Diário de uma Stalker Follow einer Story

R
Rodrigo Barth


Quero descobrir mais sobre você! Qual sua comida favorita? O que faz quando está livre? Possui algum interesse romântico? Ou algum segredo precioso? Em quem pensa quando está no banho? Quero saber mais sobre você! Afinal, você é o meu novo alvo. Pode agir naturalmente, é provável que você nem perceba minha presença. E quando eu descobrir algo interessante a seu respeito Vou me aproximar E como sou uma boa garota Te darei duas opções!


Jugendliteratur Nur für über 18-Jährige. © Rodrigo Barth da Rosa

#anime #chantagem #provocação #rotas #perseguição #slice-of-life #romance #light-novel #mistério #comédia
0
2048 ABRUFE
Im Fortschritt - Neues Kapitel Jeden Dienstag
Lesezeit
AA Teilen

Meu primeiro clube

Segunda 01/03/2021



Termina o primeiro dia de aula, minha sala este ano é a 2-3.

Para começar bem o ano letivo, os professores fizeram um seminário com as turmas, explicando sobre profissões e carreira de trabalho. Um pequeno estimulo para que nós, alunos, começássemos a pensar no ensino superior.

Mesmo argumentando que não quero ir para a faculdade quando sair do colégio, os professores insistem que no mínimo eu devo escolher alguma área que tenha interesse para prestar vestibular. Em resumo, eles não me escutam.

Eu não tenho muita ambição de vida após o termino do ensino médio, acho que vou apenas arrumar um emprego e deixar os estudos para um futuro distante.

Para ser sincera, o principal motivo de eu continuar vindo para aula e passar de ano, é não ser mais um peso para os meus pais. Nesses últimos anos, os dois estão passando por uma situação financeira difícil, então não quero ser uma preocupação na família.

Mesmo assim, fui obrigada junto da minha turma a fazer um teste vocacional que durou mais de uma hora. Depois que saiu os resultados, pego o papel e sou a primeira a sair da sala de aula.

Pelo visto, tenho certa aptidão para a área de humanas. Está aí uma prova que estes testes são bobagem, não consigo me imaginar lidando com pessoas, é muito complicado!

Termino que ler o papel, amasso e jogo no lixo enquanto caminho pelo corredor. Uma voz vinda de minhas costas chama minha atenção:

- Ei Renata! Já vai para a casa? – Um amigo meu puxa assunto enquanto se aproxima de mim.

- Ah, é você! Acho que sim, foi apenas o primeiro dia e já estou exausta... – dou um leve suspiro desanimada e continuo a andar em direção as escadas.

- Ainda está procurando emprego? – Questiona casualmente o garoto com sua franja escondendo parte do rosto.

- Estou, mas são poucos lugares que dão estágio para alunos do ensino médio, então tenho que ter paciência e continuar procurando. – Prefiro dar uma breve resposta do que explicar que estou com pouco dinheiro para imprimir currículos.

- Então não vai participar de nenhum clube esse ano também? – Sinto um leve interesse vindo dele sobre esse assunto.

- Sei lá, eu não curto esses clubes. Se eu começar a trabalhar vou ter pouco tempo de qualquer maneira, e quando estou livre prefiro ir para casa e dormir ou assistir algo no computador. – Respondo para o amante de programação dando de ombros.

- Eu sei... queria ver se tu tinha mudado de ideia. – Gabriel fica levemente desanimado e baixa sua cabeça, deixando seu longo cabelo cair sobre seu rosto – No início de ano, todos os clubes se preocupam em recrutar novos membros, nesses primeiros dias fica uma agitação por causa disso.

- Ah, verdade, tinha me esquecido... – Continuo sem dar muita importância para o assunto, mesmo sabendo que seria bom para eu arrumar novos amigos em um clube.

- Se mudar de ideia passa lá no clube de informática, falo com a responsável para você entrar! – Demonstra um leve raio de esperança em seus olhos.

- Agradeço a oferta, vou pensar e te digo depois. – Não quero magoar ele, mas eu não curto nada nessa área.

- Ok, vou indo lá, até mais! – Aceno para ele já meio distante e subindo as escadas para o terceiro andar.

O Gabriel foi meu colega ano passado, agora estamos em turmas deferentes. Apesar dele ser um nerd tímido, sempre foi legal comigo e me deu atenção. Tenho certeza que ele gosta de mim, mas nunca teve coragem de se declarar, pena que ele não faz meu tipo...

Mesmo sem muito interesse, resolvo dar uma passada no terceiro andar, onde ficam os clubes, para ver se algo me agrada.

O corredor está lotado de calouros, mesas com vários panfletos e cartazes colados nas paredes para recrutamento.

Vou andando pelo corredor e analisando.

Teatro, informática, dança, jogos de tabuleiro, ocultismo, futebol, vôlei, atletismo, desenho... nenhum deles me chama atenção.

Volto desencorajada até as escadas e me lembro do quarto andar. Lá tem algumas salas para guardar material, a diretoria e o conselho estudantil.

Por algum motivo resolvo subir e ver se mudou algo.

Quando chego, o que me chama atenção é uma mesa com alguns papeis em cima ao fundo do corredor, logo depois noto que o pessoal do conselho deve estar está em reunião, a porta da sala deles está fechada, mas dá pra escutas vozes lá dentro.

Aquela mesa no corredor atiçou minha curiosidade, vou até lá ver o que é.

Chegando perto, percebo um movimento dentro de uma sala que deveria ser para guardar materiais de limpeza e afins.

A sala estava escura, e de lá sai um garoto meio aborrecido e um pouco sujo, parece que eu chamo a sua atenção.

-Oi, precisa de algo? – Ele me encara com certo interesse nos olhos.

- Nada na verdade, apenas estou andando pelo colégio e vendo o que há de novo. O que você está fazendo aqui? – Curiosa, pergunto vagarosamente para jovem de óculos.

- Eu e meus amigos acabamos de começar um clube, como tem nenhuma sala livre lá embaixo, o conselho nos deu essa sala temporariamente. –Tímido, o rapaz de cabelo preto dá um sorriso forçado colocando sua mão atrás da cabeça.

- Te deram o deposito de material de limpeza para montar um clube? – Não consigo conter uma leve risada, tento esconder colocando a mão na frente da boca, mas acho que não foi o suficiente – Que atencioso da parte deles... – Comento baixinho ironicamente, desviando meu olhar do rapaz.

- Nem me fale, já estou puto com essas atitudes do conselho! – Finalmente o lindo garoto mostra como está descontente e dá um leve suspiro para de acalmar.

- E sobre o que é o clube de vocês? – Desconverso para não o provocar e dou uma rápida olhada nos papeis sobre a mesa.

- Fotografia. – O garoto levemente empoeirado me dá uma curta resposta, eu quase o pergunto o que o clube de fotografia faz, mas parece meio obvio, né?

- Humm. Qual seu nome? – Pergunto despreocupada espiando para dentro da sala escura.

- Lucas, sou do terceiro ano. – Fala o rapaz branco ajeitando seus óculos.

- Hum, mas o pessoal do terceiro não devia se focar mais em estudar para entrar na faculdade do que iniciar um clube? – Cruzo os braços e e inclino a cabeça de leve para o lado.

- É o que os professores querem, mas decidi fazer aquilo que tenho vontade, então não ligo muito para isso. – Foi uma resposta simples e sincera, acabo me sentindo familiarizada com sua opinião.

- E qual a graça de tirar fotos? – Curiosa, pergunto para ele olhando em seus olhos escuros.

- Eu particularmente acho muito legal poder capturar momentos e tê-los para sempre em minhas mãos, sempre em busca da melhor imagem! – Fala firme e convicto.

- Humm, parece legal, posso entrar no clube de vocês? – Pergunto despreocupada.

- Sério? Tem certeza? – Meio confuso sobre minha pergunta despretensiosa o respondo fazendo um sinal de positivo com a cabeça – Certo, então pode entrar! – O rapaz mais velho dá um belo sorriso surpreso.

- Nunca estive em um clube antes, o que devo fazer?

- Espera um pouco! – Lucas entra na sala sem luz e volta com uma câmera e um papel nas mãos.

- Como essa sala vai ser provisória, não pretendemos fazer nenhuma atividade ainda. Esse lugar vai ser para deixar nossas coisas por enquanto. – Argumenta meu novo colega de clube se aproximando de mim.

- Humm, saquei e então?

- Preencha esse papel e me devolva depois, e também, fique com essa câmera. – Fala calmamente me entregando os dois itens.

- Ficar com a câmera, porque?

- A ideia é que todos os membros tenham uma câmera, mas tem gente que não tem condição de comprar. – Ele certamente acabou de me descrever! – Então, estou entregando uma dessas para cada um.

-Acabamos de nos conhecer, como sabe que não vou roubar isso? – Dou uma leve brincada com Lucas.

- Todos do clube são de minha confiança, e pelo pouco que conversei com você, posso dizer que também é! – Conclui meu veterano com uma leve risada, que me deixa envergonhada.

- Bem... obrigada, eu acho... – comento levemente corada – Como se usa isso? – Mudo de assunto rápido.

- Você vai aprender rápido, até termos nossa sala oficial, vai usando. Tire foto de qualquer coisa que achar interessante, um gato, uma paisagem, selfie... qualquer coisa que te agrade.

- E quando vamos ter nossa sala?

- O pessoal do conselho estudantil vai escolher um dos clubes lá de baixo para fechar, quando acabar, nós vamos nos mudar para lá. – Parece que ele está meio inconformado com essa decisão.

- Ok, acho que não deve ser muito difícil usar isso... precisa de ajuda para arrumar essa sala? – Falo com a câmera e papel em mãos olhando para a o lugar sem lâmpada.

- Não precisa, só vou buscar algumas coisas e deixar aqui, vai levar alguns dias até organizar tudo isso, nem luz tem ainda... – o amante das fotos abaixa sua cabeça e se conforma com tudo.

- Ah, está bem...

- Por último, qual seu nome?

- Renata Stumph. – Quando percebi já tinha dito meu sobrenome sem necessidade.

Sem perde muito tempo, Lucas passa por mim acenando e desde as escadas. No fim, acabei escolhendo um clube sem sala, sem atividades, e nosso único lugar de encontro é uma sala empoeirada e sem luz, que exótico!

Decido ir embora enquanto fuço no meu novo brinquedinho, chegando nas escadas minha atenção é direcionada para a porta da sala do conselho se abrindo, continuo olhando e sai um dos integrantes com 2 papeis em mãos.

- Certo, vou até lá e dar a notícia para o clube de informática. – Informa e logo em seguida fecha a porta.

Por algum motivo eu associo o que ele falou com a informação que Lucas me deu, sobre algum clube ser fechado para dar lugar ao nosso.

Posso estar errada, mas desperta minha curiosidade, afinal, tenho dois conhecidos no clube de informática.

O rapaz dos papeis se dirige até o terceiro andar e entra na sala que mais tem computadores. Com tantos alunos no corredor, ele não deve desconfiar que estou o seguindo.

Lá dentro, noto a movimentação de Aline, a atual presidente desse clube, ela está claramente agitada após se deparar com o garoto de cabelo castanho.

Achei estranho a reação dela.

A jovem moça loira e o informante sarem da sala e caminham com certa pressa até o banheiro feminino no primeiro andar. Continuo os seguindo de longe sem levantar suspeitas.

Aline confirma se o banheiro está vazio e os dois entram.

Definitivamente há algo estranho acontecendo aqui, minha ex-colega não é dessas garotas vulgares!

Como quase todos estão no terceiro piso olhando os clubes, o primeiro andar está totalmente vazio.

Penso duas vezes se vale a pena descobrir o que eles estão fazendo lá dentro. Eu quero saber! Bate um certo nervosismo de ser vista e fico com o pé atrás.

Se passa cerca de um minuto, e finalmente tomo coragem. Com passos leves e encostada na parede, me aproximo do banheiro feminino.

Estou do lado da entrada, escuto os dois conversando, mas não consigo ouvir claramente.

O que eu estou fazendo aqui? Não faz parte da minha personalidade ficar espionando outras pessoas, mas eu tive o pressentimento que algo ruim estava acontecendo.

No meio de meus pensamentos, ali ao lado da entrada, noto que Aline está chorando, e então...

27. März 2019 01:50:04 0 Bericht Einbetten 0
Fortsetzung folgt… Neues Kapitel Jeden Dienstag.

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~