Extremamente Irritante Follow einer Story

naylonf Isaiana Lopes

Sasuke Uchiha pensava que finalmente havia se livrado do Dobe irritante, após finalizar a faculdade de medicina e aparentemente tinha sido aceito em uma das vargas do Hospital Intencional mais concorridas pelos estudantes de medicina. Mas um loiro extremamente irritante acabar mudando totalmente os seus planos.


Fan-Fiction Anime/Manga Nicht für Kinder unter 13 Jahren.

#sasunaru #yaoi #narusasu
Kurzgeschichte
2
4.7k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Capítulo Único

Eu estava seriamente planejando abrir aquela carta e que por sorte estivesse escrito que eu fui aceito, para enfim completar uma parte do meu sonho de infância que era ser um grande médico internacional e de grande sucesso. Porém o que eu não contava e nem esperava, era que meu sonho mudasse completamente. Eu poderia negar para todos, mas não conseguiria negar para mim mesmo. O fato que eu tinha trocado de sonho e que um loiro irritante fazia parte desse sonho novo, o qual se elevava dentro de mim. Criando uma raiz de esperança.


 Medo era um sentimento constante, medo de não consegui me conter perante as suas risadas contagiantes, das suas provocações ou dos seus toques inocentes que me arrepiava até a alma, mas como uma chama que me acendia completamente.


 Quando finalizamos a faculdade, foi quando eu pude compreender os meus sentimentos e o que eu sentia pelo Uzumaki, eu estava apaixonado. Apaixonado por suas ações, quando ele perdia no jogo contra mim e emburrava o rosto querendo revanche, apaixonado pelo seu medo bobo por filmes de terro, o qual me abraça por de baixos das cobertas para tenta escapa um pouco do suspense que sempre rodava nos filmes. É talvez, eu só queira fugir dessas emoções e dos ciúmes que me dominava ao reparar que ele dava atenção para algumas garotas, mas quem estava carente pela sua atenção era eu e sempre fui eu, que tentava inutilmente mandar o coração para de bater forte quando o Uzumaki se aproximava além da conta, e que eu podia sentir o seu perfume, que eu tinha lhe dado no seu aniversario de 17 anos. Um aroma de limão misturando com seu aroma natural, o perfume perfeito.


 Era domingo de noite, o céu estava escuro, sem nenhuma estrela e dava para escutar algumas trovoadas, mesmo que distantes. Eu estava sentado naquele sofá, estava enrolado com um coberto quente e com um pote de pipocas entre minhas pernas. Na TV passava um filme de comédia, que eu não estava prestando atenção em nada que o protagonista dizia. O brilho que vinha da tela clareava o ambiente escuro e iluminava o rosto pálido do Sasuke.


 O Uchiha estava com os pensamentos distantes, a sua carta do hospital havia chegando e junto com a resposta o qual poderia ter sido aceito ou não. Estava entregues a sua mão no começo daquela semana não tivera coragem de abrir. Não estava com coragem de enxerga que o Naruto não aceitaria seus sentimentos, não queria aceitar que era hora de colocar o ponto final naquele amor não correspondido. Não queria admitir que sentirá muitas saudades do garoto mais irritante que tivera a chance de conhecer e de se apaixonar pelo simples sorrido do de pele bronzeada, pelos cabelos loiros da cor do girassol e dos olhos azuis. Que parecia um abismo sem fim.


  Um som alto da campainha daquele grande apartamento retirou o Uchiha dos devaneios, o qual levantou a contragosto do seu lugar quentinho, encostou os seus pés quentes no chão gelando, sentido a frieza contra a sola dos pés e causando um leve arrepio. Praguejou baixinho.


 — A pessoa não pode nem ficar na bad/sad em paz... — Sasuke suspirar e destranca a porta da entrada, e um aroma muito bem conhecido por si invadir a sua mente. Fazendo o abrir a porta com os olhos arregalados, ao dar de cara com o loiro irritante completamente encharcado, o qual o moreno nem tinha percebido que chovia. O Naruto estava com um sorriso enorme de alivio estampado em seu rosto. — Seu... Idiota! — O Uchiha puxou o loiro pelo braço e saiu o arrastando até o seu pequeno quarto. Empurrando o loiro contra a cama e sem ligar para o fato que iria molhar o seu lenço todo, pelas gotas de água que escorria no seu corpo bronzeado. A sua única preocupação era dar algo para o loiro se enxugar, por que seria bem capaz dele pegar um resfriado.


 O moreno adentrou o banheiro rapidamente e saiu com uma toalha branca nas mãos. Se aproximando do loiro sentado, que prendia o riso com a cara de preocupação que o Uchiha mostrava para si, era até fofo. – O loiro pensou ao sentir o peso das mãos do moreno contra o seus cabelos.


 — Por um momento pensei que já tinha partido, Teme... — Naruto disse em um tom baixo, mas se o Sasuke não estivesse perto nem escutaria. O Uchiha o encarar confuso e tirar a toalha da cabeça do loiro, a encostando em seus ombros. 


 — Partido para onde, Dobe? — Sasuke questionar confuso, atraído à atenção do Uzumaki para si.


 — Como para onde, Teme?! — Naruto pergunta afirmando e agarrar as mãos pequenas do moreno as apertando em seguida. As safiras azuis focadas nas ônix do moreno — Para seu sonho! — O Uzumaki afirma novamente e controla o seu impulso de tentar abraça o Uchiha, ele sabia que o Sasuke nunca foi alguém que gostasse de muitos afetos.


— Ahh, sobre isso... Eu..— Sasuke é interrompido por um par de braços bronzeado, arrodeando a sua cintura e o puxando contra si, acabando sentando no colo do Uzumaki. As maças do rosto do moreno estavam totalmente vermelhas. O loiro se escondia na curva do pescoço do moreno e acabou não percebendo o constrangimento do Sasuke.


— Não me diga... Eu... Droga, Sasuke! — Naruto aperta mais ainda o corpo do moreno, seu coração batendo fortemente no peito como se fosse sair pela boca, sentia o corpo do moreno quente e colado ao seu. Acalmando o desespero aos poucos do loiro, mas o que o loiro não tinha notado era que o moreno estava passado pela mesma situação. Pelo mesmo nervosismo, as mãos suadas e principalmente o coração aceleirado. — Eu te amo Teme! — O loiro sussurrou na orelha direita do Uchiha, como se contasse um segredo que há muito tempo estava guardado.


Sasuke sem perceber estava sorrindo, esses era um dos motivos que fizeram o Uchiha se apaixonar pelo Uzumaki, o fato que o loiro tinha o poder de fazer o Uchiha rir em momentos que não poderia. Correspondeu o abraço do seu amado e bagunçou alguns fios da cabeleira loira, chamativa. Seu coração estava completamente aquecido e completo, ele sentia o mesmo por mim. — O Uchiha pensou com um sorriso bobo.


— Naruto...? — O moreno tentou se desfazer do abraço apertando, mas só fez o Uzumaki o aperta ainda mais contra si. — Pode me solta, eu não vou fugir! — Tentou novamente e os braços em volta da sua cintura se soltaram devagar, o loiro abaixou a cabeça pensando na besteira que tinha feito, estava claro como água que o Uchiha não sentia nada por si. — Olha pra mim, Dobe... — O loiro o fito com os olhos marejados, estava decidindo deixa o moreno partir pra qualquer lugar que quisesse. — Preste bastante atenção... — O Uzumaki acenou positivamente para o Uchiha. — Eu te amo Dobe, tanto que ira chegar uma hora que poderia explode com tantas emoções guardadas.


E naquele momento, eles se beijaram pela primeira vez e foi mágico. Como se estivessem nascidos para se encaixa, igual aos quebra-cabeças. Amaram-se como loucos e se beijaram com fogo, os sentimentos misturados, as respirações ofegantes.


O Uchiha não ligou para as roupas molhadas ou pelo seu piso encharcado da água da chuva, finalmente tinha alguém para chama de seu, finalmente tinha alcançado um dos seus sonhos. Que era ter o Naruto ao seu lado, completando a sua metade e naquela noite de domingo o moreno chorou de alegria, gritou de prazer e amou como nunca tinha amado alguém ao longo da sua vida, sabia que o loiro também tinha seus sonhos e estaria muito feliz por completa-los ao seu lado, da sua pessoa amada.


E quando o sono estava quase os pegados, uma pergunta rodeou a mente do Uchiha que tratou de fazer.


— Dobe quem te falou sobre a carta? — Sasuke se aconchegou no peito bronzeado do loiro, que sorriu ao ser lembrar o motivo de cria forças para se declarar para o Uchiha.


— A dona Mikoto! — Sasuke correspondeu ao sorriso do loiro, claro tinha que ter o dedo da Senhorita Mikoto no meio.


— Saiba que você não ira se safar  de mim tão cerdo, viu, Dobe! — O Uchiha sorriso sádico fazendo com que o loiro sentisse o arrepio na espinha. — Você ira enxugar o chão todinho, e não adianta me olhar com essa cara de cachorro abandonado, seu loiro irritante que eu amo tanto.

— Teme, as vezes a sua bipolaridade me assustar — Naruto diz se esquivando de um travesseiro e dando língua para o moreno, saindo correndo logo depois do quarto do Uchiha. — EU TAMBÉM TE AMO, MEU MORENO! — Grita, imaginando o Uchiha corado, tentando esconder o rosto no lençol.

18. Mai 2018 12:48:00 0 Bericht Einbetten 1
Das Ende

Über den Autor

Isaiana Lopes Sou muito foda, (sqn). A minha mente é um pouco doida então vai ter muitas hitorias diferentes e um pouco retardadas. Sou morena e tenho olhos castanho escuros e se quiser conversa comigo estarei sempre disponível =-= Eu sou baixinha, então meça as palavras comigo?! 🔪 Zueira, pode vir quente que eu estou fervendo 😂😂😂

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~

Verwandte Stories