loremkmorais Lorem K Morais

Ao se mudar para um colégio interno, um garoto solitário se vê uma situação inusitada onde todas as manhãs acorda em um lugar diferente de onde foi dormir. Ele quer uma resposta, mas ela pode ser mais assustadora do que ele poderia imaginar.


Horror Geistergeschichten Nicht für Kinder unter 13 Jahren.

#horror #suspense #terror #arrepiainks
Kurzgeschichte
5
6.3k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Capítulo Único


Ele não percebeu de imediato na primeira vez que aconteceu.

Era sua quarta semana no colégio interno, em outro país.

Ele não queria estar lá e obviamente seus colegas de alojamento também não estavam felizes de o ver, então não se importou quando ficou naquele quarto, o último na ala norte e o mais isolado.

Talvez por ser tão isolado, demoraram tanto para notar, até o monitor de alojamento dormir em uma certa noite em um quarto próximo do seu e vir reclamar do barulho que fazia no meio da madrugada

Quando isso aconteceu pela primeira vez o ignorou, achando que era mais uma implicância de seus colegas.

Porém, a reclamação se repetiu algumas vezes, chegando até mesmo uma nota da direção sobre arrastar os móveis no meio da madrugada.

E foi quando ele notou. A princípio era apenas uma cadeira, uma mesinha. Os quartos dos alunos eram grandes e a vantagem de ter sido isolado era que não precisava dividir com ninguém, então havia bastante mobília. Talvez por isso não tivesse notado a mudança de imediato.

Quando ele notou, no entanto, não conseguiu tirar isso da cabeça.

As reclamações continuavam, seus colegas cada vez mais irritados, mas ainda acreditava que poderia ser uma pegadinha de alguns deles, mas o que o intrigava era como não acordava com o barulho?

Quando pela terceira vez acordou com a cama, a qual sempre colocava perto da parede, encostada na janela oposta, ele resolveu que colocaria a câmera do computador durante a noite. Se fosse algum de seus colegas, o que era provável, ele teria provas.

O vídeo que encontrou no outro dia o intrigou na mesma medida que o deixou assustado, ainda assim ele não o mostrou a ninguém.

Na câmera ele viu o que a princípio parecia ser os móveis se movendo sozinhos. A mesinha, seu guarda-roupa, a cama, com ele dormindo profundamente nela. Todos os móveis se afastando até a parede oposta, perto da janela.

Apenas quando mudou o contraste do vídeo ele conseguiu ver ali, no canto do quarto, a sombra mais escura do que deveria, cobrindo toda a parede.

Havia olhos nela.

.......................................

As reclamações continuaram, assim como o fato de acordar todas as manhãs fora do lugar onde havia dormido. Ele havia experimentado de tudo, como alarmes ou medicamentos para ficar acordado a noite inteira, mas nunca funcionava: ele sempre acordava no outro dia, no mesmo horário, com a cama perto da janela.

No decorrer do dia nada parecia fora do normal.

Achou mais seguro requisitar transferência de quarto para outra ala. Foi negado, ainda assim resolveu certa noite, ao ver as sombras do quarto mais escuras, ao sentir o frio subindo por suas pernas, ir dormir em um dos quartos vazios.

Ao acordar no outro dia estava na sua cama, perto da janela.

.......................................

Às vezes ele a vida no canto do quarto.

Era aquela região onde tudo parecia escuro, mais frio, mais desesperador.

Sempre que olhava naquela direção, os pensamentos vinham à sua mente, de como seu pai havia o abandonado, de como sua mãe havia morrido, de como todos o odiavam na escola. Ele se sentia sozinho, sem esperanças.

Nessas horas a sombra parecia quase uma companhia aceitável.

Como experimento ele resolveu não colocar as coisas de volta no lugar em certa manhã, mas dormir na cama perto da janela.

No outro dia, nada havia mudado, e nenhuma reclamação surgiu.

.......................................

Perto do fim do ano, ele acordou com um barulho no meio da madrugada.

Acordou de supetão e se ergueu da cama, apenas para pisar no vazio e quase cair na escuridão.

Finalmente ficou desperto. Era como observar uma cena pós apocalíptica estranha.

Havia destroços, sangue e corpos carbonizados. Via tudo dali de cima, do pequeno pedaço que havia restado de todo o alojamento, pendurado entre tijolos.

Mais tarde ele saberia que havia sido o único a sobreviver do alojamento quando o avião caiu em cima deles.

Ele apenas escapou por sua cama estar recostada na janela.

......................................

Deveria haver alívio, gratidão por ter sido salvo.

Em seu coração só havia um peso, que nada havia com culpa de sobrevivente: ele sabia que havia sido salvo por uma razão.

E ele tinha medo de descobrir qual era.

Quando voltou para casa depois da tragédia, a sombra foi junto.


Notas finais

Inspirada em uma história que ouvi há muitos anos.

Não sei se era verdade, mas nunca se sabe.

24. Oktober 2020 16:57:49 15 Bericht Einbetten Follow einer Story
17
Das Ende

Über den Autor

Lorem K Morais Cosmopolita, cafezeira e ranzinza. Estou sempre de um lado para o outro, sem pouso certo. Uma hora aqui, outra acolá. Cirurgiã-Dentista e escritora por ocasião, porque preciso colocar em palavras tudo o que vi. Entre aqui e acolá. Em comum a vontade de fazer as pessoas sorrirem. Vocês podem me encontrar também no meu blog Anjo Sonhador [loremkrsna.blogspot.com]. Não se acanhe não, se achegue aqui. Deixe te contar uma história.

Kommentiere etwas

Post!
Karina Zulauf Tironi Karina Zulauf Tironi
Caraaaamba, Lorem! Quando comecei a ler esse conto sabia que vinha coisa boa; já virei uma fã sua. Ainda assim, me surpreendi com esse final de arrepiar. Seus escritos nunca falham em me deixar de queixo caído.
November 03, 2020, 20:38
Inkspired Brasil Inkspired Brasil
Olá, Lorem! Gostaríamos, primeiramente, de agradecer sua participação no #arrepiainks. Ver vocês, autores, inspirados e abraçando o desafio, é muito importante para nós. Falemos então sobre sua história: a sinopse instiga, estávamos prontos para encontrar os cenários mais horripilantes diante da problemática do personagem principal, e então fomos surpreendidos por uma versão mais light. Quem diria que a sombra, ao fim, seria benéfica para o nosso solitário protagonista? Ao menos, é reconfortante ter uma pessoa (ou entidade) em que se pôde confiar durante a estadia no colégio interno, a tal ponto que não só lhe fazia companhia no quarto, como foi responsável por salvar sua vida. A parte mais curiosa, no entanto, foi ver que baseou-se numa história que ouviu há muito. Bom… a gente não pode desconfiar de algo contado por mais velhos, não é? Se for o caso, já estamos mais do que confiantes em ver que tivemos aqui um conto baseado em causos reais! Novamente, obrigada pela participação e parabéns por sua história! No mais, reiteramos que os vencedores do desafio serão anunciados em 29/10 — hoje — através do Facebook. Fique de olho! Seu nome pode estar na lista. (; Um abraço, Equipe de Comunidade da Embaixada Brasileira do Inkspired.
October 29, 2020, 19:13
amy ੭ amy ੭
Olá, Lorem! Como vai? Eu sou a Amy, uma das embaixadoras responsáveis pelo #arrepiainks! ♡ Você ainda vai receber um comentário mais completo, feito pelo perfil oficial da nossa embaixada, mas já gostaria de adiantar (e também destacar) o quanto sua história me surpreendeu! Afinal, a sombra não era nenhuma criatura com intenções maléficas, tanto que salvou a vida do jovem rapaz. Fiquei de olhos arregalados quando notei a relação amistosa (podemos chamar assim?) que ambos desenvolveram. Meus parabéns pela escrita e estendo meus agradecimentos pela sua participação! Um abraço, nos vemos em breve.
October 28, 2020, 01:21
Lara One Lara One
Caramba meu! Eu tô rindo de nervosa aqui com esse final inimaginável, eu já pensando em alguma coisa já batida e você vem com essa surpresa inesperada? Parabéns pela história! Continua fazendo mais coisas assim. <3
October 26, 2020, 14:58

Antónia Noronha Antónia Noronha
Fui completamente apanhada de surpresa pelo final da tua história! ainda ponderei que o próprio menino teria alguma ligação ou possessão... historia muito bem escrita e muito bem conseguida! parabéns!
October 26, 2020, 12:58

Alexis Rodrigues Alexis Rodrigues
eu estava toda triste por ele, preocupada que alguma coisa muito pior iria acontecer, cogitando até ser tudo coisa da cabeça dele, tipo um sonho ou uma alucinação, e esse final foi um tapa na cara! <3 amei! definitivamente não estava esperando. sabe o que eu estava esperando? uma continuação <3 adoraria ler mais <3
October 26, 2020, 05:59

  • Lorem K Morais Lorem K Morais
    Feliz que ter surpreendido! Adoro um bom plot twist October 27, 2020, 16:20
Litalea Draach Litalea Draach
É normal eu ter a impressão de que já ouvi algo assim antes? Me senti uma criança, ouvindo uma história contada por algum parente distante, foi uma sensação muito nostálgica com aquele pesinho de agonia no coração kkkkk Parabéns pelo conto mana!!
October 26, 2020, 05:45

  • Lorem K Morais Lorem K Morais
    Bom saber disso, porque como disse nas notas finais, fiz justo pensando em um caso que me contaram quando era criança e nunca esqueci, sobre essas estranhas coincidências. Enfim, fico feliz que gostou! October 27, 2020, 16:19
Tomas Rohga Tomas Rohga
Muito bom o conto. Realmente bateu aquele cagaço, pois tenho "medo" desse tipo de coisa inexplicável.
October 25, 2020, 02:44

  • Lorem K Morais Lorem K Morais
    ahaha a intenção era essa, então me considero satisfeita! October 27, 2020, 16:17
CC C Clark Carbonera
Meu deus!!! Eu já acompanho tuas escritas há um tempo já, então sabia do potencial desse conto (que bom que tá participando do desafio). Eu realmente não esperava por esse final, valeu demais! Adorei mesmo! A capa também ficou bem bonita. Parabéns pela história e por participar do desafio :)
October 24, 2020, 19:37

  • Lorem K Morais Lorem K Morais
    Muito obrigada, fico feliz que gostou :) October 27, 2020, 16:17
~