Medo e Desejo Follow einer Story

jupitercaine Jupiter Caine

Tanto amor guardado tanto tempo A gente se prendendo à toa por conta de outra pessoa(Maiara e Maraisa). A vida muitas vezes nos surpreende e comigo não foi diferente, eu jamais imaginei me apaixonar pelo irmão do meu marido.


Fan-Fiction Alles öffentlich.

#romance #yaoi #naruto #narusasu #sasunaru
Kurzgeschichte
1
4.5k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Capítulo Único

Minha vida sempre foi uma montanha-russa, quando completei 18 anos me casei com um dos homens mais desejados do Japão, Uchiha Itachi. Nosso casamento foi mais uma aliança entre a família Uchiha e Namikaze, embora tenha sido algo arranjado, quando conheci Itachi fiquei encantado com sua beleza. Durante o tempo em que vivemos juntos ele demonstrou ser uma pessoa carinhosa e respeitosa, não demorou muito e engravidei do nosso único filho, Uchiha Hiroki, fazia um ano que havíamos nos casado. Sou Uchiha Naruto, sou homem, mas por ironia do destino consigo engravidar e foi justamente por isso que os pais de Itachi me aceitaram como genro, já que sou filho único de Kushina Uzumaki e Minato Namikaze.

Minha gravidez foi tranquila, Itachi estava sempre presente quando precisava e foi justamente nessa época que minha vida mudou radicalmente, dois acontecimentos específicos tiveram grande influência para que isso acontecesse.

Quando Hiroki nasceu eu me dediquei a ele e acabei por não cumprir com minhas obrigações de marido, ou seja, não tínhamos relações sexuais com frequência, na minha cabeça achei que ele compreenderia ao ficar algum tempo sem sexo, mas eu estava enganado. Comecei a receber mensagens anônimas em meu celular dizendo que Itachi me traia, tentei ignorar achando ser alguém querendo brincar com minha cara, porém aquilo ficou na minha cabeça. Itachi não demonstrava ser um homem infiel, pelo contrário, quando voltei a minha rotina normal ele me procurava direto e sempre tínhamos momentos de sexo intenso, sem falar que ele sempre estava em casa no horário de costume, não tinha como eu desconfiar, mas as mensagens continuaram até que um dia vi uma mensagem em seu celular, de um número desconhecido por mim, onde a suposta pessoa falava que havia adorado ser possuída na mesa de seu escritório, engoli em seco quando li aquilo. Não comentei nada com ele e o tempo foi passando, Hiroki iria completar um ano e iriamos fazer uma festinha para comemorar, tudo correu bem, porém nessa festa eu vi uma interação estranha entre meu marido e seu assistente pessoal, Sasori. O rapaz era alguns anos mais velho do que eu, cabelo ruivo e olhos verdes, percebi o sorriso que era direcionado a Itachi sempre que meu marido dizia algo, sem falar que o ruivo fazia questão de tocá-lo sempre que possível e finalmente minha ficha caiu, meu marido me traia com seu assistente.

Não fiz escândalo naquele dia, pelo contrário, tratei Itachi e o tal Sasori da melhor maneira possível, então mais alguns meses se passaram era véspera de natal e tudo estava preparado para que o jantar ocorresse em nossa casa. Arrumei-me da melhor maneira possível, sabia o quanto meu cabelo loiro e olhos azuis fascinavam qualquer um e naquela noite não foi diferente, porém o que me surpreendeu é que eu também me fascinaria por alguém.

A festividade ocorria perfeitamente bem, o que me irritou foi ver Sasori naquela confraternização eu não podia acreditar que Itachi teve a coragem de trazer seu amante em uma reunião de família, mas diferente do que imaginei a expressão de Itachi quando viu o ruivo foi extremamente raivoso, meu marido sequer deu atenção para ele deixando claro que sua presença era indesejada, mas parece que o outro não se importava.

Antes do jantar Itachi me puxou para um canto e me beijou afoitamente dizendo o quanto me amava e o quanto eu era lindo, não entendi na hora, mas depois percebi que sua possessividade era devido aos olhares que me era dirigido, não evitei sorrir, saber o quanto eu era desejado pelos outros me deixava satisfeito.

Quando estávamos nos dirigindo à sala de jantar a campainha tocou, aguardamos para ver quem era a pessoa que estava atrasada e nessa hora meu mundo parou. A frente estava um rapaz muito parecido com Itachi, seu olhar era intenso e embora meu marido estivesse em minha frente eu sabia que seu olhar estava sobre mim.

Naquela noite eu conheci Uchiha Sasuke, irmão mais novo de Itachi, o mesmo estava estudando fora e não pode, nem ao menos, comparecer em nosso casamento, as únicas fotos que tinha visto dele era de quando adolescente. Fomos apresentados formalmente, o seu toque em minha mão foi extremamente gentil e ele não deixou de sorrir em momento algum, mesmo conversando com outras pessoas eu sentia seu olhar sobre mim e aquilo me excitava, fazia tanto tempo que eu não sentia aquela sensação de medo e desejo.

Depois de aquele jantar procurei agir normalmente quando nos encontrávamos acreditando ser algo da minha cabeça, não podia meu próprio cunhado estar flertando comigo.

Os meses foram passando e Sasuke e eu nos aproximávamos cada vez mais, começamos a criar um laço muito forte, quando descobri que ele estava noivo uma tristeza invadiu meu coração e passei a evitar estar perto dele, pois sabia que estava desenvolvendo um sentimento forte por ele e isso me deu medo. Comecei a me dedicar mais a Hiroki, agora com dois anos, acabei me esquecendo da suposta relação de Itachi com Sasori até que novamente comecei a receber mensagens da possível traição do meu marido. Estava farto, deixei Hiroki com Sasuke, pois a babá estava de folga e não tinha ninguém no momento para que pudesse recorrer, segui para a empresa da família Uchiha e subi sem ser anunciado, quando cheguei à sala de espera do escritório de Itachi, pude concluir que algo estava errado somente pelo olhar desesperado da secretária, olhei para a mesma e sorri balançando a cabeça negativamente, segui para a porta da sala do meu esposo abrindo-a de uma vez. Não estava preparado para o que vi, Sasori estava no colo de Itachi beijando-o enquanto meu marido, aquele que me jurou ser fiel, segurava sua cintura e quando ambos me viram se afastaram rapidamente, lancei um olhar reprovador a Itachi e disse que a única coisa que me impedia de abandoná-lo naquele momento era o nosso filho, mas que um dia ele iria crescer e eu finalmente estaria livre.

Não esperei que ele me falasse nada e sai da empresa de cabeça erguida, segui para o apartamento de Sasuke e acabei contando o que tinha acontecido, ele surtou e disse que acabaria com Itachi por ter me feito chorar, não me contive e o abracei com toda a força.

Ignorando sua noiva, Itachi e meu filho, que dormia no sofá, disse no calor do momento que sentia algo forte por ele, me arrependi na mesma hora quando ele me encarou sem reação, achando que  havia feito merda peguei Hiroki e sai dali, mesmo que ele estivesse pedido para esperar.

Depois de todos esses acontecimentos minha relação com Itachi ficou insuportável, sentia nojo quando ele tentava me tocar, dormíamos em quarto separado, ele me contou que transou com Sasori quando eu estava no final da minha gravidez e depois nos primeiros meses que Hiroki nasceu e depois disso ele se afastou do ruivo, mas o outro não aceitou a situação e naquele dia que os encontrei juntos Sasori o havia agarrado. Não me interessava toda aquela explicação, ele me traiu no momento onde mais precisei que ele demonstrasse seu amor e, ao invés, de entender que eu precisava de uns dias ele foi se divertir com outro, não importa se ele é homem eu também sou e nem por isso procurei outro alguém.

Minha situação com Sasuke não estava nada boa o evitava ao máximo não queria ouvir o que ele iria me dizer, estava me sentindo um idiota por achar que ele sentia o mesmo que eu, então o melhor seria fugir dele o quando eu pudesse.

Quando Hiroki estava prestes há completar três anos eu pedi o divórcio não podia mais esperar, Itachi negou veemente dizendo que me amava e o pior que aquilo era verdade eu podia ver eu seus olhos, mas eu não confiava mais nele eu não o amava, eu amava outra pessoa desde a primeira vez que o vi só que tentei me enganar de todas as maneiras.

Embora Itachi não tenha me dado o divórcio sai de casa e levei Hiroki comigo ele tentou me impedir, mas acabou sendo convencido por Sasuke que havia chegado e me encontrou de malas prontas, eu apenas o encarei e segui para a saída com Hiroki no colo enquanto o motorista levava minhas malas.

Segui para a casa de meus pais e contei toda a verdade, Minato ficou furioso, eu sequer o impedi de ligar para Fugaku estava cansado e segui para o meu antigo quarto, Hiroki dormia na cama da minha mãe, assim que cheguei ao quarto me joguei na cama e fechei meus olhos, logo meu celular tocou, imaginei ser Itachi, mas quando o apanhei e vi o nome de Sasuke no visor meu coração disparou, ponderei se atendia e no fim acabei cedendo e o atendi.

Seu tom de voz era uma mistura de medo e desejo e eu fiquei extremamente feliz por ele ter me ligado, naquele telefonema ele disse que também sentia algo por mim e que agora que eu havia abandonado Itachi ele queria uma chance, respirei aliviado não era coisa da minha cabeça, havia sentimentos de ambas as partes e da minha era amor, um amor que havia ficado guardado há tanto tempo.

Encerrei a ligação e desci as escadas correndo encontrando-o em frente à casa dos meus pais encostado-se a seu carro, corri até ele e o beijei, e na hora que eu o beijei foi melhor do que eu imaginei, se eu soubesse tinha feito antes, afinal, no fundo sempre fomos bons amantes.

Aquele foi o primeiro de muitos beijos, Itachi não aceitou nossa relação nem ele e nem Ino, noiva de Sasuke, mas isso não me importava finalmente havia descoberto o que era o amor, um amor diferente do que sentia por meu filho.

Até hoje me questiono sobre a traição de Itachi, se ele realmente me amava como dizia por que me traiu? Se o sentimento que ele dizia sentir por mim é o mesmo que hoje sinto por Sasuke não teria como ele ter feito aquilo, talvez, ele nunca tenha me amado verdadeiramente, afinal, nosso casamento foi mais um contrato entre empresas. Com Sasuke é diferente estou me casando por amor, sinto meu coração se alegrar toda vez que estou com ele, uma felicidade sem explicação que jamais senti e quem diria que essa pessoa, a quem tanto amo e que me proporciona diversas sensações, seria o meu próprio cunhado, Uchiha Sasuke.

 




3. November 2018 22:41:08 0 Bericht Einbetten 3
Das Ende

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~