nancihernan Nanci Hernandez

Felipe recebe uma visita inesperada que pode mudar a sua vida completamente. O trabalho parece cada vez mais cansativo e ele não sabe explicar o motivo de se sentir tão cansado. Os sonhos eróticos com a sua ex vem perturbando a sua mente e ele sente que talvez precise procurar um médico. Não muito longe dali, em uma outra dimensão, uma recém formada precisa recolher insumos para a criação de um novo exército, seu povo está em guerra! Porém ela se vê presa ao mortal rapaz, suas missões estão cada vez mais fracassadas e ela pode sofrer a pena máxima... morte!


Erotik Dunkle Fantasie Nur für über 18-Jährige.

#fantasia #hot #erótico #succubus #fantasia-hot
0
1.8k ABRUFE
Im Fortschritt - Neues Kapitel Jeden Samstag
Lesezeit
AA Teilen

Prólogo

Alice terminou comigo!

Eu sabia que estávamos caminhando para o término, desde aquela noite de chuva de novembro. Alice estava cada vez mais desinteressada, mal atendia as minhas ligações e quando estávamos juntos, era notável que sua vontade era estar em qualquer lugar, menos comigo.

Hoje ela veio aqui em casa, como sempre vem todas as noites, é costume ela sair da faculdade e ficar aqui comigo até a hora que desejar. Eu comprei a sua pizza preferida, refrigerante e fiz pipoca caso ela quisesse assistir um filme, Alice adora filmes de comédia. Quando abri a porta, ela parecia desanimada, a princípio acreditei ser por causa da faculdade, ela cursa economia e passa por uns perrengues de vez em quando, já pensou em largar o curso várias e várias vezes, mas eu sempre digo que ela deve continuar, afinal de contas esse é o sonho dela.

Alice senta no meu sofá, empurrando para o lado alguns boletos que deixei ali. Em silêncio ela parece estar reparando toda a minha casa e isso me deixa um pouco desconfortável. O ambiente não está arrumado e eu posso me justificar, trabalho numa empresa de desenvolvimento de jogos e meu chefe me escolheu para fazer parte da equipe do mais novo projeto da empresa, o que pode ser o pontapé inicial para eu sair da minha vida de jovem adulto endividado e com problemas com a família. Meus pais não conversam comigo, eles queriam um filho médico, ganharam um desenvolvedor de sistemas. Eles são antigos, não compreendem que a tecnologia está mudando o mundo e que um dia as pessoas vão olhar para os profissionais de T.I da mesma forma que olham para os médicos e advogados, confia no que estou dizendo!

Voltando a Alice.

Ela ficou ali em silêncio de cara amarrada e eu completamente sem saber como reagir, pensei que ela poderia estar com fome, por isso corri para a cozinha e peguei pizza com refrigerante para nós dois. Coloquei tudo sobre a mesa de centro da sala e ela, do nada, ficou nervosa.

一 Sério mesmo, Felipe?

一 Eu fiz algo de errado? 一 Perguntei preocupado.

一Cara, eu estou cheia! 一 Ela se levantou do sofá colocando as mãos no rosto, dava para ver o estresse exalando pelos seus poros. 一Estou cansada dessa vidinha.

一Do que você está falando? 一 Perguntei, mas no fundo eu sabia a resposta, eu sempre soube, só joguei para debaixo do tapete como sempre faço com tudo em minha vida.

一 Felipe nós estamos juntos há três anos, e tem três anos que a minha vida se baseia em ir para a faculdade, passar raiva e depois vir dormir com você, quando chego aqui o que encontro? Meu namorado sempre descabelado, com olheiras enormes, sempre comemos pizza ou alguma outra besteira, assistimos um filme idiota, transamos e depois eu durmo enquanto você volta para a droga do computador. Nesse relacionamento não tem encontros, não tem absolutamente nada que um casal normal vive, você entende a gravidade disso?

一Eu achei que você estava feliz e você sabe como é o meu trabalho.

一 Um trabalho ridículo, você acha mesmo que ficar animando personagenzinho vai te levar para algum lugar? Acorda, você é um homem adulto. Seus pais estão certos de não falar mais com você.

一Você está pegando pesado! 一 Senti o nó se formar na minha garganta.

一Estou? Claro que estou. Olha quer saber, eu mereço coisa melhor, estou me formando, vou conseguir um emprego incrível e ficar com você não vai me levar a lugar algum. 一 Ela pegou a sua bolsa.一 Naquela noite que eu não dormi aqui, aquele dia que estava chovendo e nós discutimos… Eu sai daqui, encontrei uns amigos da faculdade. Naquela noite, eu tive uma transa maravilhosa, com um cara que você não chega nem na metade, foi aí que eu percebi que isso tudo aqui é uma perda de tempo!

Ela não falou mais nada, só saiu pela porta, naquele momento eu soube que Alice nunca mais ia voltar. Eu sabia que essa hora ia chegar, só não imaginei que seria dessa forma e que ia doer tanto. Suas palavras foram como farpas afiadas penetrando todo o meu corpo. Por longos momentos eu quis gritar, quis dizer que ela estava errada, que não era daquela forma. No entanto, era tudo verdade. Nós não tivemos uma vida de casal normal, mas não foi por falta de vontade, meu trabalho exige muito de mim e eu quero provar que as minhas escolhas não foram erradas, como todo mundo insiste em jogar na minha cara.

Chorei muito depois que Alice foi embora, comi metade daquela pizza, bebi todo o refrigerante e depois umas cervejas que estavam na geladeira. Estar na sarjeta se tornou algo recorrente em minha vida, só não imaginava que ao perder Alice a sensação de pior pessoa do mundo cairia sobre mim tão forte e dolorosamente.

Já embriagado, fui para o meu quarto e deitei na cama. Respirei fundo e deixei as lágrimas rolarem pelo meu rosto. Felipe, rejeitado pela família e pela namorada, um cara sem amigos e sozinho. Será que se eu morrer alguém vai chorar por mim? Espantei os pensamentos, não quero voltar para a sala de espera da clínica psiquiatra, muito menos tomar aqueles remédios que me fazem parecer um morto vivo. Dormir me fará bem. E eu dormi, dormi profundamente segundo depois, acordando, acredito eu, no meio da madrugada, quando alguém acendeu a luz do meu quarto.

Não acreditei no que vi bem ali na minha frente, por que diabos ela voltou? Porém eu não queria saber. Alice voltou e céus, como ela estava linda. Seu cabelo ruivo de farmácia brilhava como o nascer do sol. Sua pele, por baixo da fina camisola de renda, era como veludo. Seus lábios cobertos de vermelho estavam convidativos e seus olhos verdes me puxava de forma magnética para ela. Alice subiu na cama e veio de quatro ficando por cima de mim. Inspirei profundamente prendendo a respiração quando seus lábios grossos tocaram o meu pescoço, ela começou a dar beijinhos de leve emquanto a sua mão direita acariciava a parte, agora rígida, do meu corpo. Seus beijos se transformaram em pequenas mordidas e eu segurei seu rosto levando seus lábios aos meus. Nos beijamos profundamente enquanto ela tirava a minha roupa e começava a trabalhar com lábios me fazendo gemer. Quando eu estava prestes a perder o controle, ela deu um sorrisinho sexy e sentou em cima de mim, arfei de prazer enquanto ela ia cada vez mais rápido. Segurei a sua cintura, ajudando ela a se mover para cima e para baixo. Alice gemeu junto comigo e tudo foi ficando mais quente, mais intenso, até que ela arqueou as costas e gemeu alto me fazendo gozar e unir meus gemidos aos seus.

O estranho aconteceu depois, eu ainda estava dentro dela quando o cansaço me abateu. Todo o meu corpo ficou anestesiado e um sono descontrolado veio como uma enchente num dia de tempestade. Alice começava a sair de cima de mim quando um som de briga do lado de forma me assustou. Levantei e me sentei na cama, o quarto estava escuro, Alice não estava ali. Eu ainda estava vestido da cintura para cima e minha camisa estava lavada de suor. Senti o cansaço, mas nada foi pior do que perceber que aquela noite perfeita foi criação do meu subconsciente. Levantei com dificuldade e me arrastei até o banheiro, lavando o rosto com um punhado de água fria da torneira. Levantei a cabeça para olhar o meu reflexo e de relance vi uma mulher atrás de mim. Me virei assustado, não havia nada naquela casa além de mim e toda bagunça.

一 Eu devo estar ficando louco, é isso! 一 Voltei para cama e dormi por horas seguidas.




Em uma dimensão não muito longe dali…


A fila de entrega da coleta estava enorme. As outras Lilins conversavam animadas sobre a sua primeira noite no mundo humano e como conseguiram dominar diversos homens, roubando várias sementes. Elas estavam orgulhosas de si mesmas e provavelmente seriam parabenizadas pela grande mãe, essa remessa traria uma grande leva de novas Lilins e isso é importante, estamos em guerra! O problema estava na pequena caixinha que eu segurava nas minhas mãos, a minha coleta. Sei que a grande mãe esperava algo grande de mim, fui uma das suas melhores alunas e ali naquela caixa estava o fruto de todo o meu estudo na academia Succunville, ou melhor, não estava. Mesmo sabendo todas as técnicas, mesmo tendo sido uma aluna exemplar, tudo que consegui foi apenas uma amostra, coletada apenas de uma vítima.

Eu fui para o mundo dos humanos preparada para fazer uma grande coleta, mas quando observei toda aquela cena pela janela, a forma como aquela mulher falou, o rapaz chorando… Aquilo tudo me incomodou de uma forma inexplicável, ele não merecia aquilo e eu quis lhe fazer bem, ele estava feliz quando eu roubei as suas sementes… estava feliz depois de parecer sofrer muito… eu sei, eu sei que eu deveria ter lhe dado pesadelos, mas não consegui, principalmente quando ele me inundou de um prazer que eu nunca senti e que ninguém aqui falou sobre. Foi algo mágico, foi intenso e eu não tive coragem de ir para outro lugar, só consegui ficar ali, observando aquele jovem enquanto ele dormia, depois de ele ter quase me visto… se isso tivesse acontecido, eu seria condenada, preciso ter mais cuidado. Mas será que da próxima vez eu conseguirei ir para outro lugares? Quero ver aquele humano de novo.

15. Mai 2021 13:15:07 0 Bericht Einbetten Follow einer Story
0
Lesen Sie das nächste Kapitel Capítulo 1

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~

Hast Du Spaß beim Lesen?

Hey! Es gibt noch 1 Übrige Kapitel dieser Story.
Um weiterzulesen, registriere dich bitte oder logge dich ein. Gratis!