Um foguete para a Tristeza Follow einer Story

Lolaway Paola Britto

O amor se apresenta de tantas formas... Por que não pode a Tristeza amar? E por que não poderia ser amada em troca?


Fan-Fiction Karikatur Alles öffentlich.

#Bisonho #Divertidamente #O-Ursinho-Pooh #vemprocrack
Kurzgeschichte
2
6.3k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Capítulo único

Poderia a tristeza amar? O amor se apresenta de tantas formas... Talvez amar a depressão seja destrutivo, mas e amar o depressivo seria a salvação? Mas se ele amasse de volta a tristeza seria sua própria destruição?


O amor se apresenta de tantas formas... Por que não pode a Tristeza amar? E por que não poderia ser amada em troca? Um pequeno sábio disse que “um pouco de consideração, pensar um pouco nos outros faz toda a diferença” e foi por esse melancólico pensador que ela ousou se apaixonar.


A Alegria estampava seu sorriso habitual, sentada com os braços apoiados se permitindo encantar com o desenho que Riley assistia. O Ursinho Pooh. O Raiva lia seu jornal distraidamente e Nojinho fazia as unhas. A Tristeza, por sua vez, sentada em um canto, ouvia o diferente diálogo apresentado no desenho, não era animado como os outros, era lindo como Alegria fazia questão de suspirar, mas também melancólico, não podia deixar de observar.


Os amigos, no desenho, organizavam um plano que parecia muito difícil, uma festa para um dos amigos que estava com algum problema que Tristeza não prestou atenção o suficiente para entender. “Isso não vai dar certo”, ouviu uma voz agradável soar no desenho logo sendo recriminado por Alegria que achou muito pessimista o burrinho que não apoiava os amigos. Tristeza começou a prestar atenção.


A história se desenrolava e a menina azul começava a se interessar mais, pouco a pouco se aproximou da tela para acompanhar a história através dos olhos da Pequena Riley. "Fim da linha… nada a fazer… sem esperança das coisas melhorarem… parece até sábado a noite, lá em casa", o burrinho suspirou no desenho fazendo a Alegria resmungar, mas a Tristeza entendia muito bem. Ela sabia que não era falta de apoio, nem de se importar com os amigos, sabia exatamente como era ser assim, eles só eram esmagados pela realidade e toda sua melancolia, era excesso de preocupação, ela compreendia como era se sentir assim e mesmo quando só queria ajudar, ser repelido.


Tristeza se sentia só, mesmo com tantas pessoas, ninguém a compreendia, ninguém exceto aquele burrinho, ele representava facilmente todos os seus sentimentos. "incrível, nunca achei que fosse dar certo", o burrinho observou quando o plano foi concluído com êxito arrancando mais alguns resmungos de Alegria, mas Tristeza sorriu, não o mesmo sorriso das pessoas comuns, um melancólico, cheio de significados, alguns dolorosos. Se sentia compreendida, talvez pudesse ser aceita por alguém, porém esse alguém era inalcançável.


Outro episódio começara, Riley já parecia meio sonolenta, mas a Tristeza estava agora muito mais atenta. Nojinho observou certa hora ter lido sobre o Bisonho ser a representação da depressão, para alguns foi uma descoberta triste, para Tristeza era poesia, era bonito como as lágrimas que limpam a dor da alma, uma alegoria tão incompreendida, porém ao essencial. Os dois se pareciam, as meninas observaram, Tristeza e Bisonho, ela gostou de saber, ressaltou inclusive que tinham a mesma cor, apesar de Nojinho insistir que o burrinho era cinza, ela o via azulado. Podia sentir o tom de julgamento na comparação, mas elas não entendia, não podiam compreender, não eram como eles dois.


“As coisas diferentes que você faz são as coisas que definem quem você realmente é”, a frase do desenho inundou o local, de repente a menina azul percebeu que eles a aceitariam naquele mundo, talvez pudessem chegar até a... admirá-la... mesmo com seu jeito peculiar. Desejou por um momento poder se transportar para lá.


“Eu não percebi que você estava aqui” um dos personagens exclamou, “tudo bem” bisonho respondeu “ninguém nunca percebe”, aquela frase fez o coração de Tristeza doer mais do que o peso que carregava normalmente, estava acostumada a se sentir assim, mas não ele, ele não poderia, não precisava, Bisonho tinha alguém que se importava, alguém que o percebia, que sempre o notaria. Ela queria poder dizer isso a ele, mas como?


Só percebeu que já chorava quando todos a seu redor perguntavam assustados o que havia acontecido. Tristeza balbuciava sons sem sentido e em meio a pensamentos conturbados teve uma ideia. Saiu correndo deixando todos para trás, iria encontrar Bing Bong, sabia onde achar o amigo imaginário,  quase esquecido,  de Riley, ele tinha um foguete espacial mágico, e se era mágico podia levá-la a qualquer lugar.


Assim o fez, encontrou o bichinho híbrido feito de algodão doce, sua alegria excessiva era estranho para ela, mas tentou explicar de seu jeito que precisava que ele a levasse para terra do Ursinho Pooh. O amiguinho imaginário não entendeu, mas também não se negou, estava sozinho há tanto tempo, apreciaria uma companhia, mesmo que fosse da própria Tristeza.


Os dois montavam o foguete, a azul contanto melancolicamente como era o lugar para onde deveriam ir. Passou algum tempo até que Raiva e Alegria foram juntos a sua procura, os dois ficaram assustados com a descoberta que ela queria ir embora. A verde pensou por algum momento que talvez fosse melhor assim, ela buscaria alguém que se identificaria, e a Riley não precisaria de Tristeza em sua vida, afinal, quem precisava?


“Riley precisa de você”, bradou o Raiva, o mais cabeça quente, naquele momento tomou as rédeas enquanto Alegria o observava boquiaberta. Ela discursou sobre não ser possível viver sem uma dose de Tristeza, que através dela as pessoas são capazes de passear por lembranças e recordações, são capazes de serem sensíveis ao outro e a vida. Afinal, quem poderia viver sem uma dose de tristeza? Sem a capacidade de sentir dor pelo outro, sem tristeza é possível empatia? Sem sentir tristeza a alegria teria o mesmo significado? A mesma importância? Talvez ela fosse compreendida ali, mesmo que não soubesse.


“Por que você iria embora?”, ela respondeu com dolorosa melancolia o quanto precisava de Bisonho e seus amigos. “Você está apaixonada? Como pode a Tristeza se apaixonar?” Alegria questionava assustada.


“Pode, Tristeza? Você se apaixonar?”, Bing perguntou, encantado.


“Todos merecem companhia, eu acho, por que eu não mereceria?”, parecia óbvio para a Tristeza que precisava de um lugar onde se sentir acolhida.


“Seu lugar é aqui, Tristeza”, surgiu Nojinho, não muito satisfeita com a bagunça do local das lembranças esquecidas. “Nós somos seus amigos, assim como Bisonho tem o deles”, argumentou.


“Vocês não entendem...”, Tristeza suspirou. Não tinham como entender, ela não poderia mais deixar o burrinho, não depois de o conhecer.


“Nós e Riley somos sua família, nem sempre a família entende um ao outro, mas família ama, e está sempre lá quando o outro precisa, nós precisamos de você”, completou o vermelho, um pouco impaciente, mas sensível, do seu jeito. Tristeza se sentia tocada, ela amava Riley, não podia deixá-la. Sim, a Tristeza tinha acima de tudo amor em seu coração, e quem algum dia escreveu que a Tristeza não poderia amar?


"Se algum dia nos separarmos, deixe-me no seu coração. Ficarei nele para sempre”, Nojinho repetiu uma frase que ouviu no desenho, Tristeza reconheceu, ela entendeu então. Não podia ir. Talvez nunca mais visse novamente Bisonho, mas sentia que ele sempre estaria com ela, em seu coração, e era a melhor maneira que poderia guardá-lo, com a melancolia da distância, um legítimo amor.


Todavia, Riley voltaria a assistir O Ursinho Pooh ainda por algum tempo em sua vida. Afinal, Tristeza se encantou por ele, e ele era parte Riley também, seu burrinho azulado nunca seria esquecido, estaria para sempre em seu coração e no de sua menina também.


A Tristeza nunca mais estaria só. Ela tinha um amigo. 


Fim.


**************


Notas finais:

- O nome do burrinho é traduzido como Bisonho ou Ió, depende do desenho e sua tradução, optei por usar o nome Bisonho porque era o que eu lembrava mais.

- A cor do burrinho normalmente é cinza, mas em algumas representações da própria Disney ele é azulado.

Usei na fanfic falas do próprio desenho Ursinho Pooh, e do personagem Bisonho, as citações do desenho são reais.

-Eu sempre achei a Tristeza incompreendida pelos outros no desenho, resolvi criar essa história onde ela pudesse ter a chance se sentir bem sendo ela mesma, de conhecer e amar alguém igual a ela.


Se você chegou até aqui, espero que tenha gostado ❤️

30. März 2018 05:18:49 17 Bericht Einbetten 7
Das Ende

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Celi Luna Celi Luna
Eu tava mto curiosa qdo tinha visto q teria uma fic Tristeza x Bisonho é um ship q faz sentido mas eu nunca imaginaria uma desse jeito, tipo eu pensei em alguma coisa tipo ua ou versão humanizada Mas nossa, você fez eles la mesmo e de um jeito muito diferente, com a tristeza se apaixonando pelo bisonho por estar assistindo o desenho Isso é muito criativo achei genial!!! E foi tão bonita e fluida que nossa eu gostei mto parabéns ❤
8. Mai 2018 22:57:59

  • Paola Britto Paola Britto
    Owwn *---* muito obrigada pelo seu comentário, fico muito feliz que tenha gostado <3 Eu gosto muito dos dois e dos universos deles, achei que eles se combinam, mesmo fazendo parte de desenhos diferentes, fico feliz de ter conseguido passar isso *--* <3 10. Mai 2018 20:59:33
Bárbara Maria Bárbara Maria
que coisinha mais linda <3 Adorei demais, linda! Parabéns pela fic! <3
3. Mai 2018 23:12:23

  • Paola Britto Paola Britto
    Owwn *--* muito obrigada pelo comentário, fico feliz que tenha gostado <3 5. Mai 2018 13:37:22
Ocarina Ocarina
Uau! Não tenho palavras para dizer o quanto eu amei essa história! Não esperava um crossover como esse, mas não é que de muito certo?! Sua escrita é envolvente e prende a atenção do leitor do início ao fim. Os sentimentos da tristeza ficaram bem explícitos e profundos, fazendo com que eu me sentisse na pele dela hehe De verdade, você tem muita criatividade e talento! Fico feliz em ter participado do desafio #vemprocrack e ter tido a chance de me deparar com essa linda fanfic. Beijos!
26. April 2018 06:03:40

  • Paola Britto Paola Britto
    Muito obrigada por esse comentário lindo <3 fico muito feliz mesmo que você tenha gostado dessa história, são dois personagens que eu gosto muito e que imaginei o quanto eles poderiam se entender <3 Esse desafio foi maravilhoso de participar, de várias formas! 2. Mai 2018 10:43:53
Karimy Karimy
As frases iniciais foram muito bem colocadas. A história me fez refletir também. A tristeza não existe por apenas existir, ela está ali por que ama, por se importa, por que quer bem, é assim com a Tristeza também e, por amor, ela queria ir, mas por amor resolveu ficar. Quando todos se manifestaram contra a partida dela, confesso que fiquei sem saber o que ela faria. Afinal, aquelas declarações foram tocantes, mas o que ela estava sentindo era real e urgente. De qualquer forma, gostei da solução que você deu à questão. Jamais imaginaria isso, Bisonho e Tristeza, e você fez isso muito bem. Está de parabéns pela história! Beijos, autora!
21. April 2018 08:47:21

  • Paola Britto Paola Britto
    Muito obrigada pelo comentário!! <3 Fico muito feliz mesmo que a história tenha te feito refletir, eu também refleti sobre esses sentimentos antes de escrever e conforme fui escrevendo e foi bem especial para mim escrever essa história. Por isso, saber que alguém gostou e entendeu assim é muito importante. Obrigada <3 21. April 2018 20:00:31
Ariane Munhoz Ariane Munhoz
Aaaah, que coisa mais dengosa, meu deus! Eu adoro Sadness e sempre achei que Bisonho era incompreendido no Ursinho Pooh. Gostei muito de ver a maneira como você representou os dois e como Sadness se identificou com Bisonho! Foi tão fofo que quase torci para ela conseguir chegar até ele, mas já havia pensado que o final terminaria mais ou menos desse jeito, haha. Adorei a fic, meus parabéns!
20. April 2018 16:22:20

  • Paola Britto Paola Britto
    *----* sim, eu também adoro os dois, foi muito especial juntar eles, porque são dois personagens que eu pensava serem incompreendidos. Fico muito feliz que tenha gostado dessa ideia e da história <3 Muito obrigada pelo comentário! 20. April 2018 19:43:32
Luisa Poison Luisa Poison
Mas que shipp bem inusitado, mas ficou ótimo! Adorei a maneira como tu conduziu o texto na questão dos sentimentos dela com o burrinho em como ela se sentia em cada fala dele. Na determinação dela em querer ir atrás dele. Na maneira como os amigos demonstraram que ela era querida por todos. Enfim... Adorei tua estória, de verdade! Parabéns!!!!
18. April 2018 17:52:08

  • Paola Britto Paola Britto
    19. April 2018 19:42:45
  • Paola Britto Paola Britto
    Owwwn, muito obrigada pelo seu comentário 😍 de verdade! Fico muito feliz que tenha gostado da história <3 e desse casal! 19. April 2018 19:50:38
Alice Alamo Alice Alamo
Ok, aqui eu to em choque. Desde o momento que eu vi que você fez crossover de Ursinho Pooh e Divertidamente eu comecei a roer as unhas hahahaha. Adorei as frases de início, a reflexão! Uma coisa sobre a escrita: cuidado para não rimar quando escreve os períodos, isso acaba atrapalhando um pouco o texto. Achei doce a reflexão da Tristeza ao longo do texto, algo melancólico e suave, entende? Ahh, eu achei tão meigo a forma como ela foi encontrar o Bisonho. Nossa, sério, a definição dessa fic é fofura, como algodão doce em um dia de chuva! Ok, sério, eu fui escrevendo o comentário enquanto lia e agora que terminei preciso dizer que: meu Deus que dose maravilhosa de açúcar nas minhas veias. Sério é uma doçura envolta por uma melancolia bonita e pura e de um jeito tão meigo... ahhhh! Eu nem sei o que dizer. Essa fic tá muito melhor que a Fred/Draco se me permite dizer, ela foi mais profunda, mais reflexiva, nossa, adorei! Tem erros, acho que podia melhorar um pouquinho a transição da cena da Tristeza partindo e das outras emoções tentando intervir, mas ficou lindo. Parabéns de novo por ter entrado no desafio e por ter deixado de presente para nós essa fofura <3 Beijoss
3. April 2018 15:04:30

  • Paola Britto Paola Britto
    Owwwwwn *------------* muito obrigada por esse comentário, pelas dicas e pelos elogios. Essa fanfic foi toda um desafio para mim kkkkkkkkkkkk eu usei uma estrutura que nunca tinha usado antes, mas que achei que combinaria mais com a minha ideia, mas ainda preciso desenvolver melhor esse estilo. Fiquei muito feliz por participar desse desafio e poder escrever sobre esses dois, eu vou tentar rever essa fanfic para melhorar. Obrigada mesmo pelas dicas e pelo incentivo <3 8. April 2018 20:08:46
laia laia laia laia
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA eu mais que gosteeei, eu ameei pra te dizer a verdade, eu superei minha depressão me apaixonando por uma garota na internet, ela n me entendia e nem a ela, mas eu queria fazer de tudo pra deixar ela feliz e isso me ajudou muito a gente terminou mas ainda sim eu agradeço pq naquele momento dificil q ninguem me acolhia ela estava comigo
30. März 2018 03:24:52

  • Paola Britto Paola Britto
    Eu fico muito feliz que tenha gostado *-* de verdade!! Já superei depressão e outros problemas por causa de uma amizade que a pessoa passava pelo mesmo que eu e para conseguir ajudá-la acabei me ajudando também. Que bom que gostou e que conseguiu de alguma forma se identificar com essa história, eu escrevi com muito carinho. Muito obrigada pelo seu comentário ❤️ é muito importante para mim. 1. April 2018 15:18:35
~