1
1.6k ABRUFE
AA Teilen

É amigos, a coisa está tensa. Deixei o hospital dia 19 de agosto, dia que meu celular completava 3 anos de uso, um uso ininterrupto, o bichinho aqui já se pagou e muito bem, desde esse dia ele vem apresentando alguns defeitos e mudanças no desempenho.

Assim é um pouco mais complicado realizar algumas tarefas simples como escrever, editar textos, vídeos, mas não tô aqui pra falar disso, tô aqui pra falar sobre o que aconteceu depois da saída do hospital. Bem, por causa da falta de comunicação entre internos e residentes me liberaram antes de fazer o exame que precisava pra ver se tinha algo diferente no meu útero, sim, por dentro. Fiz uma histeroscopia diagnóstica, que consiste de uma cânula com uma câmera que alcança a parte mais profunda do útero e vê tudo que ele tem por dentro, primeiramente foi horrível fazer esse exame, eu estava sangrando horrores e isso dificultou um pouco da visão do exame mas apesar disso o médico conseguiu ver o que precisava. Viu tudo. A sensação de dor, ardência e irritação são impossíveis de descrever com palavras, perdi muito sangue durante o exame, parecia que tinha algo dançando e se sacudindo no meu ventre. Uma pessoa que faz esse exame de rotina não sente dor, descobrimos alguns fatores que ajudam a fechar o meu diagnóstico:

cistos

pólipos

endométrio espessado e útero crescido. Todos esses fatores combinados me fazem sangrar, esse sangramento continuo e prolongado tem o nome de SUA - SANGRAMENTO UTERINO ANORMAL e sim, isso pode me matar. Foi colhido material para outra biópsia que vou buscar depois de amanhã o resultado. Estou rezando, pedindo, implorando que não seja câncer, que eu realmente não tenha algo grave, caso contrário não saberei lidar com a situação, essa coisa de que a gente tem que ser forte e superar as coisas é balela de pseudo ciência. Eu acredito sim que o pensamento positivo pode influenciar na realidade mas não posso fechar os olhos pra ela, o sofrimento, angústia, tristeza são reais. Só de pensar que vou ter de novo aquelas conversas sobre eu não ser mãe ainda e por isso não podem tirar meu útero é a maior falácia de todas. Como eu poderia mudar de opinião sobre algo que meu corpo já se mostrou praticamente incapaz? Minha escolha de não ter filhos está atrelada a meu psicológico frágil, dependência financeira e condição social muito vulnerável, pobre mesmo. Moro em um lugar pequeno, que não oferece nenhuma condição para criar uma criança como sempre acreditei que seria o ideal, eu jamais colocaria um filho no mundo para sofrer o mesmo que eu, não ter perspectivas ou sonhos mata a gente aos poucos não é só violência e doenças não.

E outra coisa eu já falei que se um dia tiver condições de sustentar uma criança e dar a ela uma vida digna e saudável eu vou adotar. Mas ser mãe a força por causa de convenções sociais e seja lá o que for, não.

Estou com medo do resultado do exame, sim, pra caramba. Mas estou confiante. Firme e convicta de que ficará tudo bem. Que esse inferno vai começar a mudar de figura e eu finalmente vou poder retomar o meu caminho. É tão irônica a vida, pouco menos de 5 anos atrás eu pensava em morrer todo dia. Todo dia eu buscava uma fórmula, um método um jeito porque não suportava mais viver, agora que tecnicamente eu já passei 3 vezes pela possibilidade real de morrer não sinto isso mais. Não tenho mais o desejo pela morte. Mais do que nunca eu quero viver, poder buscar as coisas que desejo e amo tanto. No dia antes da minha última internação meu amigo John se matou, fazia tempo que tinhamos nos visto pessoalmente, ainda tinhamos contato via rede social mas não era como antes, amizades da adolescência que se mantém firmes na vida adulta são tão raras né? Mesmo assim eu tinha um enorme carinho por ele, tinhamos muitas lembranças boas juntos e isso me abalou profundamente. Eu não pude ir ao velório dele ou enterro no dia seguinte, meu coração se despedaçou quando soube pois perceber que ele não suportou mais viver nesse mundo, não conseguiu recuperar a ânsia de viver que tinha quando eramos jovens me quebrou.

Me perguntei muitas vezes o motivo dessa decisão, talvez nunca venha a saber mas é doloroso demais saber que ele não quis mais lutar por si mesmo e encontrar uma razão pra continuar vivo. Espero que esteja em paz agora. Pois pedi e peço que o outro lado da existência tenha lhe acolhido com todo amor.

E eu... Bem, eu volto pra contar o que está acontecendo. Me desejem sorte.

27. September 2022 00:00:29 0 Bericht Einbetten 3
~