03 de fevereiro Follow einer Story

sweet-mary Mary

O dia 03 de fevereiro se fez noite a partir do instante em que ela precisou encarar uma realidade que não lhe ocorreu nem nos piores pesadelos, não quando se está amando tão intensamente que não há espaço para nada senão o próprio amor. Escrito em 21 de julho de 2018.


Lebensgeschichten Alles öffentlich.

#luto #romance #perda-da-pessoa-amada #saudade #amor #escritora-mary
Kurzgeschichte
0
4502 ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

03 de fevereiro


Ela nunca vai se esquecer do dia 03 de fevereiro de 2018 enquanto seu coração bater porque nesse terrível dia uma ferida foi aberta, rasgando para sempre o seu sonho de amor que fazia parte de um dos capítulos mais especiais de sua vida.

Ele não existe mais.

Na noite anterior eles se amaram até adormecer e na manhã seguinte ele nem sequer acordou, não porque pretendesse dormir até mais tarde, mas porque seu coração parou de bater enquanto repousava.

O chão dela ruiu.

Tão jovem ele para partir assim, sem avisar a ninguém, sem preparar aqueles que ficaram. Todos os amigos, parentes e conhecidos estavam reunidos, mas não para um churrasco animado com cerveja, música e alegria, mas para um funeral.

O funeral dele. Organizado às pressas, sob o efeito do mais profundo torpor, como se fosse um sonho ruim do qual ela pudesse despertar e pedir aconchego nos braços dele, mas então ela se recordava de que ele nunca mais poderia abraça-la antes de dormir e agradecê-la por existir.

A incredulidade quebrou muitos corações porque aquela notícia beirava ao absurdo. Ele gostava tanto de viver, estava tão feliz como nunca antes se viu, porque o verdadeiro amor era notado no brilho do olhar que aquele casal tinha e não era efeito de foto, estava presente quando ela estava de cara lavada.

Todos, com os olhos úmidos, externando inconformidade, prestavam solidariedade para ela que perdeu seu grande amor, logo quando o tinha encontrado, depois de tanto de procurar, de tantos desencantos e desencontros, a vida lhe apresentou a alguém com quem pretendia ficar para sempre.

O sonho de amor acabou quando pétalas de rosa foram jogadas em cima da urna funerária e um corpo jovem foi enterrado.

O dia 03 de fevereiro se fez noite a partir do instante em que ela precisou encarar uma realidade que não lhe ocorreu nem nos piores pesadelos, não quando se está amando tão intensamente que não há espaço para nada senão o próprio amor.

Todo dia é uma grande luta para sair da cama e seguir adiante. Nas orações busca acreditar que esse amor valeu inteiramente a pena e a tornou uma pessoa melhor, pois aqueles que a amam oferecem toda solidariedade do mundo, por mais que palavras bonitas não o tragam de volta.

Ela precisa recomeçar a vida sem ele, reaprender a viver sem o gosto do beijo, sem sentir o cheiro dele no travesseiro, sem os abraços quentes e apertados, as safadezas compartilhadas, os apelidos carinhosos, partilhar os risos e os choros, os desejos e os problemas, tomar café da manhã junto, fazer sessão de pipoca debaixo do cobertor num dia frio, almoçar na casa dos sogros no domingão, tirar fotos dos passeios, das viagens, daqueles programas divertidos onde bastava estar juntos para que se sentissem felizes.

É doloroso por acaso ouvir as “músicas do casal” e a saudade apertar o peito, estrangulá-lo, porque por mais que um dia a vida lhe apresente um "amor pra recomeçar" e ela se permita ser amada de novo, nunca será igual, ninguém jamais ocupará aquele cantinho machucado do seu coração que é onde ele reside agora, talvez esse novo amor (se vier) a ajude a acreditar que é possível gostar novamente, no entanto ninguém substitui ninguém e há lembranças tão fortes e tão bonitas que nem o tempo apaga, que nem outro amor tão verdadeiro e tão intenso superem.

O perfil no facebook é o memorial onde todos podem matar as saudades dele olhando as fotos antigas e guardar no peito os bons momentos. Para ela, uma forma de registrar que seu pedacinho de infinito existiu.

A ferida está aberta e ela tem todo o direito de chorar, porque é o momento de se recolher e sentir a dor desse baque que a colocou numa situação em que todos os seus planos se desvaneceram e perderam o sentido. Não é hora de sugerir que ela procure outra pessoa, não é assim que se supera a perda de um amor.Todo coração precisa de um tempo e ele deve ser respeitado. 

Mesmo que seja difícil falar nele sem chorar porque todo mundo precisa de um tempo para se reerguer e encontrar uma maneira de reagir sem morrer junto, ela nunca mais vai poder dizer por aí que nunca foi amada porque ao menos uma pessoa no mundo a amou “para sempre”.

Foi ele.

E enquanto ele foi inteiramente dela, a amou com todas as forças, a desejou na cama e foi parceiro fora dela também.
Ele viveu intensamente e mesmo que tenha partido muito jovem, em vão não viveu porque ao amor verdadeiro conheceu. Pode não ter um final feliz essa história de amor, mas foi bonita e verdadeira enquanto durou.

Um único e infeliz dia não define por inteiro a eternidade, apenas foi o marco de uma fatalidade, porque o amor verdadeiro, esse nem a morte é capaz de destruir, apenas separar duas almas afins de dimensões, mas o propósito pelo qual elas se uniram não perdeu a validade, se fortaleceu...

10. Dezember 2018 15:36:31 0 Bericht Einbetten 0
Das Ende

Über den Autor

Mary Curitibana, futura jornalista, escritora em constante progresso, escorpiana com ascendente e lua em peixes. Apaixonada por todas as singelezas da natureza, onde se encontra o olhar compassivo de Deus. Em matéria de livros, filmes e músicas, minha lista tende a crescer, mas sempre há aqueles que têm um espacinho especial no meu coração. Prazer, eu sou a Mary.

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~