ainda bem Follow einer Story

inuzukadogstyle1524670866 Ráilla G. Neji Inuzuka

Kakashi corria, por ela e por sua própria sanidade mental. Sentir aquele tipo de ciúme era mais do que bobo, com certeza... Naruto, seu universo e personagens pertencem ao KISHIMOTO. Essa one é corrida, é um presente para meu Love @Leilinha. E vou continuar fazendo essas pq sim, pq é muito amor ❤ Boa leitura, espero que goste Vidinha! Música: Ainda Bem, Vanessa da Mata.



Fan-Fiction Anime/Manga Nicht für Kinder unter 13 Jahren.

#songfic #naruto #kakashi #KakaRin #rin #gai
Kurzgeschichte
1
5005 ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

oneshot

Ainda bem 

Que você vive comigo 

Porque senão 

Como seria esta vida? 

Sei lá, sei lá 

Kakashi praticamente corria pela Academia. A máscara teimava em escorregar, culpa do suor, mas ele a mantinha segura com uma mão, enquanto a outra segurava firmemente o embrulho. 

Se não fosse Gai... Provavelmente não o teria conseguido. Precisava agradecer ao melhor amigo (tentar agradecer, na verdade, pois Gai só queria disputas). Que horas seriam? Já teria passado a meia-noite?

Invadiu a sala de aula, como se o mundo ruísse.

— Rin! Rin, oi! 

— Ainda lembra de mim, entendo. E seu ciúme?

— Rin, não precisa dormir aqui só por brigarmos. 

O embrulho ia bem escondido atrás das costas, e Kakashi se aproximava.

— Você sentiu ciúme de um morto... Não, não um morto qualquer. O Obito. Nosso melhor amigo! Vou dormir sozinha hoje. Nem pra casa eu volto, e boa sorte com a minha mãe! 

Rin estava furiosa. Era como acalmar um gato: a qualquer momento alguém se arranharia.

— É que... Hoje... Você preferiu visitar o túmulo dele, então...

— Não importa! Era nosso melhor amigo, Kakashi. 

Dessa vez ela parecia calma. Se aproximou com um abraço quente.

Nos dias frios em que nós estamos juntos 

Nos abraçamos sob o nosso conforto 

De amar, de amar 

Se há dores, tudo fica mais fácil 

Seu rosto silencia e faz parar 

As flores que me manda são fato 

Do nosso cuidado e entrega 

Meus beijos sem os seus, não daria

Os dias chegariam sem paixão 

Meu corpo sem o seu, uma parte 

Seria o acaso e não sorte 

Eles se apertaram, o carinho transmitia o conforto de que ambos precisavam. Vendo de longe ninguém acreditaria que tinham menos que quinze anos... E já ali, Rin o mudou tanto, que Kakashi simplesmente não sabia explicar. Não poderiam, e os dois sabiam, simplesmente não poderiam passar por aquilo tudo se não estivessem juntos. Eram o apoio um do outro.

Se há dores, tudo fica mais fácil 

Seu rosto silencia e faz parar 

Kakashi soltou a namorada por alguns instantes, quando os braços dela esbarraram no embrulho.

— White Day... 

Ele explicou, entregando a ela. E enquanto isso, abaixou a máscara. Rin contava nos dedos as vezes em que Kakashi mostrava o rosto.

Viu o chocolate, e sabia que adoraria, mas o que chamou a atenção dela foi que embaixo do papel laminado de chocolate, estava um porta retrato. A mesma foto que todos tinham, mas aquela moldura... Tinha toda a certeza que aquela era a moldura do antigo retrato de Obito (aquilo eram marcas de beijo?), podia ver as manchas causadas pelo jeito desastrado do amigo.

Ex—amigo. 

Mas Rin conseguiu não chorar. E, olhando o rosto do namorado, o abraçou de novo. O agradecimento era mudo.

Não precisavam de palavras, os gestos falavam por si.

Kakashi a beijou na testa, e ele também queria chorar. Deus sabia o quanto doía a perda de Obito e a constante desconfiança de não ser o suficiente pra Rin, mas... O beijo que ela o deu foi a confirmação de que Rin faria um chocolate pra ele em retribuição. 

17. Juni 2018 22:33:22 1 Bericht Einbetten 2
Das Ende

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
~