O Amor de Julieta e Romeu Follow einer Story

elloo Elloo Izy

Rio de janeiro, calor escaldante, máxima de 39° C para esse domingo, mas ninguém ali se importava com o calor, a turma de amigos com suas respectivas camisas da Disney e tiaras, estavam bem animados. O culer de 34 litros estava em seu máximo cheio com corote, catuaba, cerveja e ypióca. Refrigerante ali era proibido. Nas mãos, confetes.


Fan-Fiction Nur für über 18-Jährige.

#Álcool #Linguagem Impropria #Insinuação de Sexo #Homossexualidade #Hetrossexualidade #Universo ALternativo #Festa #Comédia #Yuri on Ice
Kurzgeschichte
6
7.0k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Carnaval

Rio de janeiro, calor escaldante, máxima de 39° C para esse domingo, mas ninguém ali se importava com o calor, a turma de amigos com suas respectivas camisas da Disney e tiaras, estava bem animados. O culer de 34 litros estava em seu máximo cheio com corote, catuaba, cerveja e ypióca. Refrigerante ali era proibido. Nas mãos, confetes.

A turma estava toda dispersa na sala da casa de Jean e  Izabella, pois as garotas estavam se arrumando para o carnaval.

— Por que tanta demora? É carnaval! Podem ir de feias, ninguém vai julgar. — Yuri reclamava entrando no quarto onde Mila, Izabelle e Sara  se arrumavam. A ruiva se virou para o loiro estressado a sua frente com um lápis de olho em mãos.

— Sai daqui Yuri, vai procurar um pau pra sentar e me deixa em paz.

— Olha querida, eu tô tentando, mas as globeleza aqui não cuida em fazer esse reboco na cara! — Apontava para as maquiagens em cima da cama de casal de Iza.

 — Não queria concordar com o Yuri beninas, mas até eu mesmo acho que se eu demorar mais alguns minutos para descer e seguir aquele bloco de rua maravilhoso, eu viro virgem depois de anos! — Christopher dizia ao botar seu braço nos ombros do loiro apressado. Chris não quis usar a camisa da Disney, decidiu se fantasiar de bailarina sexy. A meia calça vermelha estava em cima de sua cueca box da mesma cor; na cintura, um tutu vermelho armado com corações de purpurina prata. Não usava camisa, apenas uma gravata de laço preta e uma tiara de chifres que piscava. Pelo rosto e boca, glitter e mais glitter.

— Tu nunca vai ficar virgem de novo, Chris. — Yuri dizia rindo.

— Quero saber se você é deus pra saber o futuro do meu cu? Acho que não né amor, Licença. E vocês, — dizia apontando para as três que riam — se apressem, quero sair daqui ainda hoje.

— Nós já estamos acabando, a única que sabe fazer a maquiagem de unicórnio é a Sara e só falta eu ser maquiada. — Mila dizia se virando para a morena que colava alguma coisa em seu rosto, era uma estrela amarela.

— Sara, é fantasia de unicórnio, não de Mia Colucci! — Yuri ria. A garota apenas revirou os olhos.

Christopher puxou Yuri para fora do quarto o levando para a sala, onde Viktor, Yuuri, Jean, Phichit e Lee estavam.

— A gente tem que ir logo, Otabek já deve está esperando a gente — Yuuri falava deitando nos ombros do namorado.

— Deu a camisa para ele? — Viktor perguntava passando a mão nos cabelos negros do companheiro.

— Dei. — Suspirou — DÁ PARA AS BONITAS SE APRESSAREM? EU QUERO REBOLAR MINHA RABA AO SOM DE ANITTA AINDA HOJE! — Gritou, recebendo outros três gritos de volta, dizendo que em cinco minutos estavam prontas.

— Percebeu que a gente é os únicos aqui sem namorado? — Yuri perguntava para o loiro de tutu.

— De graças. — Christopher dava tapinhas no ombro do amigo. — Será que vai tocar a Mc Loma? — perguntou para o loiro, que usava uma tiara de onça.

— Tomara. — Diz se sentando no sofá.

— Galera, o único que vai levar a câmera vai ser o Phichit, de resto, geral só na identidade e dinheiro no bolso — Jean falava ao entrar na sala com as três garotas atrás o acompanhando. — Se a gente se perder um do outro, o ponto de encontro vai ser na praia, na barraca de coco que a gente sempre vai. Se oferecerem alguma coisa pra vocês, falem que tem um culer de 34 litros lotado e que não precisa, mas se continuar, só coisa lacrada. Meninas, se mexerem com vocês, sabem o que fazer. Não vamos dá PT, vai ser difícil para encontrar alguém assim na multidão e Christopher, nada de parar no Samu! No mais, camisinha.

— Bella, desde quando o Jean ficou responsável mesmo?

— Tô tentando saber também — A garota de cabelos curtos zombava do namorado, quer dizer, Noivo. Jean havia pedido a mão de Bella a um mês atrás.

— Já podemos ir? — Lee perguntava olhando para as garotas que tiravam foto em frente ao espelho.

— Já! — As três falaram em uníssono.

— Partiu! — Yuri se levanta do sofá.

[...]


As ruas da grande Rio estavam abarrotadas de gente com todos os tipos de fantasias possíveis, o cheiro em alguns cantos da cidade não era tão agradável assim, mas nada que passar correndo não resolvesse.

O trio elétrico estava com algumas atrações pouco conhecidas, mas que estava animando muito bem a multidão.

— Essa música aqui, vai para todas as Marias desse Brasil! — O homem com tinta branca no rosto em cima do trio, falava pelo microfone. A marchinha antiga de carnaval começou a tocar. Yuri e Christopher puxaram Mila e Sara para o meio onde estavam parados e começaram a pular em volta delas ao som da música.

— MARIA SAPATÃO, SAPATÃO, SAPATÃO! DE DIA É MARIA, DE NOITE E JOÃO! — Os dois cantavam em meio as duas que estavam rindo.

— OTABEK! — Yuuri gritava com um copo de Ypióca na mão. — Ae, Até que fim te encontrei seu puto! — Abraçava o moreno que tinha acabado de chegar. Todos os garotos estavam usando uma camisa da Disney com um personagem. Viktor e Yuuri usavam a do Mickey e da Mini, Phichit e Lee usavam a da Jane e Tarzan, Jean a camisa do Pateta, já que Bella optou por usar a fantasia de unicórnio com as meninas. E tinha Yuri, que estava com a camisa da Margarida e o tal Otabek usava a do Pato Donald. Quando Yuri viu o personagem que completava o dele, seu rosto corou.

— Yuuri, que porra é essa? — perguntava apontando para a camisa do moreno que o olhava atento. Otabek também não estava sabendo daquilo. O loiro desamarrou os cabelos o deixando solto e arrumou a tiara, que havia ficado bagunçada por conta de ter pulado.

— É carnaval Yuri! — Deu um gole do líquido do seu copo — Otabek, Yuri. Yuri, Otabek!

— Você deveria parar de beber assim! Daqui a pouco tá sem roupa por ai! — O loiro começou a brigar, mas parou ao ouvir a nova música e se puxado por Christopher e Mila.

— A FLOR DESSA CIDADE SOU EU! — Cantava parando ao lado de Mila e apontando para ruiva — SAPATO 45 É MEU! — Eles riam. Christopher começou a dançar ao lado de Yuri, que não parava de rir. Viktor e Yuuri apenas prestavam atenção enquanto bebiam. Jean e Bella dançavam grudados um no outro, até mesmo alguns beijos acabaram rolando ali. Phichit e Lee, estavam fazendo uma sessão de fotos em meio a multidão parada.

— Por que não vai falar com ele Otabek? — Viktor perguntava.

— Acho que não é uma boa ideia. — Coçava a nuca. Olhou em direção ao loiro, que montava uma coreografia junto a Chris e Phichit. Viu quando um cara se aproximou de Yuri e falou alguma coisa em seu ouvido e segurou a sua cintura, o loiro se virou para o cara com um olhar confuso e começou a fazer gestos com as mãos. Christopher, Phichit, Lee e as meninas se controlavam para não rir ao vê o cara apenas pedir desculpas e sair fora.

— Eu não acredito que ele fez isso! — Yuuri ria — Faculdade de libras serve para alguma coisa. — Limpava o canto dos olhos.

— Otabek, Yuri é meu irmão e já faz uns bons meses que terminou com o ex — Viktor dizia chamando a atenção do moreno — Ele tá louco por um pau novo.

— Meu deus…

Otabek escondia o rosto, estava envergonhado.

— Ok, vou tentar.

— Esse é meu amigo! — Yuuri dizia sorridente.


[...]


O trio havia começado a andar finalmente, o culer já estava pela metade, o que fez Jean e Viktor o reabastecer com cerveja e mais catuaba. Yuuri havia tomado praticamente sozinho a garrafa de Ypióca, já estava um tanto mais alegre que o normal. Viktor começou a comprar água para o moreno para que ele pudesse vomitar e ficar melhor, não queria que o namorado desse PT, pois já estava dando trabalho.

Yuuri rebolava com a música. O short preto padronizado entre eles, estava todo encolhido e preso na cueca box. O moreno dançava ao lado de Christopher, que já havia perdido a tiara pisca-pisca.

Viktor procurou por Phichit e Lee, mas os dois javia sumido.

Algumas pessoas estavam passando por onde a turma estava, uma mulher deu três cartelas de camisinha de posto na mão de Viktor, e ele apenas riu.

— Se eu comer o Yuuri com essa camisinha de posto, ele vai é se sentir ofendido e entrar em greve. — O platinado diz guardando no bolso.

— Vocês não usam camisinha? — Jean perguntava ao observar a noiva dançando com Mila e Sara.

— A gente usa — deu um gole na catuaba que segurava — Ele gosta das com sabor e a de Neon.

— Neon?

— Yuuri é fã de Star Wars. — Volta seu olhar para o namorado, que agora vinha em sua direção. Abriu o culer e pegou uma garrafa d'água.

— Por que não está dançando com eles? Eu posso ficar aqui e cuidar do culer.

— Carnaval passado Yuri cuidou de mim enquanto eu me acabava dançando, quero que ele se divirta. Eu também estou me divertindo.

— Cadê o Yuri e o Otabek? — O japonês Perguntava pegando a água já aberta e bebendo até a metade.

— Pedi para Yuri comprar mais água e Otabek disse que iria acompanhar, pois queria ir no banheiro. — Viktor explicava. — Devia era ficar preocupado com Phichit e Lee, eles sim sumiram.

— Hummm.


[...]


Yuri e Otabek procuravam o banheiro químico. Yuri acho melhor ele irem atrás do banheiro, pois não queria que Otabek pagasse multa por fazer xixi na rua. A fila estava grande e ambos esperavam.

— Tem certeza que quer usar isso? É capaz de você pegar uma doença ao entrar ai. Tem vários bares por aqui, aposto que se pagar eles deixam usar, ai eu já aproveito pra comprar as águas.

— Tudo bem.

Ambos saíram da fila e procuraram um bar próximo. Otabek usar o banheiro, que por sorte estava limpo, Yuri por outro lado não conseguiu as águas, pois a moça disse que havia acabado. Teria que procurar nos carrinhos das ruas.

De longe, Yuri viu que o trio estava dobrando na rua para a praia.

— Corre Otabek! — O loiro puxava a mão do moreno que corria para chegar onde Viktor estava. Deu graças que não estava muito longe, pois conseguiram chegar onde eles estavam.

A turma estava andando atrás do trio, era mais calmo e tinha mais espaço para andar.

— Cadê o Phichit e o Lee? — Perguntava ao ver que a roda estava incompleta.

— Mano, sei lá, segue o baile. A gente vai se vê na barraca de coco. — Christopher tirava a gravata borboleta — Mais importante, se pegaram? — perguntava com um sorriso cínico.

— Não.

— Tá muito sério Yuri, toma alguma coisa. — Christopher falava pegando uma catuaba do culer.

— Eu não bebo Chris…

— Aé. Foi mal. Mas eu bebo!


Seguiram atrás do trio. Mila e Sara dançam ao lado de Yuri, que tomou coragem e puxou Otabek para dança É o tchan.


— OLHA A BRINCADEIRA DA TOMADA, CHEGA PRA CÁ PRA BRINCADEIRA DA TOMADA... — Cantava pegando a mão do moreno e mostrando o que ele tinha que fazer quando o refrão chegasse. Otabek apenas ria e seguia o loiro — PLUGA A MÃO DIREITA, PLUGA A MÃO ESQUERDA, DEIXA COLADINHO, VAI VAI VAI.

— Agora! — O loiro começa a se movimentar, entrando entre as pernas do moreno e saindo — REMEXE E AGACHA!

Ambos riam, Mila e Sara ainda dançavam, mas Yuri parou pois estava rindo do jeito duro de dançar do Moreno.

— Não ria de mim.

— Não estou rindo — Enxugou a lágrima por conta do riso — Foi divertido, só isso.

O pessoal do trio trocou de cantor, agora uma mulher cantava Rapunzel.

— Vem Otabek! — Puxou a mão do moreno mais uma vez e foi para o lado de Christopher, que estava se pegando com algum cara. Não era feio.

— LOVE AS TRANSAS DE MEL… — A mulher fantasiada de cúpido cantava.

— Eu não sei essa música! — Otabek dizia no ouvido de Yuri. Um arrepio percorreu o seu corpo.

— Todo mundo sabe pelo menos o refrão — O loiro diz balançando o corpo ao lado de Otabek.

— E DOU UM GRITO GRÃO NO BOLOLÔ, E VERSO NÓS IMENSO AMOR. — A mulher jogou o microfone para frente e a multidão começou a cantar o refrão.

— O AMOR DE JULIETA E ROMEU — Yuri cantava e pulava, o moreno apenas riu se lembrando da música. Se virou para Yuri e o fez parar de pular e cantou junto com a música.

— Igualzinho o meu e o seu… — O moreno apontava para ele e depois para Yuri, que sorriu. Otabek tocou a bochecha de Yuri e se aproximou mais, beijando seus lábios rosados.

— VIKTOR! YURI SAIU DA SECA DE SETE MESES! — Chris gritava para o platinado, que estava abraçado a Yuuri.

— Cala a boca Chris! — O loiro falava parando de beijar o moreno, que riu ao ouvir aquilo.

— Sete meses? — Perguntou.

— Cala a boca e me beija, Otabek.


[...]


Mila e Sara estavam dançando todas as músicas que o pessoal do trio cantava.

— ESSA MINA É O TESOURO, BUMBUM DE OURO, 18 QUILATES DE BUNDA ELA TEM…

— Caralho ninguém se mexe, minha música! — Christopher falava se metendo no meio das duas que dançavam coladas — Eu sei que esse velcro tá legal, mas vamo dançar nós três.

— ELA BATE O BUMBUM NO BUMBO, QUANDO O BUMBO BATER PRO BUMBUM…

Os três dançaram ao som da música, rebolava e desciam até o chão.

Um cara forte de abadá verde, começou a dançar colado em Sara, a morena se afastava do rapaz, mas ele insistia em dançar junto. Pegou na cintura de Sara com certa grosseria, foi o ápice para ela começar a brigar.

— Meu querido, você não tá vendo que eu tô me afastando? Eu não quero nada não ô embuste!

— Qual é mina!

— Qual é o caralho, meu nome é Zé pequeno ô filha da puta arrombado! — A garota vestida de unicórnio falava deixando toda a sua delicadeza de lado — Eu colo velcro, sou vegetariana, me erra garoto.

— E eu sou evangélica, — Christopher falava entrando no meio da briga — Se tu não sair daqui agora, em nome de Jesus eu vou te descer a porrada!

O cara ia falar mas alguma coisa, porém Christopher deu um passo para a frente, afrontando o de abadá verde.

— Nojento.

— Vai chupar um cu! — Chris dizia ao ver o cara indo embora. — É melhor a gente ficar com o pessoal, pra não dar mais problema, já basta Phichit e Lee que sumiram.

— Pela cara do Yuuri, ele parece que vai passar mal. — Mila falava olhando para Viktor, que abraçava um Yuuri sonolento.


Os três foram em direção do grupo parado. Bella estava abraçada em Jean, estava cansada de tanto andar e seus pés estavam doloridos. Viktor já não bebia mais, apenas cuidava de Yuuri, pois ele estava enjoado e sonolento. Yuri e Otabek estavam sentados no asfalto, Yuri bebia água, também estava cansado.

— A gente já tá na rua da praia, por que não vamos pra barraca? Talvez eles estejam lá. E também, tá todo mundo cansado pra seguir o trio e já é quase 20h, isso se já não é. — Sara falava ao chegar perto do pessoal. — E também eu tô com fome.

— Tá todo mundo com fome, Sara. — Viktor falava. Yuuri começou a ter ânsia de vômito e saiu correndo para um lugar vazio. Viktor foi atrás com uma garrafa de água em mãos.


[...]


A turma andava pelo calçadão descalços, perderam as sandálias na multidão. Havia glitter para todo lado. O cabelo de Viktor estava com tanta purpurina grudada nos fios, que Jean o avacalhou dizendo que estava parecendo o Vitas.

Yuuri já estava bem melhor, não sentia mais enjôo, mas continua um tanto sonolento. Contudo, conseguiu ver a cabeleira negra de Phichit abaixada na mesa da barraca de coco.

Ao chegarem próximo. Lee acenou para eles sorridente, Phichit que antes estava de cabeça abaixada, agora soltava um suspiro aliviado.

— Onde foi que vocês se meteram? — Yuri perguntava para Lee, que mexia na câmera fotográfica de Phichit.

— Loiro, a história é engraçada! — O coreano falava risonho.

— Não é engraçada, Lee! — Phichit descordava.

— É sim, cala a boca e toma a água de coco.

— Fala logo o que aconteceu! — Chris falava ao se sentar na cadeira.

— A gente saiu para fazer umas fotos em um muro cheio de grafites coloridos, o trio acabou andando e só percebemos depois que voltamos para a rua é só tinha uma galera indo para onde o trio estava. A gente encontrou um grupo de Drag Queen, e ficamos com eles. Foi divertido, bebemos e dançamos horrores, até tiramos algumas fotos. Elas começaram a fazer competição de quem virava um litrão em menos tempo, Phichit se achando o picudo, resolveu participar. Ele já tinha bebido horrores e eu também não estava muito no meu estado normal. Ele virou o litrão primeiro do que elas, mas logo começou a se sentir mal e desmaiou. Ele foi parar no samu, no lugar do Christopher.

— Todo mundo tem sua primeira vez. — O loiro de tutu falava se debruçando na mesa.

— Phichit estava em coma alcoólico. Deram soro pra ele e mais algumas coisas, pessoal do samu me deu umas coisas para comer também, não entendi muito bem. Enfim, depois que saímos de lá, viemos para cá, já que era nosso ponto de encontro e eu olhando as fotos da câmera eu vi um vídeo do Phichit na ambulância do samu.

— Mostra isso! — Viktor puxava a câmera e procurava o tal vídeo. O pessoal se aglomerou em suas costas para vê.

O vídeo começa um pouco embaçado e sem foco. Lee e Phichit estavam dentro da ambulância.

“Então mano… Phichit tá morrendo, tá ligado?” um Lee alterado falava “Mano, olha só o estado de Phichit… a gente tá numa ambulância. Caralho, Phichit tá morrendo!” Lee virava a câmera para o paramédico da ambulância “Brother, fala qual é a condição dele ai.” o homem apenas ria, Lee filmava um Phichit desacordado com a camisa molhada. “ Phichit não pode morrer vei! “ Lee começava a chorar, Yuri não aguentou e começou a rir. “Se Phichit morrer, fudeo cara! Eu tô com a carteira de identidade e a câmera. Phichit tá morrendo!”

O vídeo acaba e os oito alí gargalhavam horrores. 

— Tá ligado que eles vão me zoar pro resto da vida né? — O moreno perguntava para Lee.

— Histórias de carnaval, cala a boca Phichit! — Lee ria.


A turma mesmo cansada, ainda ria do amigo enquanto decidiam se iam para casa de táxi ou metrô, já que deixaram os celulares em casa e não podiam chamar um uber. Também conversavam sobre o que aconteceu depois que os dois sumiram. O noite seguiu em conversas.

25. Februar 2018 00:01:16 4 Bericht Einbetten 1
Das Ende

Über den Autor

Elloo Izy Welcome to purpurina!

Kommentiere etwas

Post!
Celi Luna Celi Luna
MDSDOCEU CADA BERRO Q EU QUIS DAR MAS N PODIA PQ ERA DE MADRUGADA Amg vc me salvou da bad q eu fiquei da one shot q não era one shot pq eu me acabei de rir aqui scrr kkkkkkkkkkkkkkk O SABRE DE LUZ PQ O YUURI É FÃ DE STAR WARS VLW KKKKKKKKKKKKK E O PHICHIT DEU O MAIOR PT MDS DO CÉU Q MEDO MAS QUE ÍCONE KKKKKJKK E.O VÍDEO ESSE DIA FOI MTO LOUCO Perdoa o caps e a empolgação e pq eu ne diverti mto mesmo lendo hsuhsua adorei parabens kkkk
23. Mai 2018 00:21:02

  • Elloo Izy Elloo Izy
    OH MEU DEUS! EU ACHEI QUE VOCÊ NEM IA LÊ! jwkwksksnxnxjxk me perdoe os erros de ortografia, eu fui lê ela ontem de novo e quase enterrei minha cabeça no colchão, acho que na época eu não revisei, juro que não escrevo tão errado assim ajsjsnsndndnd. PHICHIT DANDO PT NA VAN DO SAMU É a melhor coisa do mundo! Eu amo essa crackfic. Tudo bem sobre o caps, eu gosto de surtar tbm aksjsnnsndndndnd fico muito feliz que tenha gostado e fico feliz de ter tirado da bad da outra fic, obrigada 💕💕 23. Mai 2018 09:33:40
Fuyu Derek Fierro777 Fuyu Derek Fierro777
Já vim comentar, pq né, li saporra quando lançou, minha one favorita de YOI, uma benção aos meus olhos! Parabéns xuxu!
24. Februar 2018 20:14:28

  • Elloo Izy Elloo Izy
    KKKKKKKKKK Persegue essa one até os cafundó do juda kkkkkkkkkkkk obg mona<3 24. Februar 2018 20:16:48
~