Raindrops keep falling on my head Follow einer Story

ladysalieri Lady Salieri

Waverly pede aos irmãos Winchester que leve a pequena Alice a Purgatory para fazer uma surpresa a Wynonna, mas Dean será o surpreendido.


Fan-Fiction Series/Doramas/Soap Operas Alles öffentlich.

#romance #crossover #vemprocrack #310 #dean-winchester #Wynonna-Earp
Kurzgeschichte
4
4.9k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Capítulo Único


Notas iniciais: Nossa, finalmente consegui terminar minha fic, socorro! Então, ela tem esse nome porque é claramente uma referência a um filme que eu amo que se chama "Butch Cassidy e Sundance Kid"; inclusive as referências estão por toda parte. O título da fic é a mesma da música tema do filme, e de certo modo se relaciona muito com a história. Também, para entender melhor a fic, seria legal checar esse vídeo desse cena que eu tanto menciono: https://www.youtube.com/watch?v=P_5l6rIUu4A, em que Butch leva a Etta Mae, a namorada do Sundance para um passeio de bicicleta. 


E queria agradecer muito a Yuna Ackerman porque ela que fez a capa diva que ilustra essa one e essa fic saiu por causa dela mesmo. Um beijo, sua linda.


Ainda não revisei, gente, não vou dar conta hoje, mas amanhã com a cabecinha mais fria, reviso de coração.

Desde já, boa leitura, suas lindezas.

***************************



Dean, entocado com Wynonna atrás daquela pedra, fugindo de uma horda de retornados, vivia a última cena de Butch Cassidy e Sundance Kid: os dois amigos cercados pelo exército boliviano, Butch ferido e fazendo planos de assalto com Sundance... Mas seu Butch era uma mulher e resmungava não por um ferimento à bala, mas dizia à pequena a quem abraçava que tudo ficaria bem, que ela não deixaria que nada lhe passasse... E ele era quem queria dizer isso, que as protegeria, estava ali para isso, afinal, Sundance era o gatilho mais rápido do oeste. Mas, a quem queria enganar? Na realidade, Butch era ele próprio, o falastrão, o exibido; enquanto Sundance era quem, de fato, agia taciturno...

"Raindrops keep falling on my head"... A brisa trouxe-lhe à mente, junto com a cena do filme que mais odiava, mas que fazia muito sentido ali, especialmente se a figura do Sundance ao seu lado se desvanecesse e se transformasse em Etta Mae, e se ele, Butch, roubasse-a naquela manhã e a levasse a passear de bicicleta... Ah, nem sonhando, o que acontecera no bar na noite anterior nem de perto significou nada pra ela que tinha problemas muito maiores.


****************


— Dean, precisava disso tudo? — Sam disse caminhando por Purgatory com a pequena Alice no colo, vendo a pompa do irmão que desfilava pelo lugar usando uma fantasia completa de caubói.


— Eu estou me misturando, Sam. E não é todo dia que eu posso me misturar na cidade onde viveu Wyatt Earp.


Os dois irmãos foram parar ali porque Waverly queria fazer uma surpresa para a irmã. Buscando na rede, leu tudo o que podia sobre os irmãos Winchester, e eles pareciam as pessoas adequadas para propiciar uma visita de Alice, quem iria completar um ano por aqueles dias. Tinha tudo planejado e, com a escolta dos Winchester, o risco parecia mínimo.


A verdade é que não estava mais aguentando ver a angústia da irmã, ainda mais com a proximidade do aniversário da filha. Wynnona parecia mais durona do que nunca, mas Waverly sabia o que isso escondia... E estava cada dia mais evidente.


Waverly encontrou-os no lugar combinado, abraçou a sobrinha muito apertado, ela parecia uma boa menina, tranquila, diferente da irmã. Em seguida, levou os irmãos para a casa de Nicole, onde ficariam hospedados. Sam e Dean desenharam runas por todo o lugar, para apagar a presença da menina, pois já foram alertados de todos os riscos.


Ela pediu que os Winchester não saíssem de casa, até ela encontrar a irmã e levá-la para a casa de sua namorada, porém, assim que ela saiu, Dean avisou a Sam que cuidasse de tudo, porque ele iria conhecer Purgatory.


E realmente estava entusiasmado. Fã de carteirinha de Wyatt Earp e de todo aquele ambiente, não hesitou em aceitar o convite de Waverly, mesmo com o caos em que encontrava sua vida com sua mãe presa em outra dimensão. Mas o trabalho continua, e nem sempre ele é empolgante como essas oportunidades de visitar esse lugares. Que aproveitasse, um dia de cada vez.


O primeiro lugar onde ir: ao Shorty's. É claro que visitaria o lugar onde Wyatt Earp costumava passar as noites. O bar estava vazio. Dean caminhou pelo local e se aproximou do balcão. Viu uma sombra de uns pés no chão e, em um reflexo, pulou para dentro, pensando ser alguém desmaiado ou ferido. Mas encontrou uma mulher morena com uma garrafa de rum em uma das mãos, e na outra uma arma apontando direto para sua cabeça.


Ele levantou as mãos:


— Pensei que estava ferida.


— Você não é um retornado.


— Nope — ele disse, e ela achou estranho que o fizesse tão naturalmente, mas voltou a arma no coldre e voltou a beber direto da garrafa.


Dean ia dizer algo, mas ambos escutaram a porta se abrir e ela se encostou como podia debaixo do balcão, pedindo para que ele fizesse o mesmo.


— Wynonna! — A voz era conhecida de ambos.


Mas ela, ao lado dele, fez que não com a cabeça, como se não fosse a própria.


Waverly, depois de andar pelo bar e não se dar com a irmã, saiu.


— Aquela hora eu ia dizer: bela arma.


— Legado de família. A sua também não perde muito, não.


Ela apontou para a Colt que estava na cintura dele. Em seguida ofereceu-lhe a garrafa:


— Eu não sei o que você está fazendo aqui, mas já que está aqui...


Dean tomou a garrafa das mãos dela e virou vários goles.


Depois de um tempo, ambos bêbados, falavam da infância maluca, cada um escondendo seus respectivos segredos; dos pais ausentes; das surpresas absurdas da vida; dos pesadelos e da realidade. De alguma forma, ambos pareciam os dois lados de uma mesma moeda. E aquela conversa desajeitada, os olhares atravessados, a atração inicial, a troca de confidência e a garrafa que ia e vinha, Wynonna jogou-se por cima dele e beijou-lhe, em impulso puro, para depois cair sobre ele, desmaiada.


Ele respirou fundo, os lábios forçando um sorriso vitorioso, mas sua expressão desconcertada de tê-la daquele jeito, então decidiu levá-la para onde estava hospedado.


E para sua surpresa, ela era, sim, Wynnonna Earp. Claro que saber disso fez com que ele mal coubesse em si mesmo de entusiamo por haver beijado a descendente de Wyatt Earp.


**************


Depois disso, o efeito do álcool tornou-se mais forte, e Dean sequer soube como chegou a esconder-se tão longe com ela e a menina. Sua memória era basicamente flashes, um garoto moreninho e estúpido furou a proteção, os retornados apareceram e eles se viraram como podia. Depois, um cara cuspiu fogo e ele jurou ter visto ninguém mais ninguém menos que Doc Holliday. Bem que Waverly havia dito que Purgatory era tudo menos uma cidade normal...


**********


— Quer saber? — Dean soava bem mais bêbado do que gostaria. — Eu vou dar na cara desses demônios todos, e seja o que for. Você fica aqui com a menina...


Mas Wynonna nem sequer escutou-o. Deu um beijo na pequena e empurrou-a para cima dele, enquanto se levantava de uma vez e atirava sem dó com a pacificadora. Ela parecia feita de ferro. Seria um escudo vivo para sua filha se assim o fosse. Mas ele não ia deixar Sundance sair sozinho e do nada. Aninhou a menina como pôde e, de onde estava, deu a cobertura de que ela precisava. E tal não foi a surpresa de Wynonna em ver que a Colt era realmente útil contra os retornados, como uma arma irmã da que portava.


Com o barulho das armas de ambos, rapidamente o reforço chegou. Nem Doc nem o cuspidor de fogo eram alucinações, ambos lutavam ao lado de Wynonna como seus guardiães. E assim o eram realmente.


***********


Quando tudo acabou, todos voltaram para a casa de Nicole e conseguiram deixar Alice e sua mãe a sós. A menina, que praticamente não chorara nem entrara em pânico durante o ataque, mostrava que não era diferente da mãe, muito pelo contrário, ela parecia saber o que de fato a esperava num futuro não muito distante. Quando cada um subiu para seu quarto, Wynonna ficou ninando o sono da sua pequena por toda a noite. Ela sabia que, como mãe, era isso que faria por toda sua vida desde que Alice nascera.


E, Dean, no quarto, só sabia gabar-se para o irmão a respeito do fato de que ele tinha pegado Wynonna no bar, mas a verdade é que nem ele mesmo sabia se aquilo acontecera ou se fora uma vontade descabida regrada a álcool. Mas sonhou com ele roubando Wynonna de Doc uma manhã ensolarada e levava-a para passear de bicicleta pelo campo. 


2. Mai 2018 04:05:33 6 Bericht Einbetten 2
Das Ende

Über den Autor

Lady Salieri Alguém que gosta de escrever mais do que de qualquer coisa na vida.

Kommentiere etwas

Post!
Camy <3 Camy <3
Ooooie! <3 <3 <3 Bom, não é mistério que eu adoro tudo o que tu escreve e preciso dizer que não esperava por este crossover. Eu amo supernatural E TU TÁ ACOMPANHANDO, MEU DEUS, ME ABRAÇA! Sério, eu amo supernatural com toda a minha alma e tô muito feliz por você ter escrito sobre este fandom, porque é um dos meus preferidos. Eu tô morrendo de vontade de assistir Wynonna Earp agora. Eu não sabia nada de contexto, então fui ler uns resumos na internet pra entender o universo que você ia misturar com supernatural e fez muito sentido, porque os dois lidam com o sobrenatural. Ah, eu amo meu Dean se "misturando com os nativos", sério! Eu amo muito mesmo, POSKAPDKPSD. Eu só senti que ficou muito superficial, sabe? Você não chegou a se aprofundar nos relacionamentos dos personagens ou mesmo na história e na luta. Foi tudo muito rápido, eu não tive nem tempo de ficar com um frio na barriga quando eles se meteram com os retornados (inclusive, eu preciso assistir à série pra poder entender direitinho o que eles são!). O bebezinho de um ano abre tantas ideias pro plot! Senti falta do Sam e mesmo do Dean, porque a fanfic é bem curta. Mas a sua escrita está divina, como sempre! Você tem um domínio tão intenso da gramática da língua que eu só consigo ler e babar, PASODPASPO. Mas obrigada mesmo por participar do desafio e por me deixar tão cheia de vontade de assistir à série! Eu ainda vou te culpar por isso depois u-u. Mas obrigada mesmo por escrever. Ah, eu não conheço o filme ao qual você fez referência, mas assisti ao vídeo que você colocou aqui e morri de rir dos dois fugindo da vaca, pKSOPDA. O filme está na minha listinha também u-u. Um beijo no seu coração <3
10. Mai 2018 17:32:32

  • Lady Salieri Lady Salieri
    Oi, sua linda! Fiquei muito feliz com seu comentário e estou de acordo com tudo o que você falou. Na verdade, estou bem orgulhosa do seu comentário, porque você conseguiu ler minha história com cuidado e ver as partes positivas e negativas dela, o que é dever de um bom beta e de um bom jurado de concurso <3. Bom, minha ideia na época que pensei no plot era escrever uma fic de 4 capítulos, mas depois vi que o concurso era de one ahahah, aí minha vida virou uma loucura e fui escrever 23h50 do último dia XD. Então, verdade seja dita, a história mostra minha "preguiça" em desenvolver as deixas que você mesma menciona. Mas, enfim, acontece... De todos os modos, valeu mesmo, minha querida, pela leitura cuidadosa e pelo comentário tão abrangente =). Um bjo grande e parabéns pra vc e pra Alice em comentar em todas as histórias <3. 11. Mai 2018 18:51:32
Megan W. Logan Megan W. Logan
Adorei esse crossover, ficou simplesmente perfeito! Muito bom mesmo! Esse Dean não tem jeito mesmo vê uma mulher bonita já ataca,kkkkkkk! Ele ficou convencido ao saber quem ela era e que tinha pego a Wynonna. Adorei! Beijos!
2. Mai 2018 19:34:55

  • Lady Salieri Lady Salieri
    Olá, pessoinha linda! Obrigada demais pela leitura e por ter gostado! Fico feliz de verdade. Eu sei que a história correu rápido demais e a progressão ficou comprometida. Mas penso em transformá-la em uma short fic e colocar pelos menos uns 4 ou 5 caps pra trabalhar melhor as ações. De todos os modos, valeu mesmo por vir aqui ler, um bjo grandão <3 11. Mai 2018 18:43:37
HikariNoHime Writer HikariNoHime Writer
Só sei de uma coisa: Dean sonhador vai ser a minha morte ♥ Espero que ele consiga levar a Nonna (nem a conheço e já cheguei com apelidos rsrsrs) pra um passeio de bicicleta e eles tenham um lindo piquenique (com a lindinha da Alice, de preferência) ♥ Não sei bem o que são os retornados (eu meio que assumi que são demônios zumbis ou algo assim XD) e nem o porque da Alice aparentemente atrair eles (tadinha, vai sofrer tanto quando crescer </3), mas eu posso dizer que amei essas cenas de ação, mesmo que curtinhas, do mesmo jeito que amei o beijo talvez não-tão-real dos dois ♥ Sinceramente? Estou orgulhosa de ter feito a capa de uma one tão linda. Obrigada ♥ Boa sorte com o desafio \o/ Beijinhos de Chocolate ♥
2. Mai 2018 13:26:53

  • Lady Salieri Lady Salieri
    Olá, sua pessoa linda e maravilhosa <3. Obrigada pela leitura da história. Quando teve o concurso, eu já tava pensando na senhora lon fic, aí vi que era um one haha, enfim, escrevi tudo atropelado. Acho que ainda minha ideia é fazer dessa one pelo menos uma short de uns 4 ou 5 caps. Quem sabe dá certo, né? De todos os modos, mais uma vez, obrigada demais, demais <3 tanto por animar de ler como pela própria capa <3. Bjooo. 11. Mai 2018 18:41:45
~