Kurzgeschichte
3
6.5k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Capítulo Único

Tomoyo não sabia quem ela era, seu nome e muito menos de onde vinha. Tudo o que sabia era que aquela garota trabalhava em uma floricultura e fazia coroas-de-flores maravilhosas em minutos.

Era difícil explicar o que ela sentia toda vez que a via sorrir. Como se várias borboletas flutuassem em seu estômago e uma batida falha de coração, Tomoyo só queria ver mais e mais daquele sorriso — mesmo que ele não fosse para ela.

Tomoyo adorava observá-la depois da escola. Os fios castanhos ganhavam uma coloração belíssima sob o pôr do sol. Era tão lindo que ela sentia seus dedos coçarem para tirar uma foto. Infelizmente, a câmera fora esquecida sobre a escrivaninha de seu quarto, junto com os inúmeros desenhos de vestidos que Tomoyo desenhara apenas para ela.

Levou muito tempo até Tomoyo reunir coragem para ir à floricultura. Ela só conseguiu fazê-lo por não estar sozinha — Akiho-chan era muito gentil e solícita, incapaz de negar um favor a uma amiga com problemas.

A floricultura era bonita e perfumada. Uma infinidade de flores estava exibida em mesas e prateleiras, alguns vasos até mesmo pendurados no teto. Eram lindas, mas não tão belas quanto a garota que as recebeu com gentileza e ternura. Tomoyo podia ouvir Akiho-chan elogiar o lugar, conquistando um sorriso pequeno da florista.

As palavras custaram sair de sua boca — um pedido por um buquê de lírios brancos. As flores eram lindas e os ramos pesavam nos braços de Tomoyo. Ela queria saber o nome daquela moça, mas era realmente necessário? Ela estava sorrindo para ela! Foi Tomoyo que recebeu uma coroa-de-flores. Foram os olhos de Tomoyo — tão violetas quanto os da florista — que ela elogiou e ela foi a única que recebeu um abraço apertado.

Tomoyo estava feliz.

Mas com tempo aquilo já não era o bastante.

Ela não acreditava que estava em frente a floricultura outra vez. E agora sua única companhia era uma bolsa cor-de-rosa que pesava cada vez mais em suas mãos suadas. A garota não estava lá. Em seu lugar, um garoto de cabelos negros e cerca da mesma idade do irmão da Sakura-chan.

— Você quer comprar flores? — A voz dele era muito mais grave que a de Touya e seus olhos tinham um peculiar tom róseo. Ainda assim, ele transmitia um certo carisma que a impedia de desviar o olhar.

Tomoyo mal conseguiu balbuciar a palavras “não”, “a garota” e “presente”. Ele pareceu compreender a quem ela se referia. O sorriso no rosto dele dizia isso e o leve carinho em sua cabeça a tranquilizou um pouco.

— Você tem uma visita, Nunnally! — Ela ouviu o garoto gritar dos fundos. Poucos segundos depois a florista estava ali, de pijamas e cabelos molhados como se tivesse saído de um banho há pouco tempo. — Não esquece de limpar a bagunça que você fez com as omeletes — ele relembrou, cortando algumas flores.

Nunnally, Tomoyo repetiu em pensamentos, desejando dizer o nome em voz alta. Ela foi guiada para os fundos da floricultura. A garota reclamava de seu irmão mais velho durante todo o caminho, apesar de às vezes mais parecesse uma série de elogios. Curioso.

— Meu irmão disse que você tinha um presente — Nunnally comentou, olhando curiosa para a sacola que ela tinha em mãos.

Tomoyo observou, ansiosa, enquanto Nunnally tirava o vestido de dentro da sacola. O vestido era o mais simples que já fizera, azul e branco ao estilo Alice. Tomoyo contou a ela como tinha se divertido costurando aquela peça e o quanto gostaria de poder tirar fotos de Nunnally usando-o, se ela permitisse. Talvez fosse o nervosismo falando mais alto — estando às suas costas, ela não podia ver a reação de sua florista.

Tomoyo nunca ficou tão feliz por alguém usar uma de suas roupas.

Nunnally estava adoravelmente linda, fazendo todo o tipo de pose para as fotos em seu quarto. Mesmo sendo dois anos mais e meio velha que Tomoyo, ela tinha tanta energia e era tão doce que ela quase podia esquecer essa diferença. Sua câmera estava cheia de fotos e vídeos quando elas acabaram. O sol já se punha no horizonte e já estava na hora de Tomoyo voltar para casa.

Nunnally a abraçou antes que ela pudesse ir, tão forte que parecia temer que Tomoyo desaparecesse de repente.

— Eu sempre vi você, sabe? Atrás dos arbustos. — A voz dela era tão baixa que Tomoyo mal conseguiu ouvi-la. — A primeira coisa que pensei foi no quanto você era linda. E depois pensei que você só estivesse olhando pelas flores. E não tive coragem de me aproximar... — Tum-tum, tum-tum, tum-tum. O coração de Tomoyo batia mais forte a cada palavra dita. — Obrigada pelo presente, Tomoyo-chan. Eu gostei dele do fundo do meu coração, tanto quanto gosto de você.

— Eu também gosto de você, Nunna-chan. Muito, muito, muito — Tomoyo sussurrou de volta, olhos úmidos de felicidade.

Os olhos de Nunnally brilhavam como se fossem joias quando ela se afastou e seus lábios eram mais doces do que Tomoyo poderia imaginar algum dia. Mais tarde, quando estivesse deitada em seu quarto, ela reviveria aquele momento único outra e outra vez, assim como as fotos que tirou durante o dia.

Entre todas elas, estaria uma foto delas tirada por Nunnally. Elas estavam sorrindo, abraçadas, com o pôr do sol como plano de fundo. Tomoyo abraçaria a câmera com carinho, como se isso também significasse estar abraçando a garota de quem tanto gostava — e, mais do que isso, aquela que retribuía seus sentimentos.

Uma foto perfeita que não precisava de reparos.


26. März 2018 20:31:37 15 Bericht Einbetten 9
Das Ende

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Karimy Karimy
Olá! Estou simplesmente apaixonada por essa one. Chega a ser um pouco difícil falar sobre ela, mas... Bom, acho que uma das coisas que mais me chamou a atenção foi que o narrador falou, muitas das vezes, pelos personagens. Depois, lá para o meio da história, ficou bem perceptível o motivo disso; as duas estavam com vergonha demais para se exporem, por isso só o importante mesmo pra história foi mostrado em vez de contado. Esse é um recurso muito inteligente e que adoro ver em histórias, principalmente nas mais curtas: deixa muita margem para nossa imaginação de leitor. Adorei como você construiu o relacionamento delas, foi uma coisa bastante sutil e que fez com que eu me sentisse envolvida em todo o processo (talvez até pudesse dizer que me senti como se fosse aquela câmera, sempre espiando até ter a real oportunidade de fotografar!). Gostaria de apontar uma construção incorreta que encontrei na história (nada de mais, coisa boba mesmo, mas caso queira mexer...!) que é: "dois anos mais e meio". É isso! rs Parabéns pela história.
14. März 2019 08:32:21
Lady Salieri Lady Salieri
Olá, sua linda! Ai, quando vi que você escreveu sobre a Tomoyo, eu simplesmente tive que vir aqui ver =). E, lógico, como sempre, não me arrependi nada, nada =). Não conheço Code Geass, mas a Tomoyo é minha personagem preferida ever de Sakura CC, e você conseguiu retratá-la muito bem, a sutileza dela que beira à melancolia e a felicidade contida que ela expressa sempre. Fiquei muito contente com o desenrolar da história, com as coisas veladas e a grandiosidade expressa nos pequenos momentos. Essa história não poderia terminar de outra forma mesmo. Parabéns, eu não poderia esperar menos de você, sua lindeza. Um bjo grandão <3
9. Mai 2018 22:08:40
Sonne Sonne
QUE CASAL MAIS GRACIOSINHO PITA QUE PARIU AAA a fanfic ficou tão gostosinha de ler e nossa, eu amo tanto a Nunnally, ela é tão lindinha e uma inspiração pra caramba pra Tomoyo aaa E tudo com um ar tão ~fofo~ que é característico das personagens! Ficou uma gracinha mesmo. ♥
7. Mai 2018 21:11:46
Bárbara Maria Bárbara Maria
Não conheço nenhuma das personagens, mas essa foi a coisa mais fofinha que eu li hoje! Você escreve de forma fluida, o que possibilita que a gente leia a história num piscar de olhos e fique procurando por mais! aksjsks Achei fofo, lindinho, tudo de bom! Parabéns pela fic! <3
3. Mai 2018 22:24:04
Saah AG Saah AG
Uaaau. Eu nunca tinha lido uma one yuri a qual a Tomoyo não fazia casal com a Sakura. Devo dizer que gostei, mesmo sem saber quem era a nova namoradinha da Tomoyo hihihi. Parabéns pela one.
27. April 2018 05:42:16
Ocarina Ocarina
Que amor essa história! Nunca imaginaria ver uma fic sobre essas duas, mas me surpreendi! Foi um belo achado. Sempre fiquei com muita dó da Tomoyo já que ela não tem chance alguma com a Sakura, que bom que você deu um final feliz pra ela. E adoreeeeei a participação especial da Akiho e do Lelouch (ai meus deus, esse lindo <3)! Eles deram um toque especial pra história. Todo o clima ficou bem estilo Sakura Card Captors, focando na Tomoyo e seus vestidos, sua paixão quase que platônica hehe...adorei! Sua escrita é ótima e você acertou em cheio no desafio! Beijos!
24. April 2018 21:56:02
Mori Katsu Mori Katsu
Boa sorte mulher!
24. April 2018 19:20:25
Mori Katsu Mori Katsu
Eu não conheço as personagens. E me sinto envergonhada por isso. A historia foi cativante. Se eu tivesse sido pega no flagra, acho que cavaria um poço e iria viver la dentro como a nova Samara.
22. April 2018 16:22:24
L.M. Oliveira L.M. Oliveira
Achei tão fofo as duas juntas. Eu realmente estou chocada com o casal, mas amei a história :)
12. April 2018 16:42:57
Kaline Bogard Kaline Bogard
Olá!! que ship inusitado! Com certeza eu nunca pensaria. Seria tipo um Universo Alternativo? Tipo, quando a Tomoyo fica feliz por ela usar os vestidos, deu a impressão de que a Sakura nunca existiu em sua vida! Acho digno que a Tomoyo encontre alguem que corresponda, ao inves de alimentar um sentimento que nunca será correspondido (digo em relação ao que ela sente pela Sakura)! Parabens por participar do desafio e cumprir!
2. April 2018 08:02:20
Alice Alamo Alice Alamo
Olá! Mano, você juntou Code Geass com Sakura Card Captors e eu to surtando até agora com isso! Certamente, você entendeu o desafio, abusou do crack e do crossover. Primeiro, parabéns por ter se arriscado e concluído o desafio. Achou difícil? Foi divertido? Espero que sim <3 De fato, os vestidos que a Nunnally usa são lindos a ponto de poderem com certeza terem sido feitos pela Tomoyo! E nossa você conseguiu linkar as duas personagens com esse pequeno detalhe, e eu amei isso. Confesso que fiquei com vontade de escrever Code Geass no mesmo momento que vi o Lelouch na cena (eu amo o Lelouch, sério, apaixonada por ele). Sobre o enredo, eu achei fluffy e isso combinou perfeitamente com as personalidades tanto da Tomoyo quanto da Nunnally, nada melhor retrataria a delicadeza e a doçura delas. Acho que seria bem legal se o final da fic fosse um pouquinho mais explorado, sabe? Se a fic fosse um pouco maior, tenho certeza de que daria para o leitor amadurecer melhor a ideia do romance correspondido delas. Ainda assim, achei linda a história. Mais uma vez, parabéns por ter conseguido cumprir o desafio e pela fic <3! Beijoss
28. März 2018 18:14:31
Camy <3 Camy <3
Então, eu não conheço nenhum dos dois fandoms e realmente não sei o quão inusitado este ship é ou não (mas a Alice conhece os dois e ela vai analisar isso depois, não te preocupa). Mas eu li a história e vou falar dela como se fosse uma original, porque foi como eu li, sabe? Eu achei suave. O ritmo foi lento e calmo, o enredo foi avançando devagar, aos pouquinhos, num embalo tão gostoso que eu nem percebi as palavras passando. Sério, sua escrita é muito boa! Eu tô com o coração quentinho aqui depois de ler esta história, sério mesmo. Além de tudo seguir um ritmo suave, você retratou as duas personagens com um carinho e uma delicadeza tão grandes que eu só queria que elas se abraçassem e ficassem nessa vibe deliciosa de fluffy que você colocou aqui. De verdade, a história tá muito boa. Tudo aconteceu no seu tempo, do jeito que tinha que ser. Eu amei você explorando o trabalho da Tomoyo (que é muito bacana) e dando um vestido feito por ela para a Nunnally (sim, tive que conferir os nomes antes de escrever aqui), porque presentes feitos pela própria pessoa sempre são mais profundos. E achei muito bacana também a Nunnally já ter percebido, isso só mostrou como ela também tava interessada. Enfim, a história tá um doce de linda! Um beijão no core :* Obs: É indicado marcar as onomatopeias (tipo tum-tum, tum-tum, tum-tum) com itálico. Não tem uma razão muito específica e nem é regra, só costuma diferenciar do texto e dar ênfase à palavra (que, quando colocada no meio da narrativa, costuma ser importante).
27. März 2018 23:45:10

  • HikariNoHime Writer HikariNoHime Writer
    Desculpe a demora, tava só surtando porque eu recebi um comentário da CAMY, a rainha das fics com 13,6% de drama. QUE SONHO ♥ Então, posso te dizer que os dois animes são ótimos. Sakura Card Captor tenho certeza que você já deve saber mais ou menos do que se trata (caso não, é uma garota com poderes mágicos que vai atrás de cartas mágicas com um amigo emburrado mágico e sua melhor amiga — essa é a Tomoyo). Code Geass é o meu anime preferido, perfeito se você quiser assistir uma mistura de sobrenatural (não, não a série), política e rebelião e drama, muito drama. Obrigada, mesmo, muuuuuito obrigada pelos seus elogios. Sabe quando você tá pronta pra morrer de felicidade? Tô mais ou menos assim agora! Obrigada pela dica, já vou editar essa parte do texto :D Beijinhos de Chocolate ♥ 28. März 2018 14:38:09
Ayzu Saki Ayzu Saki
Esse foi o ship mais inesperado que já li, mas gostei muito. Se existem dois personagens que mereciam ser felizes são essas duas :(
27. März 2018 07:31:02

  • HikariNoHime Writer HikariNoHime Writer
    Concordo plenamente! A Tomoyo merece alguém que ame ela e eu ainda torço para a Nunna-chan ser feliz nessa temporada nova de Code Geass que tá chegando! Tanta fofura não passará, não é mesmo? XD 28. März 2018 14:25:52
~