2minpjct 2Min Pjct

Após perder amigos, familiares e os namorados no Blip, Yoongi e Jimin acabam encontrando forças um no outro para superar tamanha perda e seguir a vida. Quase seis anos depois, faltando meses para o casamento dos dois, os Vingadores conseguem reverter o Blip que foi causado por Thanos, e todos os que tinham sumido anos atrás retornam para suas casas. E a volta do ex de Jimin acaba abalando o relacionamento dos dois mais que o esperado.


Fan-Fiction Bands/Sänger Nur für über 18-Jährige.

#herois #plots-doados #sujim #sugamin #minmin #minimini #2minpjct #2min #bts
4
1.1k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Capítulo Único

Escrito por: sugaqueparktiu /sugaqueparktiu


Notas iniciais: Agradeço novamente a paciência de todos da 2min, e a pessoa que doou o plot (Exulansis), espero ter feito uma historia boa o suficiente para ele haha <3


~~~~


Min Yoongi e Park Jimin estavam fazendo a prova de doces para seu casamento quando aconteceu.

— O que está havendo? Onde estou? — perguntou uma moça de cabelos pretos, saindo da cozinha da confeitaria que Park tinha escolhido para os doces e bolo do casamento deles.

— Thania? — disse baixinho a garota que segurava a bandeja de doce, olhando para a moça recém-chegada com os olhos arregalados. — Thania!

— Júlia? — A voz de Thania estava trêmula, seus olhos esbugalhados enquanto encarava a garota por completo, como se não acreditasse no que estava vendo.

— Ai, meu deus, Thania! — gritou correndo para abraçar a moça.

Min e Park se olharam confusos, não entendendo o que estava acontecendo por alguns segundos. O olhar de Yoongi desviou para a parede de vidro da confeitaria, onde dava pra ver a confusão instalada na rua.

Tudo tinha virado uma confusão, pessoas correndo de um lado para o outro, acidentes pelas ruas, pessoas aparecendo em todas as partes do mundo, telefones tocando enlouquecidamente, cachorros latindo. Estava tudo um verdadeiro caos.

E então caiu a ficha de Yoongi. Eles estavam de volta. As pessoas que tinham sumido no que foi intitulado "O Blip". Os Vingadores tinham conseguido reverter o que Thanos havia feito cinco anos atrás, o estalo que tinha feito metade dos seres do universo se desintegrarem.

— Yoongi, o que está acontecendo? — perguntou Jimin assustado, segurando no braço do noivo como se Min fosse protegê-lo do que quer que fosse que estava acontecendo. O que de fato Yoongi faria.

— Eles voltaram... — sussurrou Yoongi sem olhar para Jimin.

— O quê? Eles... — E então Jimin entendeu tudo, seus olhos se arregalaram, lágrimas inundando seus olhos. — Yoongi, o Tae...? — Park não precisou completar, Min apenas confirmou com a cabeça, finalmente olhando para Jimin.

— O Jungkook, o Taehyung e o Hobi, eles estão de volta.


*


O casal cancelou a prova de doces e foi para casa, gratos por não ser tão longe assim da confeitaria. Não disseram uma palavra enquanto caminhavam de mãos dadas pelas ruas agitadas da Seoul.

— O que vamos fazer? — perguntou Jimin quando se sentou no sofá da sala, tirando o casaco pesado e o deixando sobre o braço do sofá.

Yoongi também tirou o casaco, mas diferente do noivo, ele pendurou o agasalho no cabide que ficava atrás da porta, tirou os sapatos e se sentou de frente para o mais novo, pegando as mãos de Park para acariciar, uma forma de acalmar o noivo.

— Nós vamos nos casar em três meses, Jiminie, como o planejado — disse depois de pensar por um tempo.

— Mas eles estão de volta, Yoongi! — Park já estava chorando de novo, uma angústia enorme tomando seu peito.

— Mas faz cinco anos! Jimin, foram cinco anos sem o Jungkook, eu não sei como vou me sentir ao revê-lo depois desse tempo todo, mas eu sei como me sinto em relação a você e sei também que quero me casar contigo, ter nossa família, sermos felizes como o planejado. — Aproximou-se do mais novo, fazendo carinho no cabelo dele.

— Eles não vão aceitar isso, Yoonie, para eles, continuamos namorando! Foram cinco anos para nós, não para eles.

— Você quer fazer o quê? Terminar? Voltar a namorar com o Tae e eu volto com o Jungkook? Ignoramos os últimos cinco anos que nos aproximamos, os últimos quase três anos que namoramos e voltamos com pessoas que nos relacionamos cinco anos atrás?

Yoongi estava claramente nervoso, ele nunca falava alto com Jimin. Seus olhos carregavam uma dor que nem Park, que o conhecia tão bem, sabia decifrar direito.

— Eu não quero terminar com você — sussurrou Jimin, puxando Yoongi para um abraço. — Mas eu não posso magoar o Taehyung assim, eu não posso olhar para ele agora e dizer que estou noivo do namorado do melhor amigo dele.

— E você vai fazer o quê? Mentir?

— Não dá pra mentir, nós iremos nos casar em três meses. Mas podemos só não contar para eles por enquanto? Até... eles se acostumarem a estarem de volta — pediu calmamente, afastando-se o suficiente para encarar o rosto do noivo.

— Você quer que continuemos agindo como o namorado deles? — Min parecia um pouco decepcionado com aquela proposta.

— Não! Yoongi, eu só quero não contar agora que estamos noivos. Não é possível que você não vá se sentir mal contando para o Jungkook que está noivo de outra pessoa!

Min se levantou, passando as mãos no cabelo de forma desesperada, suspirando fundo.

— Nós nem sabemos ainda se foram todas as pessoas que voltaram — disse quando se sentiu mais calmo. — Não sabemos como foi para eles, se lembram dos últimos anos, onde estavam, como estarão quando os encontrarmos. Não sabemos de nada, Jimin.

— Parece que você não queria que eles voltassem — disse Park magoado.

— Eu não queria que eles voltassem tão tarde, Jimin! Faz cinco anos, nós finalmente estamos em paz, finalmente o mundo se acostumou com a perda de metade da população, finalmente estamos felizes! Não é justo, simplesmente não é justo — choramingou apertando os punhos. Estava nervoso, confuso, não sabia o que sentir, o que pensar. Estava tudo uma bagunça.

— Eles não tiveram culpa, Yoongi, eles não escolheram sumir do universo! Por que está agindo como se fosse culpa deles? — Jimin se levantou, encarando o noivo.

— Eu já perdi o Jungkook uma vez, Jimin, e foi doloroso demais. Eu não acho que aguentaria perder outra pessoa novamente — disse depois de um tempo, lágrimas rolando em seu rosto. — Eu estou apavorado. Não sei o que fazer. Eu amo você, quero me casar contigo... Não quero te perder.

Então Jimin entendeu o que estava acontecendo. Yoongi não estava bravo pelo fato de Jungkook e os demais que tinham sido vítimas do Blip terem retornado. Ele estava com medo, com medo de perder Jimin para Taehyung.

— Yoonie... — disse calmamente, buscando os olhos do mais velho. — Você sabe que não vou te abandonar, não é? Sabe que eles voltaram, e que para eles pode ser a mesma coisa que era cinco anos atrás, mas pra mim é totalmente diferente. Eu não conseguiria mais olhar para o Taehyung e ver meu namorado, eu não o amo mais dessa forma, Yoongi. Você entende isso, não é?

— Não sei se entendo, Jimin. Nós não sabemos como vai ser quando olharmos para eles, não sabemos se iremos ou não sentir a mesma coisa, não sabemos de nada. Como você consegue estar tão calmo com isso?

— Eu estou calmo, porque não me importa como eu me sinto por ninguém, Min, eu sei o que eu sinto por você. Eu sei que te amo e que quero me casar contigo — falou o Park em um tom desesperado, como se não aguentasse a ideia do amado sequer pensar que ele poderia gostar de outra pessoa.

— Você não sabe disso, Minnie...

— Sim, Yoongi, eu sei! Eu sei que te amo e que vamos nos casar! E você também sabe disso, você sabe!

— Eu... eu sei — sussurrou puxando o noivo para mais perto, tomando os lábios macios de Jimin em um beijo lento, apenas querendo se sentir mais próximo dele.

— Nós vamos resolver isso, ok? — disse o Park ao se afastar, acariciando o rosto de Yoongi. — Eles vão entender, você sabe que vão.

Min sorriu de lado para Jimin, tentando fazer com que o noivo se acalmasse. Mas Yoongi sabia que eles não entenderiam. Ele conhecia Taehyung e Jungkook bem demais para acreditar que os dois aceitariam numa boa que agora seus namorados estavam noivos.


*


Park tinha dormido no colo de Yoongi minutos depois da conversa que tiveram, sua mente exausta por pensar tanto no que aconteceria dali em diante.

Min observava o rosto do noivo calmamente quando o seu celular tocou.

Ele considerou ignorar e apenas aproveitar da companhia de Jimin, mas o celular continuou tocando por diversas vezes seguidas e poderia acordar o mais novo, por isso ele se esticou e pegou o celular sobre a mesinha de centro, atendendo sem olhar o nome do contato.

— Min falando — disse baixo, sabendo que assim Park não acordaria.

— Hyung!

Uma palavra foi o suficiente para fazer o mundo de Yoongi parar pela segunda vez naquele dia.

— Hyung? Está me ouvindo? — perguntou a voz de Jungkook do outro lado da linha, um pouco confusa. — Yoongi?

O mais velho piscou voltando a realidade, lágrimas juntando em seus olhos.

— J-Jungkook? — A voz do Min falhou, saindo tão baixa que ele mal tinha escutado a si mesmo.

— Hyung! Eu voltei.


*


5 anos antes — Dia do Blip. Seoul, 11:00


— É sério, eu não aguento mais o Jungkook falando de como o Yoongi é perfeito, de como o Yoongi é maduro, de como o Yoongi dá muita atenção a ele, de como o Yoongi tem os melhores amigos do mundo, do quanto ele é descolado por namorar alguém que já está quase no último ano da faculdade. Tipo, e daí? Eu sou descolado também! E maduro! Eu tenho os melhores amigos do mundo! Quero dizer, o Yoongi era o meu amigo, eu quem apresentei os dois!

Taehyung continuava reclamando sobre como o melhor amigo não parecia ter outro assunto desde que tinha finalmente começado a namorar o seu crush da faculdade. Ele parecia levemente irritado com a situação, o que fez Jimin sorrir, adorava o jeitinho fofo do namorado irritado.

— Você está com ciúme — interrompeu Jimin as reclamações do namorado.

— Quê? — Taehyung parou de falar e fitou Park, empurrando-o em seguida. — Eu não, sai pra lá.

— Está sim. Você e o Jungkookie eram grudados, ficavam o tempo todo juntos, então o Kookie começou a namorar o Yoongi e vocês não passam mais 24 horas colados. — Jimin riu alto, puxando Tae para mais perto de si. — Você está com ciúme — completou com um sorriso de provocação no rosto.

— Cala a boca. — Kim mostrou língua para o namorado, virando o rosto em seguida.

— Está vendo? Eu estou certo, como sempre. — Jimin gargalhou, jogando o corpo contra o do namorado, orgulhoso com sua dedução.

— Eu apresentei o Yoongi hyung pro Jungkook! Como o Yoonie pôde roubar meu melhor amigo de mim assim, Jiminie? — resmungou Taehyng petulante.

— Da mesma forma que você me roubou do Jin hyung.

— O meu irmão é muito velho pra ser seu namorado, Jiminie!

— Mas ele é o meu melhor amigo, seu bobão, eu não namoraria com ele. — Revirou os olhos.

— Eu sei que não. — Taehyung sorriu grande, beijando o rosto do namorado em seguida. — Você nasceu para namorar comigo, apenas comigo.

— Igual eu nasci para namorar com o Yoongi hyung — disse a voz de Jungkook ao lado do casal, fazendo Jimin rir e Tae revirar os olhos. O mais novo dos três provavelmente tinha acabado de chegar. — Oi, gente!

— Oi, Jungkookie — cumprimentou o Park gentilmente, divertindo-se com a expressão no rosto de Tae.

— Tem literalmente duas semanas que vocês namoram, Jungkook. Abaixa sua bola — resmungou Taehyung, cruzando os braços.

— E você tem namorado, Tae, não pode surtar com ciúme do seu melhor amigo. — Jungkook mostrou língua para o mais velho, provocando o garoto irritado.

— Olha, eu odeio você dois. Tchau! — disse antes de sair pisando fundo.

Jimin e Jungkook se olharam tentando segurar o riso, mas acabaram falhando e começaram a rir descontroladamente da reação fofa do Kim.


*


Dias atuais


Jimin acordou com a voz de Yoongi, que parecia responder alguém no telefone.

— Sim... Pode ser naquele parque perto da escola... — Uma pausa, provavelmente esperando a resposta do outro lado da linha. — Ok, até amanhã. — Outra pausa. — Eu também, Kookie.

Jimin levantou o rosto do peito de Yoongi, que desligou a ligação e jogou a cabeça para trás, suspirando profundamente enquanto deixava o celular cair no tapete macio. O mais velho estava claramente tenso.

— Kookie? — perguntou o Park baixinho, ajustando-se para olhar direito para o noivo.

— Ele realmente está de volta... Eu... Ah, Jiminie, eu não sei o que fazer. — Yoongi estava chorando. — Eles voltaram, Minie.

Park tentou acalmar Yoongi, mas ele mesmo também estava apavorado, apesar de não demonstrar isso para o noivo.

Naquela noite, Taehyung ligou para Jimin, que não conseguiu atender. Não estava preparado para ouvir a voz do ex-namorado.


*


— Está cedo, onde está indo? — perguntou o Park quando Yoongi levantou da cama, pouco depois das oito da manhã.

— Eu preciso ir à empresa hoje antes de ir ver o Jungkook — respondeu o Min, escolhendo uma roupa para colocar após o banho.

— É tão estranho ouvir que você vai se encontrar com o Jungkook — murmurou Jimin sorrindo pequeno. — Não que o problema seja ele ser seu ex, mas sabe... — Um suspiro. — São cinco anos, Yoonie. Eu ainda mal posso acreditar que os Vingadores realmente conseguiram reverter o Blip.

— Eu só acredito que eles realmente conseguiram porque eu ouvi a voz do Jungkook — disse Yoongi, sentando-se ao lado de Jimin na cama e tirando os fios de cabelo bagunçado do rosto do noivo. — Acho que você deveria ir comigo.

— Para encontrar o Jungkook? — afirmou Yoongi com a cabeça. — Não acha que isso seria estranho?

— O Taehyung e o Hoseok estarão lá... O Jin e o Namjoon também. Uma hora ou outra iriamos nos encontrar, amor. É melhor acabar com isso de uma vez, não vamos conseguir esconder deles que estamos noivos, o Jin é irmão do Taehyung, ontem ele conversou comigo e disse que ainda não contou para o Tae, mas que não conseguiria segurar por muito tempo.

— Eles não vão aceitar isso numa boa, Yoongi. Vai ser uma confusão — disse Jimin aflito, seu coração batendo forte e a respiração se acelerando.

— Não vamos tirar conclusões precipitadas, Minnie.


*


— Você está tremendo — observou Jimin, olhando a mão de Yoongi assim que encontrou o noivo no local indicado para encontrarem com os demais.

— É o frio — disse Min dando um sorriso amarelo pra o noivo, puxando-o para um beijo rápido no rosto.

— Alguém já chegou? — perguntou Jimin, sentando-se no banco ao lado de Yoongi.

— Não, mas o Namjoon mandou mensagem dizendo que eles estão próximos.

— E o Hoseok? Tem notícias?

— Ele está com o Namjoon, aparentemente ele voltou no estúdio do Joon.

— E o T-Tae...? — A voz de Jimin falhou.

— Ele e Jungkook voltaram na casa dos pais do Jin, que foi onde eles estavam quando aconteceu...

— Yoongi... você acha que eles envelheceram?

— Eu não sei, amor. — Yoongi entrelaçou os dedos nos do mais novo, acariciando a mão do namorado na tentativa de acalmá-lo.

Eles ficaram esperando por mais oito minutos até que os amigos chegassem, Namjoon apareceu primeiro, um sorriso enorme no rosto. Ao seu lado, Hoseok acenava para Yoongi que, por sua vez, se levantou e correu em direção do amigo de infância, envolvendo-o em um abraço forte, lágrimas descendo seu rosto.

— H-Hobi? É você mesmo? — perguntou quando conseguiu se afastar do mais novo, que tinha um sorriso grande no rosto.

— Eu que pergunto! Você realmente é o Min Yoongi que eu conhecia? Cadê a roupa de basquete? Cadê o boné para trás? Você está usando terno? — falou Hoseok enquanto analisava Yoongi, uma expressão engraçada apesar do sorriso.

— É realmente você! — disse Min rindo, puxando Hoseok para outro abraço.

— Ai, meu santo, é o Jimin? Meu Jiminie? — Jung se afastou de Yoongi, indo em direção ao garoto mais novo. — Park Jimin! Cadê suas bochechas adoráveis?

Enquanto Jimin e Hoseok se abraçavam, Namjoon avisou que Jin e Taehyung tinham ido buscar Jungkook e que já deveriam chegar logo. Os quatro amigos se sentaram no banco como costumavam fazer anos atrás e Hoseok começou a contar como tinha sido a volta, como Namjoon achou que tinha visto um fantasma e como ele estava com fome ao voltar de seja lá aonde quer que ele tinha ido — ele não se recordava dos últimos anos, apenas de seu corpo se dissolvendo e então tudo preto.

— Park Jimin!

A voz de Taehyung cortou a risada alta de Jimin, que ria das reclamações de Hoseok. O Park olhou assustado para onde a voz vinha, levantando-se em seguida. Taehyung correu até o garoto e o envolveu em um abraço forte — Taehyung ainda era mais alto que Jimin, foi o que Yoongi reparou.

— T-Tae Tae. — Min ouviu o noivo sussurrar enquanto abraçava fortemente o garoto.

— Você não me atendeu! Por que não me atendeu? — Taehyung se afastou para ver o rosto de Jimin, segurando o rosto do mais velho com às duas mãos. — Puta que pariu, você está tão lindo!

Aquilo fez todos rirem, Taehyung continuava o mesmo.

— Hyung!

Yoongi reconheceria a voz de Jungkook em qualquer lugar.

Ver o ex-namorado vindo em sua direção fez o coração de Min acelerar, suas pernas ficaram um pouco fraca e ele teve que se apoiar no banco para não cair. Jungkook o abraçou com força e então Yoongi deixou a primeira lágrima descer.

— Jungkook... Você realmente tá aqui — disse em meio ao abraço apertado que dava no mais novo.

— É claro que eu estou, hyung! Sentiu muito a minha falta?

— Você não imagina o quanto, Kookie.

O grupo de sete amigos demorou quase vinte minutos trocando abraços entre os que permaneceram naquele mundo e os que sumiram durante o Blip. Hoseok, Taehyung e Jungkook — apesar de estarem amando todo o carinho que recebiam de Jimin, Jin, Namjoon e Yoongi — não entendiam bem o porquê de abraços tão fortes e tantas lágrimas, já que para os três não tinha se passado mais que dias desde a última vez que o grupo esteve reunido.

— Então realmente faz cinco anos?

— Cinco anos e oito meses para ser exato — respondeu Yoongi a Taehyung.

— Quase seis anos não foi o suficiente para o meu Jiminie crescer? — provocou Tae, dando um tapinha nas costas do mais velho.

— Eu sou quase seis anos mais velho que você agora, Taehyung. Sugiro que tenha mais respeito com o seu hyung! — rebateu Jimin.

— O hyung está usando terno — disse Jungkook, referindo-se a Yoongi, um sorriso pequeno nos lábios.

— Eu também fiquei chocado com isso — disse Hoseok para o mais novo deles.

— Vocês precisam entender que agora não somos mais adolescentes. O Jin e o Yoongi estão com quase trinta anos — disse Namjoon.

— O que torna vocês três mais irritantes que o normal para nós quatro, que agora somos 100% adultos e responsável pela própria alimentação — completou Jin a fala do marido. — Bom, tirando o Yoongi, que é totalmente dependente do Jiminie.

Aquela fala fez os sete ficarem em silêncio por um tempo. Todos se entreolhando; Hobi, Taehyung e Jungkook não entendendo bem, Namjoon e Jin entendendo que tinha chegado a hora de contar aos amigos que Jimin e Yoongi estavam noivos.

— O que quer dizer com isso, maninho? — Taehyung quebrou o silêncio estranho que tinha se instalado entre eles.

— Tae... Podemos conversar a sós por alguns minutos? — perguntou Jimin antes que Jin pudesse respondê-lo.

— Por quê? O que está acontecendo, Jimin?

— Taehyung, é melhor a gente conver...

— Jimin, não tem nada que você não possa falar na frente dos meninos! — Taehyung estava claramente irritado, uma mania que sempre irritou Jimin quando eles eram melhores amigos e depois namorados.

— Nós estamos noivos, Taehyung. Eu e Jimin estamos noivos — intrometeu-se Yoongi na conversa, não querendo prolongar ainda mais aquela angustia. — Eu e Jimin, nós estamos noivos.

— O quê? — perguntaram Jungkook e Taehyung juntos.

— Nós estamos noivos e vamos nos casar em três meses — completou Yoongi.

— Que pegadinha é essa? — Hoseok tentou rir.

— Não é pegadinha, Hobi...

— Vocês dois... — disse Tae, apontando para Jimin e Yoongi. — Noivos? — Riu amargo.

— Sim, mas eu posso explic-

— Explicar o quê? Uh? Que você está noivo de outra cara? Que está me traindo? — gritou Taehyung, levantando-se.

— Tae, não é ass-

— Não é assim o caralho, Jimin! Você é o meu namorado, como pode estar noivo de outro cara? Noivo do meu amigo?

— Taehyung, abaixa o tom de voz — repreendeu Jin.

— Abaixa o tom de voz? — Ele se virou para o irmão. — Quem é você para querer falar algo pra mim? Você sabia dessa palhaçada o tempo todo e não me contou?

— Aconteceu tudo tão rápido que eu mal pensei nisso, Tae — tentou justificar-se Jin.

— Aconteceu rápido mesmo, sumo por alguns dias e quando volto, meu namorado vai se casar com o namorado do meu melhor amigo.

— Foi cinco anos e oito meses, Taehyung! — disse Jimin alto, levantando-se também. — Entendo que é muita coisa para sua cabeça agora, mas foram quase seis anos para mim! — completou Park em meio às lagrimas.

Todos ficaram em silêncio. Yoongi voltou o olhar para Jungkook, que observava calado toda aquela confusão, os olhos arregalados como sempre quando não sabia o que fazer.

— Quer saber? É realmente muita coisa para a minha cabeça — falou Taehyung amargamente antes de se virar e correr em direção à saída do parque.

Jimin tentou ir atrás do ex, mas foi impedido por Namjoon. — É melhor vocês conversarem depois, Jiminie — disse ao amigo.

— Vou atrás dele, faz muito tempo e as ruas estão bem diferentes — disse Jin baixinho antes de correr atrás do irmão.

— Kookie, você não tem nada a dizer? — perguntou Yoongi depois de observarem Jin sumindo da visão deles.

— Faz cinco anos, hyung. — O garoto deu de ombros; apesar de parecer triste, um sorriso de lado cresceu em seus lábios. — Não seria justo que vocês esperassem sem ao menos saber se nós voltaríamos mesmo.

Aquilo fez com que Jimin chorasse mais ainda.


*


— Foi um caos — falou Jimin pela primeira vez desde que tinham chegado em casa depois do fiasco que tinha sido o reencontro dos sete.

— Eu pensei que quem teria essa reação seria o Jungkook, não o Tae... sinceramente. — Min se sentou no sofá, tirando o casaco em seguida.

— Eu sabia que o Taehyung não receberia isso bem. Eu não iria receber isso bem caso fosse o contrário, Yoongi. — Jimin andava de um lado para o outro na sala deles, as mãos na cintura em sinal de nervosismo.

— Vamos esperar um pouco, Minie, talvez ele só precise de um tempo para colocar todas as ideias no lugar.

— Yoongi, não seja ingênuo. O Taehyung nunca vai nos perdoar por essa traição — disse Jimin frio, encarando o Min.

— Traição? — Yoongi se levantou. — Como o que nós fizemos é traição quando nós não tínhamos ideia de onde eles tinham ido parar? Mesmo agora que eles voltaram, não fazemos ideia disso, Jimin! Quem nos garante que eles realmente voltaram para ficar agora?

— Não muda o fato de termos os apunhalado nas costas com o nosso casamento, Yoongi!

— Você quer terminar comigo e ficar com o Taehyung? — perguntou Min alto, não gostando nada do tom que Jimin estava usando com ele.

— Não fale besteira, eu só não acho certo o que fizemos.

— Foram anos sem eles, Jimin! Mas que inferno! Entendo que o Taehyung reagiu de forma ruim, mas isso não nos faz traidores! Eles sumiram, puff, desapareceram para sei lá onde! Você queria fazer o quê? Sentar e esperar sem nunca se quer saber se eles voltariam?

— Talvez isso fosse o certo. Talvez você só tenha se apaixonado por mim porque você precisava de alguém que pudesse tampar o buraco que o Jungkook deixou.

Yoongi encarou Jimin por alguns minutos, decepcionado demais com a fala do noivo.

— Quase quatro anos de relacionamento, e você diz que foi uma forma de tampar buraco? — Riu amargo, pegando o casaco que tinha deixado no sofá. — Talvez para você eu tenha sido realmente um tapa-buraco, Jimin, e por isso você está falando essas coisas, já que não precisa mais de mim e o Taehyung está de volta.

— Yoongi, não é-

— Estou saindo, Park. Agora sou eu quem está com a cabeça muito cheia.


*


— Não, Jimin, o Yoongi não veio para cá. Aconteceu algo? — disse Namjoon preocupado, encarando Jin e apoiando o celular entre a bochecha e o rosto.

— Ele saiu tem algumas horas e não atende minhas ligações ou responde minhas mensagens... Estou preocupado, Nam. — A voz de Jimin estava triste do outro lado da linha.

— Se ele aparecer por aqui, eu te aviso, Jiminie... mas... o que foi?

— Nós meio que discutimos depois que chegamos em casa... sobre a volta dos meninos. — Namjoon podia ouvir o arrependimento na voz de Park.

— Entendo... Mas logo ele aparece, ok? Você sabe como ele é às vezes. — Sorriu, tentando animar o amigo.

— Sim, eu sei.

Eles conversaram por mais alguns minutos, Namjoon tentando acalmar Jimin, que chorava do outro lado da linha. Quando eles desligaram a ligação, a campainha tocou. Kim deixou o celular sobre a mesa e foi até a porta, abrindo a mesma e não se surpreendendo em ver Yoongi ali.

— Eu posso dormir aqui? — Foi a primeira coisa que Min disse, já passando por debaixo do braço de Namjoon para entrar no estúdio.

— O Jimin ligou agora e está preocupado. Você deveria ir para casa — apontou Kim, fechando a porta e se virando para o melhor amigo.

— Ele quer o Taehyung lá, não a mim — resmungou tirando os sapatos e se deitando no sofá confortável que tinha ali.

— Que merda você está dizendo, Yoongi?

— Ficou claro pra mim que o Jimin está tentando arrumar uma briga para separarmos e ele ficar com o Taehyung, ok? Ele até considerou nosso relacionamento uma traição para o nosso relacionamento com o Jungkook e o Tae.

— Bom... Na visão do Taehyung e do Jungkook, de certa forma é realmente uma traição. Para eles, até ontem vocês ainda namoravam. Eu sei que é tudo muito complicado agora, Min, mas não fica falando que o Jimin quer voltar com o Tae.

— Mas o Jungkook entendeu! O Taehyung que fez uma tempestade no copo d'agua, Namjoon.

— Yoongi, imagina se você desaparece pelo que, para você, parece ser algumas horas e quando volta encontra o Jimin noivo de outro cara. — Namjoon puxou uma cadeira e se sentou de frente para Min. — Imaginou? — O mais velho balançou a cabeça afirmando. — Como você se sentiria?

— Trocado?! — disse como se fosse o óbvio.

— Então, é assim que o Taehyung se sente agora, Yoongi. Por mais que para a gente tenha se passado todo esse tempo, para eles foram apenas horas, ou dias, sei lá, ainda não entendi muito isso. Mas é diferente. E a raiva do Tae é aceitável.

— Você acha que o Jimin vai terminar comigo para ficar com o Taehyung? — perguntou Yoongi depois de um tempo analisando o ponto de Namjoon, sabendo que o amigo sempre estava certo.

— É complicado, Yoongi...

— Você sempre diz isso quando sabe que eu vou me foder — interrompeu Min. — É... Resta saber se é da boa ou da má forma.

Aquilo fez Namjoon rir, e ele sabia que era apenas uma forma de Yoongi não começar a chorar ali mesmo.

O Kim também sabia que Jimin amava Yoongi, mas ele se lembrava bem de como Jimin e Taehyung eram inseparáveis antes do Blip. Namjoon sentia a dor pelos quatro amigos, pois sabia que, apesar de ter dito estar tudo bem, Jungkook também se sentia muito mal porque, assim como Jimin, ele amava muito o Min.


*


Jimin tomou outro gole do café quente que tinha pedido para si, sua perna balançando enquanto ele tentava não pegar o celular e rolar pela quinta vez seguida o feed que ele sabia não ter atualizado.

Ele odiava esperar, por isso sempre preferia chegar um pouco atrasado, mas, naquele dia em específico, ele estava pronto muito antes da hora marcada e não viu motivos para esperar antes de ir para o local em que tinha marcado de se encontrar com Taehyung.

O ex de Park demorou cinco dias para aceitar falar com ele desde o que tinha acontecido no parque no dia que eles se reencontraram. E as coisas entre Yoongi e o noivo não estavam nada bem, eles mal conseguiam dormir na mesma casa, mal conversavam também. Era uma tortura para ambos.

Jimin tinha pensado muito sobre tudo o que tinha acontecido, como ninguém tinha realmente culpa, sobre como o que ele e Yoongi fizeram não foi, de forma alguma, traição. E, por mais que ele amasse o Min com todo seu coração, uma parte dele sabia que ele nunca seria feliz se não recebesse o perdão de Taehyung.

— Penso que as coisas realmente mudaram, você chegando adiantado é coisa de outro mundo.

Park levantou a cabeça, sorrindo pequeno ao ver Tae ali. O garoto usava roupas que Jimin sabia ser de Seokjin, ele provavelmente ainda não tinha comprado roupas novas, já que fazia menos de uma semana desde que tinha voltado e a maioria das famílias havia decidido doar todas as coisas dos que sumiram.

— Oi, Tae! — Jimin se levantou para cumprimentar o mais novo com um abraço rápido. — Eu pedi um cappuccino pra você, com caramelo — disse ao se sentar novamente.

— Obrigado... — Tentou sorrir.

— Então, como tem sido? — perguntou o Park com receio, não querendo falar algo que pudesse magoar Taehyung.

— Bom, é tudo muito doido. Como se eu tivesse vindo para o futuro, sabe? Eu e o Jungkook descobrimos que temos vários jogos novos para zerar, apesar de não termos mais nada, já que tudo foi doado uns anos depois que nós... sumimos.

— Sim, tudo ficou um caos depois que metade de toda a vida da Terra simplesmente desapareceu. Demoramos quase dois anos para nos recompor e começarmos a vida novamente. E mesmo depois de dois anos ainda foi muito difícil, não só emocionalmente falando — Jimin tentou explicar.

— O Jin me contou como foi. Eu sinto muito que vocês tiveram que passar por tudo isso. Para mim não foi nada, seja o que quer que tenha acontecido com a gente que "sumiu", eu não me lembro de nada. Então por isso reagi daquela forma quando descobri que você e o Yoongi estão... noivos. — A última palavra saiu um pouco falhada na voz de Taehyung, que desviou o olhar para o cappuccino que Jimin tinha pedido pra ele.

— Tae... Eu sei que é muita coisa, eu sei que parece errado, mas eu realmente espero que um dia você entenda que eu jamais faria alguma coisa para te machucar, e que quando eu comecei a me permitir sentir algo pelo Yoongi, eu realmente não tinha mais esperanças de que vocês voltariam — disse Jimin sincero, os olhos enchendo de lágrimas ao falar.

O mais novo balançou a cabeça, ainda sem olhar para Jimin. Ele demorou alguns segundos antes de responder Jimin, a voz um pouco trêmula.

— Eu não vou dizer que está tudo bem, porque não está... Eu ainda estou meio revoltado com tudo isso, mas você não tem culpa, e eu não te odeio ou odeio o hyung. — Tae levantou o olhar para Jimin. — Eu só preciso de um tempo para colocar todas as ideias no lugar, e talvez eu até vá ao casamento de vocês.

Park deixou as lágrimas rolarem por seu rosto. — Obrigado, Tae... Obrigado por pelo menos tentar entender.

— Eu sei que você pensou muito antes de deixar seu coração se apaixonar pelo hyung, eu te conheço, Jimin. E eu sei também que você sabe que eu iria esperar que você encontrasse alguém que te faria feliz, você mais que ninguém merece isso, Minie. — O Kim sorriu, pegando a mão de Park para tentar acalmar o mais velho. — E você já está velho demais pra mim, de qualquer forma — brincou, fazendo o ex dar risada em meio às lágrimas. — Seja feliz com o hyung, ok? Eu posso demorar, mas eu vou ficar bem; no final do dia, eu sei que eu sempre vou ser seu soulmate, o Yoongi que lute tentando superar isso!

— Kim Taehyung!


*


Yoongi chegou tarde naquele dia, como todos os outros dias da semana. Ele estava evitando encontrar com Jimin ou ver o noivo acordado, já que queria evitar qualquer possível briga.

— Yoongi, podemos conversar? — A voz de Park fez com que Min travasse na porta, onde retirava os sapatos e o casaco.

— Hm, boa noite, Jimin — respondeu quando saiu do transe. — Claro, eu só vou tomar um banho primeiro, estou exausto.

— Ok, eu te espero aqui. Eu fiz o jantar, então podemos comer e depois conversar. — O mais novo ofereceu um sorriso pequeno ao futuro marido.

— Oh... Isso é... bom?! — Yoongi sentiu um sorriso crescer em seu rosto, apesar de estar com medo do que poderia ser a tal conversa. — Eu não vou demorar então.

Depois de tomar um banho rápido, Yoongi colocou os pijamas que geralmente usava e secou os cabelos antes de voltar para a cozinha, onde Jimin o esperava com o jantar e uma taça de vinho.

— Vinho, isso quer dizer que a conversa não é tão ruim assim. — Min apontou ao se sentar de frente para o noivo.

— E por que ela seria? — Jimin franziu a testa.

— Porque nós não estamos muito bem nos últimos dias... Eu não sabia o que esperar.

— É, não estamos mesmo. Mas nós sempre superamos esses desentendimentos, e eu não vejo a hora de resolvermos esse. — Sorriu segurando a mão do mais velho.

— Eu também, Jiminie. Eu também. — Suspirou fundo, levando a mão de Jimin até os lábios e depositando um beijo demorado ali.


*


Após jantarem falando sobre como tinha sido a semana de cada um, eles lavaram as louças juntos antes de pegarem a garrafa de vinho e irem para a sala, onde se sentaram de frente um para o outro e iniciaram a conversa.

— Eu fui ver o Taehyung hoje — começou Jimin.

— E como foi?

— Bem? Nós conversamos bastante, e acho que ele aceitou nosso relacionamento e sabe que, apesar de tudo, ele continua sendo meu melhor amigo e que ninguém nunca irá tomar esse lugar dele. — Sorriu fraco. — Mas ele disse que talvez demore um pouco mais para ele ficar 100% em paz com a ideia da gente se casando. Mas só de saber que ele pelo menos vai tentar... é muita coisa pra mim.

— Fico muito feliz ouvindo isso, Minie, sei que você não ficaria bem sabendo que ele não aceita nosso relacionamento.

— Eu também estou feliz, estou em paz. Mas chega de falar disso. — Deixou a taça de vinho sobre a mesinha de centro da sala e se aproximou mais de Yoongi. — Eu quero te pedir desculpas, hyung. Pela forma que eu agi, pelas coisas que eu disse e por ter feito você se sentir como um substituto do Tae. Eu espero que você saiba que você nunca foi um tapa-buraco, eu te amo por quem você é, pela pessoa incrível que conheci depois que nos aproximamos. Eu te amo pela forma que você me faz sentir, não por querer substituir alguém. Eu vou me casar contigo porque você é o cara mais incrível desse mundo e eu seria um grande idiota em não reconhecer isso.

— Sim, você seria — brincou Yoongi, puxando Jimin para um abraço. — Eu também seria um idiota de deixar o amor da minha vida não casar comigo, por isso te pedi em casamento aquele dia, Jiminie — sussurrou o abraçando ainda mais forte.

— Nós vamos nos casar em menos de três meses e vamos fazer um ao outro as pessoas mais felizes existentes nesse mundo, ok? — prometeu Park, sabendo que aquela seria uma promessa que nunca quebraria.

— Ok! — Yoongi sorriu, puxando o mais novo para um beijo.

— Hyung, eu te amo, você sabe.

— Eu sei, Jiminie.

Fim

~~~~


Notas finais: Obrigada a todos que tiraram um tempinho para ler, espero que tenham gostado.



-----



Divulgação:Amores, já conhecem oExplicando Yoonmin? O @2minpjct está com uma parceria novinha! OExplicando Yoonminé um canal no Youtube de conteúdo Yoonmin <3 Por favor, deem muito amor e carinho a ele!!


https://www.youtube.com/channel/UCAPfOHwXhKSbMBe1Oq2d6Dw/featured

25. November 2021 20:19:37 1 Bericht Einbetten Follow einer Story
1
Das Ende

Über den Autor

2Min Pjct Projeto de fanfics do shipp Yoonmin (Yoongi & Jimin) do grupo sul coreano BTS. Nos encontre também no Wattpad (https://www.wattpad.com/user/2MinPjct), Spirit (https://www.spiritfanfiction.com/perfil/suji05), ao3 (https://archiveofourown.org/users/2minpjct) e twitter.

Kommentiere etwas

Post!
Alexis Rodrigues Alexis Rodrigues
Olá, pessoal do 2Min Pjct! Meu nome é Alexis e faço parte da Embaixada brasileira do Inkspired e estou aqui para lhes parabenizar pela Verificação da sua história. Primeiramente gostaria de dizer que achei maravilhoso esse crossover. Universo Marvel e BTS me parece uma mistura única (infelizmente não posso dar um parecer detalhado a respeito dos rapazes do BTS porque não ouço KPop), e que foi conduzida de forma que a cada parágrafo eu me percebia ansiosa para ver qual seria a reação dos que ficaram ao reencontrarem os que voltaram. Um evento tão único como esse, e tão intensamente aterrorizante, ser revertido quando ninguém estava esperando com certeza é de deixar qualquer um prendendo a respiração. Yoongi e Jimin estão provando os doces que serão feitos para sua festa de casamento quando são pegos de surpresa pela reversão do Blip. O casal volta para casa apressadamente, e é nesse momento que finalmente entendemos o motivo de estarem tão tensos: cinco anos se passaram e eles seguiram suas vidas, namorando e noivando, mas, antes do Blip, Yoongi e Junkook eram um casal, e Yoongi está crente que, independentemente de como ele se sinta ao rever seu ‘‘falecido’’ amado, ele ainda seguirá em frente com os planos com Jimin e eles se casarão. Tudo parece muito fácil de ser falado, não? Jimin sabe muito bem disso, e não tem intenção alguma de magoar os que voltaram. Com a chegada da série do Gavião Arqueiro, temos uma exata visão de como tudo ocorreu: para os que ficaram, cinco anos se passaram, para os que se foram, uma questão de segundos. Processar todas as mudanças de uma vez definitivamente seria um baque para qualquer um. E o doloroso momento em que o noivado é revelado é de deixar qualquer um nervoso. Por um lado, os que ficaram, que tentam se fazer compreender: quase seis anos se passaram. Por outro, os que se foram: queriam que os demais esperassem para saber se voltariam. É uma situação difícil de lidar. Nós analisamos os eventos como espectadores, mas ao nos colocarmos na posição deles – de qualquer um – é difícil saber como reagiríamos. No decorrer da one-shot acompanhamos somente os pontos de vista dos rapazes, que, dentro desse crossover, representariam as pessoas mundanas, ‘‘normais’’. Eles não sabem que Tony Stark já tinha desistido de tudo antes de Scott Lang milagrosamente voltar. Talvez, se soubessem que Tony quase não conseguiu descobrir uma forma de reverter tudo, suas reações fossem diferentes, mas nunca saberemos. Essa é uma fanfic belíssima, escrita com grande esmero (como todas do projeto). Não notei erros de português que precisem ser revisados (a equipe de vocês é realmente dedicada!). Obrigada por nos agraciarem com essa fanfic maravilhosa (que conquistou uma pessoa que nem entende de KPop, olha só!). Espero que continuem postando sempre aqui na plataforma! Um abraço a todos do projeto e até a próxima :*
December 21, 2021, 01:53
~