ariane-munhoz Ariane Munhoz

Vejo nos seus olhos quando você me olha; a tristeza refletida na dor de um nome proibido, impronunciável diante de ti. E me machuca tanto quanto todas as palavras maldosas que já ouvi. Como naquele dia do desprezo velado que até hoje me persegue. É tão difícil assim me aceitar? Me amar pela bandeira rosa, azul e púrpura que eu decidi abraçar? Tento compreender, mas é difícil. Tão difícil quanto seu desapontamento diante do nome proibido. Às vezes me questiono: seria melhor se eu tivesse morrido?

#preconceito #microconto #orgulhobi
  26. Mai 2019 19:07:00
AA Teilen

Kommentiere etwas

8 Bemerkungen
Post!
Laiana Claro Laiana Claro
Também já passei por isso de achar que minha existência era um erro, um problema na Matrix... no entanto, isso não é verdade. Nossa sexualidade é tão válida quanto qualquer outra!
28. Mai 2019 10:04:36

  • Ariane Munhoz Ariane Munhoz
    Concordo plenamente, somos livres para amar como quisermos. Obrigada pelo comentário e pelo apoio! 28. Mai 2019 17:28:48
  • Laiana Claro Laiana Claro
    Isso aí!! De nada e continue escrevendo! 28. Mai 2019 17:43:27
Alice Alamo Alice Alamo
Olá, meu amor. Sua escrita é maravilhosa, como sempre, não é mesmo? Eu adorei a microficção, você consegue passar muitos sentimentos com ela, e não é difícil entender e sentir a dor que narrou. Te amo muito, ficou lindo, e, se me permiti a resposta para a última pergunta: não, não seria melhor, porque amar é lindo, amar é livre, e nossa felicidade vale muito para simplesmente abrirmos mão disso. Você arrasa <3
26. Mai 2019 20:02:10

  • Ariane Munhoz Ariane Munhoz
    Sempre uma grata surpresa te ver por aqui <3 Quid trazer o lado do desapontamento, do não receber o suporte, depois de ver uma cena em uma série que assisto onde a personagem foi desprezada pelo próprio pai e foi bem triste. Pretendo trazer agora o outro lado, com alguém que recebeu o amor e a compreensão da família. Obrigada pelo feedback, meu anjo <3 27. Mai 2019 06:14:59

More microfictions