Poção do Amor Follow einer Story

ritagomez Rita Gomez

Sinto sua respiração a centímetros do meu rosto e, no momento seguinte, seus lábios são colados aos meus, ternamente. Meu estômago se contrai com o ato e todas as outras reações esperadas aparecem, como uma poção do amor: uma mistura alquímica poderosa e completamente inquebrável.


Fan-Fiction Anime/Manga Alles öffentlich. © A imagem da capa não me pertence, mas a história sim

#sasunaru #sasuke #naruto #naruto-sasuke #au #fluffy #shounen-ai
Kurzgeschichte
16
5275 ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Amar é sublime




Eu sei que estava agindo como um mero bobo apaixonada naquele momento, prova disso era o sorriso idiota presente em meu rosto que aumentava gradativamente. Tão patético!


Se há algum tempo alguém me perguntasse o que eu era o amor, talvez, tendo em vista minha absoluta falta de experiência com tal sentimento, eu responderia simplesmente que o amor era apenas algo contraditório e completamente ultrapassado. Tolice!


O Naruto do passado era completamente ingênuo e ainda não havia experimentado o doce e característico sabor do tão falado amor. No entanto, as coisas mudaram drasticamente. E, no instante em que meus olhos encontraram os de Sasuke Uchiha, tudo sofreu uma grande transformação. Fora ali que um mundo inteiramente novo surgiu diante de mim.


De maneira clichê e, sem dúvidas, radicalmente irreversível, minhas mãos sempre suavam quando ele se aproximava, borboletas esvoaçavam em meu estômago e minha mente virava um caos preenchido de divagações.


Então, hoje posso afirmar, sem medo, que o amor é mais complexo do que eu pensava. Seu surgimento, muitas vezes é comparado a um comichãozinho que começa no peito e se espalha por seu corpo todo, contaminando cada celular do seu ser, não como uma doença incurável, e sim como um antídoto para a solidão. O amor é uma injeção de adrenalina!


Amar alguém é jogar-se de um precipício sem fim. É passear de mãos dadas à luz do luar, e suspirar profundamente apenas ao ouvir o suave canto dos pássaros.


Amar é respirar um ar que poucos respiram e encantar-se com o singelo esboçar de um sorriso único e insubstituível. É olhar para o mundo de maneira diferente, fantasiosa.


Amar é usar metáforas... Antíteses... Exageros para expressar o que realmente se sente. É sorrir para aquela pessoa que faz dos seus dias pura magia, e abraçar um sentimento que, segundo muitos, é passageiro, mas que para você é algo que se transforma diariamente, sofrendo metamorfose constante, multiplicando-se a cada nano segundo.


Amar é inevitável... É intenso... É exagerado... Descomedido... É unicamente uma troca mútua.


— Amar é sublime! — falo encarando a TV a minha frente, alargando ainda mais o meu sorriso, não pela reprise que passa, mas pela companhia ao meu lado, que me abraça de maneira protetora, reivindicando-me, misturando seu calor ao meu de maneira inteiramente intrínseca.


— Disse alguma coisa? — Ouço a voz levemente rouca de Sasuke, em forma de sussurro, próximo meu ouvido. Seu hálito faz com que os pelos da minha nuca se arrepiarem levemente e suspiro exultante com aquela sensação gostosa, única.


Viro em sua direção e olho diretamente em seus olhos.


— Eu amo você! — falo repentinamente. Um segundo depois sinto o meu rosto esquentar. Mordo o lábio inferior ao vê-lo arregalar um pouco os olhos com a minha revelação abrupta, mas logo depois observo o sorriso que é adornado em seus lábios.


E ele ri. Sua risada deixando-me ainda mais nervoso, ao mesmo tempo em que provoca uma sensação reconfortante em meu peito. Fecho os olhos apreciando o som em puro deleite. Realmente um tolo bobamente apaixonado!


Sinto sua respiração a centímetros do meu rosto e, no momento seguinte, seus lábios são colados aos meus, ternamente. Meu estômago se contrai com o ato, e todas as outras reações já esperadas aparecem... como uma poção do amor: uma mistura alquímica poderosa e completamente inquebrável.


— Eu também te amo! — ouço-o dizer ao separar minimamente sua boca da minha. Permaneço de olhos fechados absorvendo suas palavras, e sorrio contidamente apaixonado, enquanto por dentro sinto um caos preencher-me totalmente.


Amar é um privilégio, deixar-se amar, uma dadiva! Penso poeticamente, e um instante depois nossos lábios voltam ao encaixe perfeito, e apenas aproveito o sabor doce do seu beijo.


19. Juni 2018 13:42:53 0 Bericht Einbetten 5
Das Ende

Über den Autor

Rita Gomez Apenas uma ficwriter perdida na imensidão de palavras e sentimentos que me consomem ...

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~