same new love Follow einer Story

inuzukadogstyle1524670866 Ráilla G. Neji Inuzuka

Naruto odiava ter perdido tanto tempo alimentando algo por Sakura que não era correspondido, mas estava feliz pela amizade que tinha com ela (tirando os murros era muito bom), e estava sempre por perto, pra Sasuke e Sakura. Sempre foi assim. Ele achava que sempre seria, só eles dois. Mas... (Música: Velha Infância - Os Tribalistas)



Fan-Fiction Anime/Manga Nicht für Kinder unter 13 Jahren.

#romance #songfic #naruto #naruhina #fluffy
Kurzgeschichte
10
4.9k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

oneshot

Você é assim

Um sonho pra mim

E quando eu não te vejo

Eu penso em você

Desde o amanhecer

Até quando eu me deito

Naruto olhou para a menina – não, mulher – deitada sobre ele na cama. Ela já estava acordada, tocando o tórax do marido, e sorriu.

—Bom dia, minha linda. –ela o abraçou.

—Bom dia, amor.

Nunca, nem em mil anos, Hinata imaginaria que aquilo poderia ser real. Não passava de sonhos.

Depois da guerra, depois de Neji – a mulher mudou rapidamente o pensamento, antes de ficar triste – eles estavam muito próximos, mas Hinata ainda achava que Naruto amava Sakura.

Mesmo assim, ele havia chamado ela pra sair. De primeira Hinata não acreditou que era um encontro, fora que pensou que poderia estar sendo uma segunda opção. Mas, ela conhecia o loiro. Todos conheciam o herói.

Naruto nunca faria algo desse tipo.

E ele estava realmente apaixonado. Uzumaki simplesmente acordou e percebeu que não podia correr o risco de não ter a Hyuuga só pra si. Sentia ciúmes, aquilo não podia ser apenas amizade, não era apenas a relação que construíram após os conflitos.

Não... Na verdade não foi tão simples, tão de repente. Todo o amor que sentiam um pelo outro fora lentamente construído. Desde quando Naruto a apoiou, no exame chuunin, desde quando ele sentiu raiva ao achar que Kiba sentia algo por ela.

Simplesmente não podia ficar longe de Hinata, e ela sentia o mesmo.

Naruto odiava ter perdido tanto tempo alimentando algo por Sakura que não era correspondido, mas estava feliz pela amizade que tinha com ela (tirando os murros era muito bom), e estava sempre por perto, pra Sasuke e Sakura. Sempre foi assim. Ele achava que sempre seria, só eles dois. Mas...

—Hinata, tá se escondendo de mim?

A morena olhou pra ele, com um sorriso pequeno.

—Talvez eu esteja.

—Mas você tá se escondendo de mim em mim?

Ela riu ao ouvir a risada dele.

—Só estava lembrando o nosso primeiro encontro.

—Ah! –Naruto sorriu, orgulhoso, pois nunca ninguém conseguiria superá-lo no quesito primeiro encontro. Quem diria, não é? O Naruto idiota fora romântico, mais do que o imaginado.

Ouviram batidas na porta, o que cortou o romance do começo do dia.
Naruto levantou, não deixaria sua recém-esposa ser vista daquele jeito, tão cedo.

−Sakura?

−Bom dia, Naruto!

−O que faz aqui? É muito cedo pra estar tão animada. –Naruto reclamou. Ele não sabia, mas Hinata, sem querer, ouvia cada palavra.

−Você não está animado? –o loiro revirou os olhos. Não, ele não estava animado, seu bom dia com Hinata fora interrompido!

—Sei que está aqui por algum motivo.

—Eu vou fazer o aniversário do Sasuke! Você vai, né? Sei que não vai ajudar, mas-

—Se eu ajudar posso voltar a dormir?

—Quando você quiser! Quer dizer, na hora da festa não. Definitivamente não.

—Ok. Onde vamos nos encontrar?

—Minha casa. Apareça lá. Os outros vão estar lá também. Ah, e a Hinata também. Por que todos sabem que você não sabe ajudar, então ela é quem vai ser útil.

Ela saiu, apressada, no caminho da casa de Kiba. Naruto voltou pro quarto depois de fechar a porta, antes que Shikamaru aparecesse chamando-o pra ser o Hokage.

—Ouviu, querida? –Naruto deitou-se ao lado da morena. –temos algo pra fazer, mais tarde.

—Você não está animado, Naruto? –ela perguntou, com a voz suave e tímida.

—Como?

—Você não... Deixa pra lá. –Hinata se levantou, deu um beijo rápido no esposo e seguiu para o banheiro. Naruto ainda não tinha entendido nada.

O dia passou, e Naruto só queria voltar pra casa. Não aguentava mais ficar sentado preenchendo papéis, seus dedos doíam! E estava com tanta saudade de Hinata!
Por falar nela, a esposa estava bem estranha. Não se despediu dele, além do bom dia interrompido que tiveram.

Mesmo assim, no final de tudo, ele prometera a Sakura que ajudaria. Então, quando terminou, foi para a casa da amiga. Esperava que alguém tivesse avisado a esposa, então ele a veria rapidinho.

—Cadê a Hinata? –perguntou assim que entrou, e Sakura estava furiosa.

—Venha me ajudar! –ela reclamou. O loiro andou até a amiga, encontrando ela na cozinha. Ino, Sai, Temari e os outros andavam a toda pela casa, cada um fazendo alguma coisa, e todos mantendo Chouji longe da cozinha. Sakura estava enlouquecida enquanto cozinhava. –onde está Hinata? Você só sabe fazer rámen!

—Acabei de perguntar!

—Bom, ela não está aqui, é óbvio! Venha me ajudar, Naruto! Corte esses tomates!

Ele olhou bem pra Sakura, até que Sai entrou pela cozinha.

—Eu sei cozinhar.

E ele foi ajudá-la. Sakura voltou a ignorar Naruto.

O loiro suspirou. Precisava saber sobre sua esposa, mesmo tendo dado a palavra de que estaria ajudando os amigos, então fez o que fazia de melhor. Deixou um clone no seu lugar e correu de volta pra casa.

—Hinata?

A morena estava encolhida no sofá da sala, e Naruto foi sentar-se ao lado dela.

—O que aconteceu? Por que está assim? Lembrou do Neji? –ela negou, sem falar nada. –e o que foi?

—Só estou pensando. –o queixo dela tremeu, e Naruto abraçou a esposa.

—No quê?

—Você.

—Minha linda, por favor, o que aconteceu?

Hinata levantou os olhos pro teto, respirou fundo e se preparou.

—Você é feliz comigo?

Eu gosto de você

E gosto de ficar com você

Meu riso é tão feliz contigo

O meu melhor amigo

É o meu amor

E a gente canta

E a gente dança

E a gente não se cansa

De ser criança

A gente brinca

Na nossa velha infância

—Que pergunta boba, amor. É claro que sou feliz com você.

—Certeza? Não prefere a Sakura?

—Casei com você, não com a Sakura.

—É, mas ela estava com o Sasuke, e...

—Hinata, pare. Eu amo você. Já amei, sim, a Sakura, mas isso foi uma fase. Não nego que teve partes boas, mas eu prefiro estar com você. Não temos apenas partes boas, temos uma vida inteira pela frente!

Ele abraçou Hinata com força, quando percebeu que ela chorava.

—Não sei o motivo de, de repente, pensar algo assim, mas eu amo você, Hinata. Seus olhos são meu clarão, me guiam dentro da escuridão desde que nos tornamos amigos. Seus pés me abrem o caminho e eu sigo e nunca me sinto só. E não é só pelo laço que compartilhamos quando Neji morreu, nem por eu não ter outra opção depois da Sakura, não e por nada disso. Você... Você simplesmente é assim, é um sonho pra mim, e eu ainda não sei o que fiz pra merecer te ter. Eu penso em você desde o amanhecer e até quando eu me deito, e eu amo você. Entendeu?

Hinata parou de soluçar por alguns segundos, precisava contar a Naruto o motivo de estar tão confusa todo esse tempo, o motivo de imaginar bobagens... Ah, hormônios!

—Estou grávida.

Você é assim

Um sonho pra mim

E quando eu não te vejo

Penso em você

Desde o amanhecer

Até quando eu me deito

Eu gosto de você

E gosto de ficar com você

Meu riso é tão feliz contigo

O meu melhor amigo

É o meu amor

14. Mai 2018 23:57:42 0 Bericht Einbetten 4
Das Ende

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~