35
4.4k ABRUFE
Im Fortschritt
Lesezeit
AA Teilen

Abelhinha

Ela nunca era pontual.


Após a chamada da noite anterior, Neji havia marcado outro encontro às sete –aproveitando que os tios estariam jantando fora durante o feriado. Porém, ao logar a conta no Konoha Privê, o rapaz revirou os olhos quando viu que, mais uma vez, ela estava atrasada. Quem sabe a moça sentisse tesão por deixá-lo na expectativa. Ele não sabia ao certo.


Dois meses atrás o Hyuga havia se deparado com uma publicação no Faceboook sobre o Konoha Privê – um site de putaria famoso na vila. Tratava-se de um print de uma conversa muito bizarra, beirando ao cômico, de duas pessoas transando pela web cam. "Sexo virtual é coisa de perdedor" ele pensou, se dando conta, logo em seguida, que fazia muito tempo desde a última vez que havia recebido um toque fora o da própria mão. O Hyuga franziu a testa. Seria má ideia criar uma conta no site, afinal? Bom, valia a pena arriscar. Além disso, se tivesse uma experiência bizarra como o cara do Facebook, ao menos poderia printar e zoar com os amigos depois.


Então ele a encontrou.


O primeiro contato não havia sido tão intenso quanto o imaginado. Ela também era nova no site e não tinha certeza de como se começava uma conversa por ali, ou se os usuários eram tão esquisitos como as pessoas falavam nas redes sociais. "Não sou esquisito" Neji garantiu "só um pouco pervertido, mas nada além da libido de um homem saudável". Então ele viu o peito dela estremecer em uma boa gargalhada, os dedos delicados não hesitaram em digitar "Eu também não sou esquisita, mas não posso dizer que sou apenas um pouco pervertida".


Desde então os dois viravam noites em chamadas de vídeo. As conversas picantes pareciam nunca ter fim, assim como a vontade de Neji por continuá-las. Shion era o nick da garota provocante, dona dos seios mais lindos já vistos pelo Hyuuga. Segura, forte, com opiniões a defender. Shion era uma garota cativante demais para ser reduzida a um par de peitos, apesar desta ser a única imagem na mente de Neji, já que, segundo as regras de preservação criadas pelos dois, mostrar o rosto estava fora de cogitação.


As tais "regras de preservação" serviam para deixar o relacionamento – se é que poderia ser chamado assim – mais seguro para os dois. Querendo ou não, dois meses é pouco tempo para conhecer a conduta de alguém; por isso, mostrar o rosto, ligar o microfone e se mover do quarto para outro cômodo foram proibições estabelecidas pelos dois na primeira semana de chamadas de vídeo.


A cabeça de Neji martelou na questão a pouco pensada: o que eles tinham? As sessões de vídeo eram consideras um tipo de sexo ou o rapaz estava apenas carente demais? Bom, não era como se ele estivesse se esforçando para manter aquilo com Shion. As coisas apenas eram o que eram, e o Hyuga ainda achava cedo demais para cobrar algo da moça – até mesmo um rótulo à definir a atual situação do "casal".


Finalmente Shion havia dado as caras. Neji ajustou a web cam e aceitou a solicitação da chamada de vídeo. O busto da garota encheu o coração do rapaz, assim como a cueca. A camiseta amarela justa com o desenho de uma abelhinha deixava evidente que Shion estava sem sutiã. E pelas várias chamadas feitas durante dois meses, a ausência da peça íntima indicava o desejo da garota por ação.


Desculpe o atraso, senhor Sasuke Uchiha.


Levou certo tempo até Neji parar de se sentir deslocado com aquele maldito nickname. Ele o havia escolhido, de fato, porém deveria ter pensado mais antes de colocar o nome do amigo gostosão num site de putaria. De qualquer forma, o Uchiha real estava ocupado demais fodendo garotos e garotas; décadas se arrastariam até que o moreno soubesse o feito do Hyuuga.

Como está, donzela?

Aliás, bela abelha essa sua.


Haha!

Fico feliz que tenha gostado da abelha.

Ela é bem sexy, não é?


Com toda certeza.


Eu estou bem.

Mas como as coisas estão para você?

Estão 'duras'?


Talvez.


Hum, você sempre tão misterioso, senhor Uchiha...


Algo me diz que hoje

Você não está muito afim de mistérios.


Oh, não!

O que foi que me entregou?!


Esses seus peitões!


Opa, acho que alguém também está com tesão...

Quer pular os cumprimentos e ir logo ao que interessa?

Hoje tive um dia muito cansativo, preciso de carinho.


Claro!

Faço de tudo para você se sentir melhor.


Então tira a porra da calça!

Safado.


Com Shion as coisas eram sempre assim; leves, fluidas, divertidas e excitantes. Por isso, aquelas chamadas, aquelas conversas e todo o restante do pacote falavam mais alto que quaisquer dúvidas do Hyuuga. Se eles eram namorados virtuais ou apenas duas pessoas carentes e exibicionistas perdia a importância quando as chamadas eram atendidas.


Ele a obedeceu. A medida que ia desafivelando o cinto para expor a cueca, Shion posicionava a câmera para oferecer ao "senhor Uchiha" uma visão mais ampla e interessante do corpo. Ele conseguia ver a pálida mão se arrasando pelo busto até estacionar em cima da calcinha amarela. Neji sorriu ao ver o conjunto sensual usado pela garota.


Então o fenômeno conhecido como momento broxante aconteceu.


— Neji, Hinata, venham jantar! – gritou o tio.


Neji não sabia ao certo se era pela caretice ou pelo fato de terem uma garota como filha, mas na casa dos tios existiam incontáveis regras. Uma das regras idiotas, por exemplo, era a de não trancar o quarto; não que dessem muita escolha, pois tanto o quarto dele quanto o da prima careciam de trancas. Isso o fazia lembrar de um incidente que terminou em gritos, constrangimento e um osso quebrado. Ocorreu, sobretudo, por ter seu quarto invadido em um momento inoportuno. Por isso, o rapaz preferiu adiar seus minutos de prazer com Shion a dar brechas para que o tio ou a prima enxerida entrassem em seus aposentos sem aviso prévio e o flagrassem com a mão no pau. Literalmente.


O Hyuuga lançou um estrondoso "Já vou!" no ar enquanto levantava as calças com uma mão e debruçava a outra no teclado para enviar uma mensagem à Shion.

Gatinha

Eu tenho que resolver uma coisa urgente

Volto logo, prometo!

É questão de uns cinco minutinhos.


E encerrou a chamada sem nem ao menos ver a resposta da garota.


Com pressa, o rapaz bateu a porta do quarto e rumou à cozinha com passos largos, mas silenciosos o suficiente para que todos da casa acreditassem que não havia nada de errado acontecendo. Afinal, ele queria evitar perguntas. O imprevisto, porém, o deixara intrigado: os tios não deveriam ter voltado cedo, tampouco importuná-lo para ir jantar com todos.


— O que houve? – Neji perguntou ao dar de cara com os tios.

— Fomos a um restaurante chinês, mas estava tendo protesto porque o Danzou assumiu o cargo de Hokage. – a tia explicou. – Então viemos para casa antes que começassem a queimar pneus ou coisas do gênero.

— Coma! – disse o tio, curto e grosso.

— Sim, senhor. – Neji respondeu.


O rapaz sentou à mesa e tomou em mãos o par de hashis para comer a porção de yakisoba separada pela tia. Ora comia os vegetais, ora comia o macarrão. Todos pouco mastigados a fim de poupar tempo. Se essa atitude se transformaria numa indigestão minutos mais tarde, pouco importava.


— Cadê a Hinata? – a tia perguntou.

— Eu chamei ela e o Neji. – o tio resmungou, com altas probabilidades de estar frustrado por ter perdido um encontro que acabaria em sexo.

— Lá vem ela. – a tia estreitou os olhos ao encarar a filha. – Menina, para de andar pela casa com esse celular na mão! Imagina se você cai de boca no chão e quebra um dente?!

— Ah, mãe, só por que aconteceu com a senhora não significa que vá acontecer comigo. – Hinata contestou.


Por mais que morar com os tios e a prima chata fosse um tanto quanto enfadonho, de vez em quando acontecia algo interessante – como a queda da tia seguida de um agendamento com o cirurgião dentista, por exemplo. Enquanto mastigava um brócolis e encarava uma cenoura envolta de macarrão, Neji segurava a risada.


— Mãe, me dá um garfo? Não sei comer com esse lixo de pauzinho! – Hinata reclamou.


"Com pauzão talvez ela saiba" os cantos das bocas de Neji se ergueram com o pensamento de deboche. Ah, se os tios não estivessem presentes... Desde criança o rapaz não conseguia ficar cinco minutos perto da prima sem zoá-la pelo menos uma vez. Ultimamente a relação dos dois não permitia esse tipo de liberdade, mas não impedia Neji de sentir falta de aprontar com a garota.


Então Neji ergueu o olhar; arrependendo-se em vários níveis logo em seguida.


Se a vida fosse um canteiro de flores do campo, Shion seria a abelhinha polinizadora de todas elas. Ziguezagueando, zumbindo, voando e depositando mel em buracos muito apertados. E era a exata figura de uma abelhinha que estava estampada na camisa amarela colada nos peitões de Hinata.


O brócolis mastigado sentiu a confusão do cérebro de Neji e tomou-a um pouco para si. Sem saber se ia ou voltava, o vegetal sambou pela garganta do rapaz fazendo-o tossir sem parar. Todos em torno da mesa pararam para assistir a cena. A tia, afoita, dava palmadinhas nas costas do sobrinho enquanto dizia "bebe água, menino!".


— Tá apressado, hein? – comentou Hinata pouco tempo depois de Neji recuperar o fôlego e tomar um gole de água. – Tá fazendo o que naquele quarto?


Por mais que acabasse de ter o cérebro chacoalhado, a visão de Neji estava em perfeitas condições. Ele viu a imagem nítida da prima movendo os lábios em silêncio com os dizeres "além de tocar punheta". Os orbes perolados do rapaz se estreitaram, assim como a boca se entreabriu; a clássica expressão do ofendido.


— Estudando, prima. – ele disse quase entre os dentes, e em seguida olhou para os tios sem mover a cabeça.


Não havia necessidade em ter olhos apurados para constatar que Neji estava puto, apenas experiência em deixá-lo puto. E isso Hinata tinha de sobra. A garota endireitou a postura, espetando uma cenoura com o garfo.


— Estudar? Você nunca estuda. – e então pôs o legume na boca com ar de vitória.

— Mas sempre tira dez. – o pai da garota lembrou.

— Que seja!


O sorrisinho de vitória foi transferido para a face do moreno, mas não perdurou. Por alguns minutos ele desviou o olhar da maldita abelha e do que tudo isso poderia significar para ele e Shion. E para quê? Apenas para se deixar aborrecer pela prima chata. Que porventura não fosse chata... Céus! Ele tinha de sair dali o mais rápido possível!


Depois de mastigar todos os brócolis o suficiente para engolir, Neji sugou e engoliu todo o macarrão, levantou da mesa e levou o prato até a pia, onde o lavou, secou e, por fim, guardou. Os olhos esbugalhados enfim livres, expressando parte dos sentimentos medonhos presos nas entranhas do jovem Hyuuga.


— A comida estava uma delícia. – ele disse de costas para a família.


Os passos largos, porém pouco barulhentos voltaram a sussurrar pela casa. As pernas de Neji tremiam; cada milímetro do corpo, na realidade. E se ele não estivesse gritando e andando pelas paredes por que aquela era apenas uma terrível coincidência? Ele saberia se estivesse se masturbando com a prima na web cam, não saberia? Como reforço, o rapaz Hyuga buscou na memória a fala de Tenten sobre signos a qual informou que pessoas do signo de câncer são bastante intuitivas. Neji era de câncer, então ele sentiria se estivesse se masturbando com a imagem da prima pelada no monitor, não sentiria?


Desesperado por provas capazes de refutar a epifania vivida há poucos minutos, Neji foi em busca de algo no computador. Todavia, tudo que o Hyuuga conseguiu encontrar foi uma mensagem de dez minutos atrás:


Que coincidência

Também tenho algo a resolver.

Volto logo!


Não podia ser verdade, não podia! Enterrando os dedos entre os cabelos e puxando-os o jovem Hyuuga tentava tomar as rédeas dos próprios pensamentos que trilhavam à loucura. O episódio poderia ser apenas uma coincidência dramática, ainda havia chances para acreditar nisso. Por isso, disposto a provar para si tal teoria, Neji encostou a orelha na porta do quarto e esperou ouvir os passos da prima. Não demorou muito para que ela passasse apressada e fechasse a porta num baque. Após alguns segundos o som da solicitação de chamada de vídeo ecoou pelo quarto.


A espinha de Neji gelou.


Dois meses podem soar como um ínfimo intervalo, mas é tempo demais para alimentar as esperanças de um solitário. Conversar com Shion despertava no rapaz sentimentos há muito esquecidos por seu âmago. Shion era maravilhosa, engraçada, cativante.


Mas... e agora?

































10. Januar 2019 22:46:24 17 Bericht Einbetten 133
Lesen Sie das nächste Kapitel Ela sabe?

Kommentiere etwas

Post!
Karol  Karambola Karol Karambola
Meu Deus do céu!!!! Será que ela sabe????? Ou suspeita???? Meu Deus
Julia Olsen Julia Olsen
O brado retumbante que eu dei com essa fic AUHSAHS Mano que história massa, já estou aguardando os próximos capítulos ansiosamente.
3. Februar 2019 07:29:29
Julia Olsen Julia Olsen
O brado retumbante que eu dei com essa fic AUHSAHS Mano que história massa, já estou aguardando os próximos capítulos ansiosamente.
3. Februar 2019 07:29:28
Julia Olsen Julia Olsen
O brado retumbante que eu dei com essa fic AUHSAHS Mano que história massa, já estou aguardando os próximos capítulos ansiosamente.
3. Februar 2019 07:29:28

  • Saah AG Saah AG
    HUEHUEHUE obrigada, mana. Daqui a uns dias sai o próximo capítulo. Estou te esperando nele. 3. Februar 2019 10:13:54
Liliane Cris Liliane Cris
Conto excitante e ao mesmo tempo divertido. Também curto escrever histórias mais picantes depois dê uma olhadinha.
17. Januar 2019 14:02:38
Junio Salles Junio Salles
Parabéns ficou muito boa, como leitor pude sentir a empolgação do personagem principal quando as coisas iam esquentando bem como sua frustração quando foi interrompido e logo em seguida ter descobrido que a sua paixão era sua prima. Apesar de ter um conhecimento sobre Naruto enriquecer a história, eu que não tenho muito consegui apreciar e gostar.
17. Januar 2019 11:40:37

  • Saah AG Saah AG
    Nossa, muito obrigada pelo seu comentário. Fico feliz que alguém que não faz bem parte do fandom conseguiu ler e sentir a empolgação dos personagens. Eu dei uma olhadinha no seu perfil e deixei um comentário numa história. Muito obrigada por ler <3 3. Februar 2019 10:26:22
Inial Lekim Inial Lekim
AI MEU DEUS MANO DO CÉU O BERRO QUE EU TO BERRANDO JAMAIS PODERÁ SER DESCRITO AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA Achei que demoraria um ou dois capítulos pra Neji descobrir que era com a Hinata com quem ele trocava mensagens, mas, PLAU! Já no primeiro capítulo vem o tapa. Quero só ver como a Hinata vai reagir quando descobrir hehehehee
13. Januar 2019 10:46:34

  • Saah AG Saah AG
    HAHAHAHA eu quis ir logo direto ao ponto. Essa é a minha primeira fanfic de capítulos (não composta por drabbles) que eu faço em 4 anos. A última long que eu fiz terminou com 97 capítulos e eu não quero me perder no plot dessa como fiz com a anterior. Só lembrando que querer ser direta não significa que a fanfic não vá ter o desenvolvimento necessário. Eu já tô fazendo um roteirinho pros próximos capítulos. Tenho planos bem legais pra Konoha privê. PS: todas nós queremos ver como a Hinata vai reagir. *risinho* Obrigada por ler e comentar. Beijos e até o próximo capítulo <3 14. Januar 2019 08:45:31
pure ether pure ether
EU TO BERRANDO AQUI!!! Amei como você conduz a história. Ri do começo ao fim e nem preciso mencionar o quanto estou louca pela continuação! Ótimo trabalho!
11. Januar 2019 09:52:07

  • Saah AG Saah AG
    Ai, muito obrigada!!! Eu tava super nervosa com essa fanfic. Tem quatro anos que eu não escrevo uma fanfic de capítulos. Achei que não sabia mais como fazer. Obrigada por estar aqui, te espero no próximo capítulo (que já está planejado e em breve começarei a escrever) <3 14. Januar 2019 08:47:34
JU Juvia Uchimaki
Gente, que maravilha. Eu adorei.
11. Januar 2019 04:51:50

  • Saah AG Saah AG
    Obrigadaaaa!! Vai ter continuação logo, viu? Te espero no próximo capítulo <3 14. Januar 2019 08:48:15
Azarashi Onna Azarashi Onna
MULHER DO CÉU EU TÔ URRANDO! Cara, do começo ao fim eu morri de rir! Os pensamentos maliciosos do Neji, as alfinetadas entre eles, os tios chamando... E ele usando o nome do Sasuke lá? Serassi o Sasuke ia querer meter um processinho? Hahahahah TÁ UM HINO, VOCÊ ESCREVE BEM E NAO VENHA COM INSEGURANÇA NAUUU
10. Januar 2019 19:26:16

  • Saah AG Saah AG
    HUEHUEHUE olha, eu não tava planejando um processo no meio do negócio, porque como o Neji disse: o Sasuke está ocupado demais. Aliás, eu tava planejando umas coisas entre o Sasuke, a Sakura e o Naruto numa darkroom. Joguei e saí correndo :v 3. Februar 2019 10:22:26
  • Saah AG Saah AG
    E muito obrigada por ler e comentar. Eu tava bem insegura com esse projeto porque faz um tanto de tempo que eu não escrevo uma long, sendo que a última que eu terminei uma fic em 2014 que acabou tendo 97 capítulos. Com essa fic, por outro lado, eu vou ter um controle sobre :v 3. Februar 2019 10:23:55
~

Hast Du Spaß beim Lesen?

Hey! Es gibt noch 2 Übrige Kapitel dieser Story.
Um weiterzulesen, registriere dich bitte oder logge dich ein. Gratis!