunto vasculhando o local,uma especie de caverna e ao fundo cravada em uma pedra encontrava-se uma espada vermelha com traços realmente linda.

-Eiiii !!.-Encaro o garoto,ele sorri demonstrando dentes ponte agudos.-Sou Kirishima,Eijirou Kirishima.-Sorriu novamente,''tsc'' (estalo de língua).

-Bakugou,Katsuki Bakugou.-Ele solta uma risada deliciosa e prazerosa de se ouvir me fazendo ter leves arrepios,levanto e ando até a espada sendo seguido pelo garoto,seguramos juntos com uma mão e puxamos para cima,um brilho intenso foi visto nós fazendo fechar os olhos e ouvir uma voz rouca e grave.

*-Garotos,vocês são o destino da paz,são guerreiros corajosos que protegem seus reis,devem retornar a eles e protege-lós com sua vida,pois só assim poderãoencontrar a felicidade.-A voz dizia alto e em bom som.-MAIS não se enganem,a felicidade pode estar mais perto do que vocês jovens imaginam.-*

A voz some e ambos caímos sentado no chão,nós entre olhamos de boca aberta e rimos juntos,espera eu ri ?,a foda-setá eu to feliz mesmo porra,não curte com minha cara falo,mais esse garoto é lindo demais,sexy,atraente que chega a ser um pecado,maldito Deku você me colocou contra a cruz e a espada,ou eu como ou vou ser comido.

---------------------------Izuku----------------------------

A pouco pudemos ouvir a voz de um jovem após pegar uma espada azul oceano,Todoroki segurou meu braço para não me deixar cair e segurou-me como seeu fosse de porcelana e poderia quebrar a qualquer momento,me senti feliz,em segundos avoz se foi nós deixando confusos,a felicidade está no caminho ?.Oque quer dizer com isso ?.Encontraremos a paz ?,são tantas perguntas sem respostas.

-Você está bem ?.-Pergunta preocupado.

-Estou bem e você ?.-Pergunto sorrindo me afastando minimamente de seus braços que me envolviam anteriormente,resolvo abrir o jogo.-Bom na verdade..-Mordo o lábio inferior.

-Sim?.-Fala para mim prosseguir.

-Na verdade eu sou o príncipe,perdão pela indelicadeza mais meu pai temia pela minha segurança.-Meus olhos foram voltados ao chão um tanto envergonhado pelo acontecimento.

-Hum..Tudo bem.-O encaro surpreso recebendo um sorriso.-Temos que encontrar os cavaleiros não sobreviveremos sozinhos apesar do treinamento,digo,você foi treinado não é ?.-Referia-se a luta com espadas e defesa.

-C..claro.-Eu gaguejei..Por que meu coração ta batendo dessa forma frenética parecem cavalos em meio ao galope,seguro meu peito respirando fundo e voltando minha vista para a imensa floresta,conversamos e resolvemos seguir rumo a um rio,cujo ouvimos a correnteza e provavelmente em caso de nos perdemos é certeza que encontraremos os garotos lá.

------------------------Autora-------------------------

Um semana se passou e ambos os pares estavam cansados não conseguiam encontrar um ao outro,Izuku e Todoroki acampavam sempre perto do rio e esperavam algum sinal dos garotos de olhos rubis,nessa semana sobreviveram dos animais que caçaram e frutos das árvores,Izuku encontrava-se estranho aos olhos do maior,seu afastamento repentino e poucas palavras o fazia sentir-se solitário e aquelas orbes verdes acompanhavam seus movimentos como se fossem a coisa mais linda vista naquela imensidão.

Bakugou irritado caçava os animas paro o jantar enquanto o ruivinho pegava os frutos subindo em árvores,tentaram achar aqueles babacas no rio e não importava o quanto andassem não sabiam aonde estavam e muito menos onde estava os membros da realeza,Bakugou começara a ter..''estranhas'' sensações perto do ruivo.Seu sorriso,seus lábios carnudos,tudo parecia tão exitante ao garoto,seus pensamentos relutavam entre si,e não sabiam da tempestade que loro virá sem seus corações.

O Caminho Vermelho Começa !!

~~~~~~~~2 Semanas Depois~~~~~~~~

Os garotos misteriosamente voltaram ao seu lar,as espadas fincaram ao chãoe não importava se fosse o homem mais forte,o mais musculoso,ou,rápido a espada não se movia,explicaram aos reis como se ajudaram e explicaram que poderiam se dar bem com o povo antigamente rival,mesmo com os reinos unidos Todoroki e Kirishima voltaram a seus afazeres no outro castelo,e o mesmo aconteceu aos outros dois uma semana antes.

----------------------Kirishima--------------------------

O loirinho mesmo entre xingamentos falava-me sobre seus assuntos,contou-me sobre seus pais e a morte repentina até o aparecimento do rei em sua vida,''sereigrato até o último dia de minha vida'' falou o loiro,aqueles vermelhos pintaram minhamente me fazendo um bobo a minhas ações,tentava me manter firme e não lhe falei sobre meus sentimentos que bateram tão forte no meu coração.Aos poucos aprendi a driblar sua personalidade e conviver com seu jeito,que na verdade se mostra bem fofo.

Quero poder vê-ló,contar a ele sobre meus sentimentos,porem como poderia,sou grato ao rei da mesma forma,ele,depois de me salvar da fome me deu um título e uma espada,conquistei tudo que tenho e protejo o príncipe com minhas próprias mãos.não poderia ser diferente,afinal,nosso rei confia em mim,suspiro.

Ouço batidas na porta e surpreendo-me ao abri-la encontrando o príncipe bicolor em frente aos meus olhos,sua pupilas dilatadas e rbes vermelhas pelo choro aparente,ele adentra meu quarto suspirando e jogando-me palavras que me fizeram feliz.

-Preciso ver Izuku,sei bem que você tem assuntos com seu guerreiro,venha comigo.-Sorriu pela falsa ordem e saímos do castelo na calada da noite,algum tempo depois já entravamos no castelo e fomos bem recebidos,o rei tratava de negócios então estamos livres,poderei enfim falar com Bakugou.

Separamos os caminhos e os tapetes vermelhos traçavam meu caminho,ao final de um quarto bato da grande porta de madeira,ela é aberta e vislumbro meu loiro de cabelos molhados e toalha na cintura,ele abre a boca em um grande ''o'' de surpresa,sorrio e jogo-me em seus ombros agarrando-o e trazendo para mim.

-Que mer..-Calo seus lábios com um beijo calmo e vigoroso,minhas mãos tatearam sua costas e com um dos pés fecho a porta e levo-o até a cama,deitado e corado respirava forte com seus lábios entre abertos.-O que você tá fazendo aqui seu merdinha.-Ele diz colocando a mãos sobre a boca.

-Estava com saudade.-Abraço-o novamente.

-I..idiota.-Dispara em minha face.

-Não queria me ver ?.-Pergunto manhoso.

Sua resposta foi um beijo selvagem,e naquele momento não era necessárias palavras,o sentimento é mútuo,nossas línguas encontram-se e dançam suavemente por entre a saliva que escorria por entre nossos lábios fogosos e cheios de ternura,minhas mãos encontraram suas nádegas as separando e sorrindo entre o beijo.Apartamos o ato e eu mordo seu pescoço deixando uma marca na pele alva,ouço um resmungar.

Meus lábios percorrem cada espaço possível reivindicando comomeu,seu corpo,seus sentimentos,seu coração,tudo nele agora émeu,levo dois dedos a meus lábios o s lubrificando em seguida,já encharcados ameaçam a entrar em sua aureolá rosada que pulsa em desejo,seus olhos já nublados pelos estímulos em seus mamilos me minha língua atrevida fazia.

Nãos demorou e trés dedos entravam e saiam com facilidade o fazendo implorar para ser fodido por mim,masturbo-mealgumas vezes suspirando e encachando na entrada do menor,o loirinho gemia alto e arqueava as costas em busca de mais contato,arrepios eram vistos em seu corpo me fazendo suspirar ao ter o contado com suas paredes reprimindo meu membro pulsante.

Uma estocada calma porem forte foi feita e meu loirinho soltou um estridente gemido,as estocadas passaram a ser fortes e brutas meu membro em seu interior parecia crescer cada vez mais,surrava seu ponto doce o fazendo gemer meu nome cada vez mais alto e em bom som,um beijo desajeitado foi iniciado e Bakugou gemendo deixou-se despejar em minhas mãos,seu interior foi coberta por minha porra me fazendo deitar derrotado ao seu lago.

Sorrimos e voltamosa deitar abraçadosna cama,um beijo leve em sua testa e meu sono chegou.

-----------------------Todoroki----------------------

Agora sim eu poderia liberar todo esse sentimento em meu peito,dizer a ele meu amor,isso poderia ofende-ló ?,com toda certeza,mais como poderia eu guardar tamanho amor,isso chagava a sufocar,me sento tãopleno ao seu lado,contou-me seus medos e suas felicidades e antes que eu percebesse já caia de amores pelos olhos esmeraldas. Com passos rápidos encontro rápido o quarto do maior que ao me ver,já que a porta estava aberta,espantou-se.

-Todoroki ?.-Perguntou levantando-se da janela por onde olhava anteriormente.

-B..Bem..e..e.eu.-Seus braços braços rapidamente encontravam-se em minha cintura,seu perfume de ervas doces me faziam ficar calmo e aspirar aquele cheiro tão desejado.

-Eu te amo.-Beijou-me,um selar de lábios quente e prazeroso,transmitindo tudo o que sentia,não poderia ser diferente tudo neste príncipe é tão intenso e que me faz desejar mais deste doce vício,sua língua morna pede passagem que prontamente atendo o pedido deixando que adentrasse minha cavidade.

Uma pequena e tímida valsa começou e antes que percebamosum tango quente e provocante iniciou-se,meu controle sumiu e cedi a seus encantos,se eu fosse um marinheiro ele com toda a certeza seria a sereia que me atrairia para o fundo do mar,meu doce pecado de olhos esmeraldas,minha joia preciosa,com mordidas em meus lábios separo o beijo em busca de ar.

-Posso ?.-Perguntou para continuar a me tocar,dou um leve sim pelo ar o fazendo acariciar minhas costas e um arrepio correu em minhas veias me fazendo suspirar,aos poucos seu toque me fazia nublar a mente e nossas roupas aos poucos sumiam em algum canto do quarto,meu corpo encontrava-se em chamas ardentes ainda em brasa,suas mãos antes delicadas agora tomam-me com ternura e devoção.

Um novo beijo foi iniciado e antes que percebesse trés de seus dedos cheio de lubrificantes adentraram minha entrada deslizando facilmente enquanto eu gemia alto o nome de meu amado,selinhos quentes eram dados por todo meu rosto,testa,bochecha,queixo,orelhas e meus suspiros e gemidos incentivam o garoto a continuar,a necessidade é tanta que não posso suportar.

-Izuku..M..Me foda..logo.-Tento não deixar gemidos cortarem minha fala e sorrindo atendeu me pedido,seus dedos foram retirados e seu membro visivelmente grande começou a penetração,a glande rosada e toda melada encontrava-se dentro já deixando gemidos escaparem circulo sua cintura. Com um pequeno riso ele inseriu tudo de uma só vez e um grito alto se fez presente.

As estocadas acertavam minha próstata me fazendo gemer alto e chamar seu nome suas mãos faziam o trabalho em meu membro me levando a loucura,e com algumas estocadas me derramo em suas mãos totalmente entregue,meu interior se contraiu e seu sêmeninvadiu meu interior me fazendo suspirar.Um selinho foi trocado e assim adormecemos juntos.

-----------------------Autora-----------------------------

A muito tempo atrás dois jovens príncipes encontravam-se na calada da noite,ambos os reis em guerra estavam cegos por justiça e em uma noite de lua sangrenta o destino do jovem casal estava selado,com sangue derramado os jovens buscavam não somente seu amor mais também a paz. Com o restante de fé que possuíam suas almas foram enviadas a um floresta onde duas armas antigas viviam.E nos das atuais as espadas sumiram misteriosamente.

Akai honō ou como conhecida Chamas Vermelhas pertencia a um jovem de cabelos loiros que foraenvenenado pelo pai de seu amado...Kodokuna ōkami uma espada também conhecidacomo lobo solitário,seu mestre,foi preso e morto pelas mãos de um guerreiro mando do rei supostamente rival,naquela época seus desejos foram as espadas e as laminas do caminho vermelhos iriam traçar a paz onde houvesse o amor.

Bem isso é o que a história conta,agora eu pergunto.Aonde está esse casal agora ?,será na espada ?,suas almas puderam ficar em paz ?,a resposta está naquela floresta em uma caverna perto de um rio,onde risos de felicidade podem ser ouvidos,de hoje em diante os reinos trarão vitórias e se uniram deixando seus príncipes subirem ao trono,e claro o amor deste quarteto permanecerá.

'' Basta você acreditar ''

26. April 2019 23:14:28 0 Bericht Einbetten 0
Das Ende

Über den Autor

Sayury Misaki ♛ Bem Vindo ao meu perfil ♛ --Otaku ⚓ --Fujoshi ⚓ --Gamer ⚓ --Signo de Gêmeos ⚓ --Gênero Musical preferido é Eletrônica ⚓ --Matéria preferida História ⚓

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~