Tão Distante Follow einer Story

satsukimari Mari Satsuki

Nunca teve medo de nada, nunca se envergonhou, mas nunca foi livre. Girassóis eram suas flores favoritas. Eram. O peso do passado em tudo que se refere a você machuca muito mais do que eu sequer poderia imaginar, talvez porque nunca havia imaginado falar de você sempre no passado, pensar em você no passado... Até poucos meses atrás o passado era algo que apenas gostava de relembrar e me orgulhar, principalmente quando estava ao seu lado.


Fan-Fiction Anime/Manga Nicht für Kinder unter 13 Jahren.

#fns #hinata #neji #Nauto #nejihina #FNSdoRock
Kurzgeschichte
2
3.8k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Único

Fanfic inspirada na música So Far Away - Avegend Sevenfold (https://www.youtube.com/watch?v=_kd3WDAuJ54)

A fanfic é nejihina, no universo ninja, mas que se passa em uma realidade alternativa em que a Hinata gostava do Neji, no mais, o resto é fiel a obra, então preparem os lencinhos.

Boa leitura!








Nunca teve medo de nada, nunca se envergonhou, mas nunca foi livre.

Girassóis eram suas flores favoritas. Eram. O peso do passado em tudo que se refere a você machuca muito mais do que eu sequer poderia imaginar, talvez porque nunca havia imaginado falar de você sempre no passado, pensar em você no passado... Até poucos meses atrás o passado era algo que apenas gostava de relembrar e me orgulhar, principalmente quando estava ao seu lado.

Eu ainda gosto e continuo cultivando-os. Aquele espaço de terra vazio aos fundos da propriedade Hyuuga se tornou nosso lugar especial, o reflexo do brilho do sol, assim como você gostava de se referir as inúmeras flores amarelas que ali cresciam. Eu pouco sabia sobre os girassóis, mas aprendi a amá-los porque você amava; eu te amo, e é inevitável como tudo a seu respeito sempre desperta sentimentos bons em meu coração.

E não importa que você tenha partido, os sentimentos ainda são reais, eles ainda crescem e afloram dentro de mim como se você ainda estivesse aqui, fosse em nossos treinamentos, ou quando passávamos horas e horas apenas observando céu, e você sempre dizia como conseguia ver a lua em meus olhos. São tantas lembranças lindas, tantos momentos que hoje apenas aquecem meu coração, ao mesmo tempo que, continua a abrir uma ferida em minha alma, ao lembrar das suas dores, seus monstros.

Você já disse ter me odiado, e eu não o culpo por isso. Você nascera e vivera boa parte de sua vida acreditando estar destinado a ser um mero servo, e ainda assim você lutou, você se superou e mostrou ao mundo que poderia ser quem quisesse, porque você era um gênio, e eu sabia que sua genialidade ia muito além de habilidades ninjas. Você permitiu que eu me aproximasse novamente, você destrancou os portões em seu coração e permitiu que eu entrasse. Eu fui sua amiga, sua confidente, a dona de seu coração e então você deu sua vida por mim.

Levou uma vida para curar um coração partido com tudo o que podia...

E eu ainda me pergunto o quanto eu pude ajudar, ao mesmo tempo que me tornei um peso morto para você. Sempre me senti uma grande leiga quanto aos destinos traçados por nossa família antes mesmo antes de nascermos, mas sempre vi a tristeza estampada em seus olhos por isso. Você estava marcado, sua liberdade não te pertencia, e mesmo assim você permaneceu ao nosso lado, mesmo após perder seu pai para esse destino cruel. Eu era capaz de ver e de sentir sua dor, e mesmo sempre sendo tão impotente, eu via o brilho de seus olhos se tornar mais belo quando éramos apenas nós em nosso mundo secreto de girassóis, e quando retornávamos para a realidade, a tristeza se fazia presente novamente, mas eu sentia que você lutava, você lutava por mim. Você fez tanto por mim, viveu por mim, morreu por mim, e mesmo hoje tudo que sou capaz de fazer, é sentir sua falta. Hoje me pergunto se fiz o meu melhor, se me esforcei o suficiente, se ao menos por poucos momentos eu consegui curar seu coração partido, porque os céus sabem o quanto tentei, com tudo que pude, mesmo sem saber se seria capaz. Sua dor era grande, suas mágoas ainda maiores, mas você cresceu, você amadureceu e viu além do que os outros veem, não por seus olhos especiais, mas pela sua essência, por sua alma. Você era tão único para todos, especialmente para mim...

Você vai ficar longe para sempre?

Você me deixará e honrará o destino cruel pelo qual lutou contra durante toda sua vida? Você vai mesmo me abandonar para todo o sempre?

Como eu posso viver sem aquele que eu amo?

Como eu posso acordar todos os dias e lembrar-me de que só estou aqui hoje porque você se sacrificou por mim? Como posso aceitar que você, mesmo quando sua vida estava em jogo, ainda me escolheu? Você sempre me escolhia, mesmo quando eu acabava emburrada e dizendo que você também deveria dar mais atenção a si mesmo, e no fim, você respondia com seu riso caloroso dizendo não ser necessário, porque suas melhores escolhas sempre seriam o que me fizessem feliz.

Se sempre foi assim, como você foi capaz de morrer e me deixar só?  Talvez eu tenha falhado em demonstrar, mas a verdade é que eu não consigo aprender a viver em um mundo em que você não está presente. E acredite, eu tenho tentado, pelos últimos meses eu tenho me esforçado, mas a cada girassol que morre meu coração se desfaz, e a cada semente que brota a dor dá uma trégua. Mas é um ciclo vicioso do qual não vejo uma saída, tão pouco uma superação, e às vezes me pergunto se desejo mesmo superar tudo isso. 

Parece que éramos tão invencíveis, mas a verdade é tão fria, tão cruel, tão desumana.

“Este é o ciclo da vida”, muitos disseram. “Você vai superar”, sabe lá Deus quantas vezes ouvi, mas essas nunca seriam verdades que eu aceitaria. O ciclo da vida não deveria ceifar alguém tão jovem, com tantos sonhos, com tanto para viver, e por isso eu aprendi a odiar esse ciclo louco que não respeita os sentimentos. E não, eu não poderia, tão pouco queria superar. Superar significava seguir em frente, e eventualmente, esquecer. Eu jamais poderia esquecê-lo. Pensar a respeito me doí na alma, me tira um pedaço e me arranca a vontade de viver. Minha vida seria vazia, porque hoje eu só consigo me manter de pé e viva, porque sinto a dor da perda, e sei o quanto sua presença foi real.

De vez em quando, eu tento encontrar um lugar em minha mente, onde você possa ficar acordado para sempre. Eu fecho os olhos, e seu rosto sereno surge em minha mente, enquanto o sol arde em sua pele clara, você sorri em meio aos girassóis, então você se aproxima e ternamente deposita um beijo carinhoso em minha testa.  Você nunca fora de palavras, mas com o passar dos anos, eu passei a entender que essa era a forma que havia encontrado de dizer que me amava. E eu me prendi a isso, eu guardo essa memória com todas as minhas forças vitais, e sei que ela se fará presente em minha mente quando eu finalmente partir, ao seu encontro.

Guarde um lugar para mim, porque assim que eu terminar, estarei no meu caminho para viver eternamente. E quando partir, estarei feliz, por tudo que vivi ao seu lado, por me tornar alguém melhor com você, por ter me mantido de pé por você até que pudesse ir ao seu encontro, e assim viver ao seu lado pela eternidade.

E a luz que você deixou permanece, mas é tão difícil ficar, quando eu tenho tanto a dizer e você está tão longe...

E se fosse capaz de voltar no tempo, eu diria tantas coisas, não apenas sobre meus sentimentos, mas sim coisas humanas. Eu diria mais “bom dia”, “boa noite”, “boa sorte”. Eu teria cozinhado mais sua comida favorita, passado mais tempo ao seu lado fazendo seus hobbies. Eu não consigo dizer se fui presente o suficiente, se fiz tudo que estava ao meu alcance para te fazer feliz, mas por não tê-lo aqui mais, tantas e tantas coisas passam por minha mente sobre o que eu poderia e deveria ter feito ao seu lado e por você, e mais uma vez o vazio, a culpa, a dor se fazem presentes. E eu suporto, porque ela ainda é o meu combustível para lembrar que você ainda vive, mesmo que apenas em meu coração.

Eu te amo!

Por esse amor eu sempre me manterei de pé, lembrando o que por mim você fez, sacrificou, porque você estava pronto, você sorriu da forma mais verdadeira que já havia presenciado, no fim, você retornou ao destino do qual tanto lutou para fugir, mas sua serenidade mostrava que não havia feito aquilo porque estava destinado, mas sim por amor. Você não teve forças para dizer, tão pouco demonstrar em seus gestos, mas sua expressão me dizia muito, e ali estava o motivo de seu sacrifício. Naquele momento não havia clã Hyuuga, família principal ou secundária, havia apenas nós, almas gêmeas destinadas a dar sua vida pela outra.

A dor é forte e insiste em aumentar, ela machuca, ela tortura, mas ela ainda é meu elo, meu suporte, minha pior lembrança. A dor me liga a você, e ela me consola, porque é graças a ela que eu me mantenho em meu destino final.

Mas eu verei você, quando Ele me permitir, quando o momento chegar, não importa quantos anos irei esperar. Hoje não desejo mais partir para encontrá-lo, porque finalmente me tornei mais lúcida que minha dor e compreendi seu desejo. Você queria que eu vivesse, e por você lutarei pelo que restou de minha vida. E mesmo desejando estar junto de ti, honrar seu sacrifício se tornou o meu maior sonho. Por isso, devo ser forte, devo lutar e me esforçar, dando sempre o melhor de mim para liderar com toda a sabedoria que aprendi a ter com você. 

Sua dor se foi, suas mãos estão desamarradas e você finalmente encontrou a liberdade que sempre sonhou. Você se tornou um pássaro livre, e por isso eu apenas consigo sorrir ao olhar para céu, pois sei que agora você está entre as nuvens.

 

E eu preciso que você saiba que mesmo tão distante, você sempre será minha maior inspiração para viver.

Me espere, pois ainda lhe alcançarei.



**


Tudo bem que a madame aqui não postou no prazo né, mas a fic inicialmente seria para o desafio do rock da page/grupo Fanfics Naruto Shippers, então segue os links para conhecer esse paraíso do multishipper.



Grupo do Fns: https://www.facebook.com/groups/122359598449326/ 
Page do Fns: https://www.facebook.com/FanficsNS/


29. Dezember 2018 18:57:47 0 Bericht Einbetten 1
Das Ende

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~